Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28202
metadata.artigo.dc.title: Estrutura genética espacial em populações naturais de Dimorphandra mollis (Fabaceae) na região norte de Minas Gerais, Brasil
metadata.artigo.dc.title.alternative: Spatial genetic structure in natural populations of Dimorphandra mollis (Fabaceae) in the north of Minas Gerais State, Brazil
metadata.artigo.dc.creator: Gonçalves, Ana Cecília
Reis, Cristiane Aparecida Fioravante
Vieira, Fábio de Almeida
Carvalho, Dulcinéia de
metadata.artigo.dc.subject: Aloenzimas
Cerrado
Coancestria
Conservação genética
Espécie arbórea
Allozymes
Coancestry
Genetic conservation
Tree species
metadata.artigo.dc.publisher: Sociedade Botânica de São Paulo
metadata.artigo.dc.date.issued: 2010
metadata.artigo.dc.identifier.citation: GONÇALVES, A. C. et al. Estrutura genética espacial em populações naturais de Dimorphandra mollis (Fabaceae) na região norte de Minas Gerais, Brasil. Brazilian Journal of Botany, São Paulo, v. 33, n. 2, abr./jun. 2010.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O conhecimento e o entendimento da estruturação genética intrapopulacional são importantes para o manejo e conservação dos recursos genéticos florestais, bem como para avaliar os impactos da exploração e fragmentação e estabelecer estratégias de amostragem em populações naturais. O objetivo deste estudo foi determinar a estrutura genética espacial (EGE) dentro das populações de Dimorphandra mollis Benth., visando gerar informações para a conservação genética in situ das populações naturais da espécie. Dez locos aloenzimáticos foram utilizados para estimar as frequências de 20 alelos referentes a 180 indivíduos, distribuídos em três populações naturais (Campina Verde, Pau de Fruta e Vargem da Cruz) no norte de Minas Gerais, Brasil. A diversidade genética média (Ĥe) para a espécie foi de 0,463, considerada alta e todos os locos foram polimórficos, com média de 2,0 alelos por loco. Os genótipos de D. mollis nas populações Vargem da Cruz e Pau de Fruta encontram-se distribuídos espacialmente de maneira aleatória (blog = -0,007, P = 0,171; blog = -0,004, P = 0,772, respectivamente). Por outro lado, os indivíduos da população Campina Verde apresentaram EGE positiva na menor classe de distância (F(300,m) = 0,05, P < 0,001), indicando agrupamentos de indivíduos aparentados. A EGE significativa nessa população foi confirmada pela estatística Sp, com valor de 0,047 (P < 0,001). Fatores como a dispersão de pólen e sementes restritas e o histórico de perturbação antrópica dessa população podem ter contribuído para esse padrão de estrutura familiar dos genótipos. Os níveis de estruturação genética detectados nas populações estudadas devem ser considerados para estratégias mais eficientes de amostragem visando à conservação genética in situ.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The knowledge and understanding about the spatial genetic structure are important for management and conservation of forest resources, as well as to evaluate the impacts of exploitation and fragmentation and establish the strategies of sampling in natural populations. We analyzed the spatial genetic structure (SGS) in natural populations of Dimorphandra mollis Benth. to gather information about in situ genetic conservation. A total of ten allozyme polymorphic loci were used to estimate the frequency of 20 alleles in 180 individuals in three natural populations (Vargem da Cruz, Campina Verde and Pau de Fruta) in the north of Minas Gerais State, Brazil. The results revealed high genetic diversity in these populations, showing an average number of alleles per locus (Â) of 2.0. All loci were polymorphic and the average genetic diversity (Ĥe) was 0.463. The genotypes of D. mollis in Vargem Grande and Pau de Fruta populations exhibit weak SGS with a close-to-random spatial distribution of genotypes (blog = -0.007, P = 0.171; blog = -0.004, P = 0.772, respectively). On the other hand, the genotypes of the Campina Verde population exhibit positive spatial autocorrelation indicating that groups of individuals are highly related (F(300,m) = 0.05, P < 0.001). The SGS was confirmed by Sp statistics (Sp = 0.047, P < 0.001). This could be due to restricted pollen and seed dispersal and the anthropic pertubation history of this area; these factors are likely to contribute to the familiar structure observed among these genotypes. The genetic structure in these populations needs to be taken into account when sampling from these sites to ensure that in situ conservation strategies will be more effective.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28202
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons