Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29281
metadata.teses.dc.title: Práticas para a redução das perdas de N na compostagem de esterco de galinha
metadata.teses.dc.title.alternative: Practices for the reduction of N losses in the composting of the chicken manure
metadata.teses.dc.creator: Conceição, Otávio Prates da
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/2410598373274533
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Silva, Carlos Alberto
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Zinn, Yuri Lopes
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Cerri, Carlos Eduardo Pellegrino
metadata.teses.dc.subject: Adubo orgânico
Compostagem
Volatilização de amônia
Inibidor de urease
Formas minerais de N
Maturação de compostos orgânicos
Estabilidade química de compostos orgânicos
Organic fertilizer
Composting
Ammonia volatilization
Urease inhibitor
Mineral N forms
Maturation of organic compounds
Chemical stability of organic compounds
metadata.teses.dc.date.issued: 18-May-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
metadata.teses.dc.identifier.citation: CONCEIÇÃO, O. P. da. Práticas para a redução das perdas de N na compostagem de esterco de galinha. 2018. 67 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: O esterco de galinha (EG) possui N lábil que é facilmente perdido na compostagem, caso não sejam utilizados aditivos que ajudem a preservá-lo no composto. Objetivou-se avaliar o potencial de diferentes aditivos e inibidor da urease em reduzir as perdas de N durante a compostagem do esterco de galinha. Em uma primeira etapa, avaliaram-se os efeitos de doses de S elementar (0,25, 0,5, 1,0 e 2,0 %), bagaço de cana (5, 10, 30 e 60 %), serragem (5, 10, 25 e 40 %) e biocarvão (5, 10, 20 e 40 %), misturados ao EG, sobre o N no composto final. As misturas foram incubadas durante 60 dias. Ao final da incubação, avaliaram-se a massa de composto, condutividade elétrica (CE), pH e o teor de N total no material compostado. O Selementar na dose de 0,5% acidificou e enriqueceu o composto final com N em cerca de 50%, em relação ao controle (EG não tratado com S elementar). O emprego de biocarvão na mistura incubada acelera a sua biodegradação e permite, na dose de 40%, produzir composto mais concentrado em N. O aumento da relação C/N do composto pelo uso de bagaço de cana acelerou a compostagem e aumentou o teor de N no composto final. O uso de Sº pode ser combinado com o bagaço de cana, pois propiciam condições que minimizam as perdas de N na incubação e produzem um composto mais enriquecido em N. Em uma segunda etapa, objetivou-se avaliar a retenção de N pela inibição da urease e conseguinte diminuição da volatilização da amônia. Foram testadas sete doses de NBPT (0, 0,1, 0,25, 0,5, 1, 3 e 6%), visando reduzir o N volatilizado e o enriquecimento em N do EG compostado. As taxas de volatilização de N-amônia foram quantificadas pela captação do gás em espumas embebidas com ácido fosfórico e glicerina. As espumas foram coletadas aos 0, 1, 2, 5, 8, 13, 20 e 30 dias após o início da incubação. No início e ao final do experimento, foram determinados os teores de N total, N-nitrato e N-amônio, pH, CE e a massa remanescente do composto final. As doses de 0, 0,1, 0,25, 0,5 e 1% acarretaram um crescimento contínuo das taxas de volatilização da amônia até o final da incubação. Há queda considerável na amônia volatilizada quando o EG foi misturado ao NBPT nas doses de 3 e 6%. Todos os tratamentos apresentaram menores taxas de volatilização de amônia quando comparados ao controle (somente EGcompostado). Para as doses de 0, 0,1, 0,25 e 0,5 % de NBPT, os valores de pH aumentaram ao final da incubação, bem como os teores de N-nitrato. Em contrapartida, os teores de N-amônio e a massa remanescente reduziram-se. Com relação às doses de 1, 3 e 6 %, observou-se redução dos valores de pH e dos teores de N-nitrato, bem como uma pequena perda de massa ao final da incubação. Assim, existe a possibilidade de a dose de 0,5 % de NBPT reduzir em cerca de 20% a volatilização de N na forma de amônia, concomitantemente ao enriquecimento do material compostado com N, sem que as fases e processos envolvidos na compostagem fossem negativamente afetadas. É preciso avaliar o efeito do NBPT em condições de compostagem a campo, pois esse estudo se restringiu à decomposição do EG em condições controladas de laboratório.
metadata.teses.dc.description.abstract: Chicken manure (CKM) encloses most N in the labile forms which are easily lost during composting if no additives are used to preserve N processed by decomposers and not incorporate in biodegradable C structures in the final compost. We aimed at evaluating the potential of different additives to reduce N gas forms and to enrich CKM-derived composts in N. Firstly, the effect of elemental S(0.25, 0.5, 1.0 and 2.0%), sugar cane bagasse (5, 10, 30 and 60%), eucalyptus sawdust (5, 10, 25 and 40%) and biochar rates (5, 10, 20 and 40%) in mixtures with EG were tested. The mixtures were incubated for 60 days. At the end of the incubation, compost mass, electrical conductivity (EC), pH and total N content in composts were evaluated. The elemental S at the 0.5% rate acidified and enriched the final compost with N in 50.7%. The use of C readily available from sugarcane bagasse in the incubated mixtures accelerates decomposition and allows, at the 40% rate, to retain more N in the final compost. Increasing of C/N ratio of residues under composting by the use of sugarcane bagasse accelerated composting and increased the N content in the humified compost. The use of S° can be combined with sugarcane bagasse as they provide conditions that minimize N losses during the incubation and produce more N-enriched ending compost. In sequence, N retention was evaluated through the use of NBPT, an inhibitor of urease, which, in optimum rate (0,5%) drastically reduced ammonia volatilization. Seven NBPT rates (0, 0.1, 0.25, 0.5, 1, 3 and 6%) were tested to find the optimum NBPT rate to retain more N in the final compost. Ammonia volatilization rates were quantified by trapping this gas in foams embedded with phosphoric acid and glycerin. Foams were collected at 0, 1, 2, 5, 8, 13, 20 and 30 days after the beginning of incubation. At the beginning and at the end of the experiment, the total N, nitrate-N and ammonium-N contents, pH, EC and the compost remaining mass were determined. The NBPT rates of 0, 0.1, 0.25, 0.5 and 1% showed a continuous growth of NH3 volatilization up to the end of the incubation, however, NBPT at the rates of 3 and 6% drastically ceased NH3 volatilization. All treatments presented lower rates of volatilization when compared to the control (EG only). At the rates of 0, 0.1, 0.25 and 0.5% NBPT, the pH values increased at the end of the incubation, as well as the N-nitrate contents. On contrary, the ammonium contents and the remaining mass were smaller. In relation to the 1, 3 and 6% NBPT rates, a reduction in pH and nitrate-N contents were observed, as well as a small loss of mass at the end of incubation. Thus, the rate of 0.5% NBPT could be recommended to reduce N losses by 20% (in relation to the control), allowing increasing retention of N in the final matured and stabilized compost. It is necessary to test the effect of NBPT on N processes in field composting conditions, considering that this study was carried out in laboratory through a controlled incubation experiment.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29281
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.