Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28779
metadata.artigo.dc.title: Utilização de resíduos da madeira de candeia (Eremanthus erythropappus (DC.) Macleish) na produção de painéis aglomerados com adição de PET
metadata.artigo.dc.title.alternative: Utilization of candeia (Eremanthus erythropappus (DC.) Macleish) wood residues in the production of particleboad with addition of PET
metadata.artigo.dc.creator: Santos, Rosimeire Cavalcante dos
Mendes, Lourival Marin
Carneiro, Angélica de Cássia Oliveira
Mori, Fábio Akira
Castro, Renato Vinícius Oliveira
Mendes, Rafael Farinassi
metadata.artigo.dc.subject: Candeia - Resíduos
Candeia - Propriedades físicas
Candeia - Propriedades mecânicas
Polietileno tereftalato
Candeia - Waste
Candeia - Physical properties
Candeia - Mechanical properties
Polyethylene terephthalate
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Santa Maria
metadata.artigo.dc.date.issued: Jan-2011
metadata.artigo.dc.identifier.citation: SANTOS, R. C. dos et al. Utilização de resíduos da madeira de candeia (Eremanthus erythropappus (DC.) Macleish) na produção de painéis aglomerados com adição de PET. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 1, p. 149-158, jan./mar. 2011.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Este trabalho objetivou analisar, por meio das propriedades físicas e mecânicas, a viabilidade da produção de painéis a partir da incorporação do resíduo da madeira de candeia (Eremanthus erythropappus) e a influência das diferentes porcentagens de plástico tipo PET (polietileno tereftalato), como também da presença e ausência de parafina sobre as propriedades dos painéis aglomerados. Foram utilizados resíduos da madeira de candeia, após a extração do óleo, em associação à madeira de eucalipto, na proporção de 25:75, e adesivo uréia-formaldeído (12%) para a produção dos painéis; além da incorporação de PET na forma de partículas originadas de envases de refrigerantes em três porcentagens de incorporação (0%, 25% e 50%) em tratamentos na presença (1%) e ausência de emulsão de parafina. O ciclo de prensagem dos painéis ocorreu sob aquecimento elétrico a temperatura de 160oC; pressão de 0,4MPa e tempo de 8 minutos. O experimento foi instalado em um delineamento inteiramente casualizado com três repetições. As propriedades avaliadas, segundo as normas DIN (1971), ASTM D 1037-93 (1995) e CS 236-66 (1968), foram: ligação interna; flexão estática (módulo de elasticidade - MOE e módulo de ruptura - MOR); compressão paralela à superfície das chapas; absorção de água e inchamento em espessura, após 2 e 24 horas de imersão. As propriedades mecânicas dos painéis foram reduzidas com o aumento dos níveis de incorporações de PET; a adição de parafina não promoveu, de modo geral, ganhos de resistência e redução de higroscopicidade dos painéis madeira-plástico; é viável a utilização do resíduo da madeira de candeia, em associação à madeira de eucalipto, na confecção dos painéis madeira-plástico, pois as propriedades atenderam às exigências mínimas das normas, exceto para o teste de flexão estática.
metadata.artigo.dc.description.abstract: This work aimed to evaluate, through the physical and mechanical properties, the panels production viability with inclusion of candeia (Eremanthus erythropappus) wood residues and the influence of different percentages of PET (polyethylene terephthalate), as well as the presence and absence of paraffin on the properties of particleboard. There were used candeia wood residues, after oil extraction, in association with eucalypt wood in the proportion of 25:75 and urea-formaldehyde adhesive (12%) for panels production; besides the PET incorporation in particle form, which were originated from soft drink bottles and included in three percentages (0%, 25% e 50%) in treatments in the presence (1%) and absence of paraffin emulsion. The panels pressing cycle occurred under electric heating at 160°C, 0.4 MPa of pressure, during 8 minutes. The experimental design was entirely randomized with three repetitions. The properties evaluated, according to DIN (1971), ASTM D 1037-93 (1995) and CS 236-66 (1968) standards, were: internal bonding; static bending (modulus of elasticity – MOE and rupture – MOR); compression parallel to the panel surface; water absorption and thickness swelling, after 2 and 24 hours water soaking. The panel mechanical properties decreased with increasing in PET level; in general, paraffin addition did not improve the wood/plastic panels resistance and higroscopicity; the utilization of candeia wood residues is viable, in association with eucalypt wood, for the wood/plastic panel production, since the properties attended the minimum demands of the standards, except static bending.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28779
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons