Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2243
Título: Potencial de novas cultivares de Coffea arabica L. resistentes à ferrugem para a produção de cafés especiais
Autor : Fassio, Larissa de Oliveira
Primeiro orientador: Pimenta, Carlos José
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Malta, Marcelo Ribeiro
Primeiro membro da banca: Carvalho, Gladyston Rodrigues
Área de concentração: Ciência dos Alimentos
Palavras-chave: Cultivar
Bebida - Qualidade
Análise de componente principal
Cultivar
Beverage quality
Principal Components Analysis
Data da publicação: 5-Ago-2014
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: FASSIO, L. de O. Potencial de novas cultivares de Coffea arabica L. resistentes à ferrugem para a produção de cafés especiais. 2014. 88 p. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Alimentos) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Para atender à grande demanda por cafés especiais imposta pelos mercados internacional e nacional, é justificável a procura por materiais genéticos, que além de possuírem características de produtividade e resistência a patógenos, possuam também melhores características de qualidade de bebida, e, para definir estas características de qualidade, é necessário conhecer o perfil sensorial e químico dos grãos de café. Portanto, o presente trabalho teve por objetivos: avaliar as características sensoriais de cultivares resistentes à ferrugem para a produção de cafés especiais; avaliar se existe relação entre os conteúdos de cafeína, trigonelina e 5-ACQ, avaliar o perfil de ácidos graxos com os atributos sensoriais da bebida, e diante destas análises possibilitar a diferenciação das cultivares em dois locais de Minas Gerais. Para tanto avaliou-se sete cultivares de Coffea arabica portadoras de resistência à ferrugem, desenvolvidas pelo programa de melhoramento genético da EPAMIG em parceria com a UFV e UFLA, e duas cultivares suscetíveis (Bourbon Amarelo e Topázio MG1190) em dois ambientes de cultivo: Lavras, na região Sul de Minas, e Patrocínio, na região Cerrado de Minas. Os experimentos foram instalados no campo em delineamento de blocos casualizados (DBC), com três repetições e parcelas constituídas por dez plantas cada. Aplicou-se análise multivariada (Análise de Componentes Principais) para melhor interpretação dos resultados. Os atributos, sabor e acidez foram determinantes para diferenciar as cultivares e a interação das mesmas com os ambientes avaliados. As cultivares Araponga MG1, Catiguá MG1 e Catiguá MG2 são as mais indicadas para a produção de cafés especiais no Estado de Minas Gerais. Os conteúdos de cafeína, trigonelina e 5-ACQ não apresentaram boa correlação com os atributos fragrância, sabor, acidez, corpo e nota final. Contudo, estes compostos permitiram a diferenciação dos ambientes. Dentre os ácidos graxos encontrados nos grãos, a cromatografia capilar a gás detectou a presença de um ácido incomum em cafés: o ácido gamma-linolênico (C18:3 ω-6, GLA). Os ácidos graxos palmítico, palmitoleico e linoleico apresentaram correlação com a qualidade sensorial da bebida enquanto os ácidos graxos insaturados, linoleico, linolênico e gamma-linolênico foram capazes de discriminar o ambiente Patrocínio.
Abstract: In order to meet the high demand for special coffees imposed by the international and national markets, it is justifiable to search for genetic material, which in addition to presenting productivity and pathogen resistance characteristics, present better beverage quality characteristics and, to define these quality characteristics, it is necessary to know the sensorial and chemical profile of the coffee beans. Therrefore, this study had the objectives of: evaluating the sensorial characteristics cultivars resistant to rust for the production of special coffees; assess whether there is a relation between the contents of caffeine, trigonelline and 5-CQA; evaluate the fatty acid profile with the beverage’s sensory attributes; and with these analyses, allow the differentiation of cultivars in two locations of Minas Gerais, Brazil. For this purpose, we analyzed seven C. arabica cultivars bearing rust resistance, developed by the EPAMIG breeding program in partnership with UFV and UFLA, and two susceptible cultivars (Yellow Bourbon and Topazio MG1190) in two cultivation environments: Lavras, southerm Minas Gerais and Patrocínio, Cerrado region of Minas Gerais. The experiments were installed on the field in a randomized block design (RBD) with three replicates and plots consisting of ten plants each. We applied multivariate analysis (Principal Component Analysis) for better interpretation of the results. The acidity and flavor attributes were determining factors for differentiating the cultivars and the interaction between them and the evaluated environments. The Araponga MG1, Catiguá MG2 and Catiguá MG1 cultivars are the most indicated for the production of special coffee in Minas Gerais. The contents of caffeine, trigonelline and 5-CQA did not present a good correlation with the fragrance, flavor, acidity, body and final score attributes. However, these compounds allowed us to differentiate the environments. Among the fatty acids found in the grains, capillary gas chromatography detected the presence of an unusual acid in coffee, gamma-linolenic acid (C18: 3 ω-6, GLA). The palmitic, linoleic and palmitoleic fatty acids presented correlation with the sensory quality of the beverage while the unsaturated fatty acids, linoleic, linolenic and gamma-linolenic acids, were able to discriminate the Patrocínio environment.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2243
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.