Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2290
Título: Correção do solo com silicato de cálcio e magnésio para produção de gramíneas forrageiras.
Título(s) alternativo(s): Soil correction with calcium and magnesium silicate for forage grass production.
Autor : Fortes, Caio Augustus
Primeiro orientador: Pinto, José Cardoso
Primeiro membro da banca: Morais, Augusto Ramalho de
Evangelista, Antônio Ricardo
Neto, Antonio Eduardo Furtini
Área de concentração: Forragicultura e Pastagens
Palavras-chave: Escória de siderurgia
Saturação por bases
Forragem
Slag
Base saturation
Forage
Data da publicação: 6-Ago-2014
Referência: FORTES, C. A. Correção do solo com silicato de cálcio e magnésio para produção de gramíneas forrageiras. 2006. 137 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Two experiments were conducted in greenhouse with the purpose of evaluating the dry matter yield (DM) and forage quality of Brachiaria brizantha cv. Marandu and Panicum maximum cv. Tanzânia-1, under levels of soil base saturation (V%) obtained by applying Ca and Mg silicate. The experiments were distinguished by soil type and by the doses of the amendment, on being Quartzsandy Neosoil ortic in Experiment 1 (E1) and one Red Latosol in Experiment 2 (E2). The experimental design was in randomized blocks, in 2 x 5 factorial scheme with four replicates, these being two forages and five levels of V% (original V%, 40, 60, 80 and 100%). Each experimental unit corresponded to a pot with a capacity of 4.0 dm3 of soil. DM yield (DMY), height and number of tillers, contents of crude protein (CP), calcium (Ca), magnesium (Mg), phosphorus (P), potassium (K), sulfur (S), silicon (Si), neutral and acid detergent fiber (NDF and ADF), in vitro DM digestibility (IVDMD) and shoot: root ratio were evaluated. In E1, there were no variations among the grasses in tiller height. Tanzania grass grass was superior to Marandu grass in DMY, tiller number and content of NDF and ADF, whilst Marandu grass was superior in the contents of Ca, Mg, Si, PB and P. There was a linear increase for DMY, tiller height and Ca and Mg and linear reduction for NDF, CP and P, there being no variation for Si. In E2, Tanzania grass was superior to Marandu grass in DMY, NDF, ADF, height and number of tillers, while Marandu grass presented increased contents of minerals and CP. The levels of V% provided increases in the contents of Ca, Mg and Si, whereas the other minerals and CP ranged as related with DMY (effect of concentration/dilution). It follows that, in both the studies, the grasses responded to the rise of V% in DMY and quality, in which Tanzania grass provided highest DMY, while Marandu grass provided a higher quality forage. In E2, there was a linear increase of the DMY of Tanzania grass, while Marandu grass showed highest DMY in V% of 28.5%.
Dois experimentos foram conduzidos em casa de vegetação com o objetivo de avaliar o rendimento de matéria seca (MS) e a qualidade da forragem de Brachiaria brizantha cv. Marandu e Panicum maximum cv. Tanzânia-1, sob níveis de saturação por bases do solo (V%) obtidos pela aplicação de doses de silicato de Ca e Mg. Os experimentos foram diferenciados pelo tipo de solo e pelas doses do corretivo, sendo um Neossolo Quartzarênico órtico no Experimento 1 (E1) e um Latossolo Vermelho Distroférrico no Experimento 2 (E2). O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 5 com quatro repetições, sendo duas forrageiras e cinco níveis de V% (V% original, 40, 60, 80 e 100%). Cada unidade experimental correspondeu a um vaso com capacidade para 4,0 dm3 de solo. Foram avaliados: produção de MS (PMS), altura e número de perfilhos, teores de proteína bruta (PB), cálcio (Ca), magnésio (Mg), fósforo (P), potássio (K), enxofre (S), silício (Si), fibras em detergente neutro e ácido (FDN e FDA), digestibilidade in vitro da MS (DIVMS) e razão parte aérea/raiz. No E1, não houve variação entre as gramíneas em altura de perfilhos. O Tanzânia foi superior ao Marandu em PMS, número de perfilhos e teores de FDN e FDA, enquanto o Marandu foi superior nos teores de Ca, Mg, Si, PB e P. Houve aumento linear para PMS, altura de perfilhos e Ca e Mg e redução linear para FDN, PB e P, não havendo variação para o Si. No E2, o Tanzânia superou o Marandu em PMS, FDN, FDA, altura e número de perfilhos, enquanto o Marandu apresentou maiores teores de minerais e PB. Os níveis de V% proporcionaram aumentos nos teores de Ca, Mg e Si, ao passo que os demais minerais e a PB variaram em função da PMS (efeito de concentração/diluição). Concluiu-se que, em ambos os estudos, as gramíneas responderam à elevação da V% em PMS e qualidade, nas quais o Tanzânia proporcionou maior PMS, enquanto o Marandu proporcionou forragem de melhor qualidade. No E2, houve aumento linear da PMS do Tanzânia, enquanto o Marandu exibiu maior PMS na V% de 28,5%.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2290
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.