Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28937
metadata.artigo.dc.title: Structural sustainability of cambisol under different land use system
metadata.artigo.dc.title.alternative: Sustentabilidade estrutural de um cambissolo sob diferentes sistemas de uso
metadata.artigo.dc.creator: Martins, Paula Cristina Caruana
Dias Junior, Moacir de Souza
Ajayi, Ayodele Ebenezer
Moreira, Fátima Maria de Souza
metadata.artigo.dc.subject: Solo - Degradação da estrutura
Densidade do solo
Pressão de pré-consolidação
Soil - Degradation of structure
Soil density
Precompression stress
metadata.artigo.dc.publisher: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
metadata.artigo.dc.date.issued: Nov-2012
metadata.artigo.dc.identifier.citation: MARTINS, P. C. C. et al. Structural sustainability of cambisol under different land use system. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 36, n. 6, p. 1724-1732, Nov./Dec. 2012.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Técnicas inadequadas de manejo têm sido associadas com a degradação de terras agricultáveis em muitas partes do mundo. A degradação do solo resulta em alterações das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, o que representa séria ameaça ao desenvolvimento agrícola sustentável. O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações da estrutura de um Cambissolo sob seis sistemas de uso da terra por meio dos modelos de capacidade de suporte de carga. A amostragem foi realizada na região Amazônica, Brasil, nos seguintes sistemas de uso: a) floresta secundária nova; b) floresta secundária velha; c) floresta; d) pastagem; e) roça; e f) agrofloresta. Para obter os modelos de capacidade de suporte de carga, as amostras indeformadas foram coletadas nesses sistemas de uso da terra e submetidas ao ensaio de compressão uniaxial. Esses modelos foram usados para avaliar qual sistema de uso da terra preserva ou degrada a estrutura do Cambissolo. Os resultados da densidade do solo e porosidade total do solo não foram adequados para quantificar a degradação estrutural do Cambissolo. Utilizando a profundidade de 0-0,03 m da floresta como referência, observou-se que a pastagem foi o sistema de uso da terra que mais promoveu degradação da estrutura do solo, ao passo que a estrutura foi mais preservada na floresta secundária velha, roça e floresta. Na profundidade de 0,10-0,13 m, a estrutura do solo foi mais degradada no sistema de cultivo roça e mais preservada na floresta secundária jovem e pastagem. Na profundidade de 0,20-0,23 m, a degradação da estrutura do solo foi mais intensa na floresta secundária velha e mais preservada na floresta secundária nova, roça e agrofloresta.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Incongruous management techniques have been associated with some significant loss of agricultural land to degradation in many parts of the world. Land degradation results in the alteration of physical, chemical and biological properties of the soil, thereby posing a serious threat to sustainable agricultural development. In this study, our objective is to evaluate the changes in a Cambisol structure under six land use systems using the load bearing capacity model. Sampling was conducted in Amazonas Region, Brazil, in the following land use: a) young secondary forest; b) old secondary forest; c) forest; d) pasture; e) cropping, and f) agroforestry. To obtain the load bearing capacity models the undisturbed soil samples were collected in those land use systems and subjected to the uniaxial compression test. These models were used to evaluate which land use system preserved or degraded the Cambisol structure. The results of the bulk density and total porosity of the soil samples were not adequate to quantify structural degradation in Cambisol. Using the forest topsoil level (0-0.03 m) as a reference, it was observed that pasture land use system was most severe in the degradation of the soil structure while the structure were most preserved under old secondary forest, cropping system and forest. At the subsoil level (0.10-0.13 m depth), the soil structure was most degraded in the cropping land use system while it was most preserved in young secondary forest and pasture. At the 0.20-0.23 m depth, soil structure degradation was most severe in the old secondary forest system and well preserved in young secondary forest, cropping and agroforestry.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/28937
metadata.artigo.dc.language: en_US
Appears in Collections:DCS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_Structural sustainability of cambisol under different land use system.pdf85,33 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons