Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29342
Título: Ecologia e conservação de morcegos (Chiroptera) em cavernas no Sudeste do Tocantins, Brasil
Título(s) alternativo(s): Ecology and conservation of bats (Chiroptera) in caves in Southeast of Tocantins, Brazil
Autor : Pereira, Jennifer de Sousa Barros
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8536465543919602
Primeiro orientador: Ferreira, Rodrigo Lopes
Primeiro coorientador: Bernard, Enrico
Primeiro membro da banca: Pompeu, Paulo dos Santos
Segundo membro da banca: Tavares, Valeria da Cunha
Palavras-chave: Morcegos - Conservação
Morcegos - Habitat
Cavernas - Conservação
Morcegos - Preferências ecológicas
Licenciamento ambiental
Bats - Conservation
Bats - Habitat
Caves - Conservation
Bats - Ecological preferences
Environmental licensing
Data da publicação: 6-Jun-2018
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: PEREIRA, J. de S. B. Ecologia e conservação de morcegos (Chiroptera) em cavernas no Sudeste do Tocantins, Brasil. 2018. 77 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
Resumo: Existem cerca de 180 espécies de morcegos registrados no Brasil, das quais 58 ocorrem em cavernas e 13 são consideradas restritas a cavernas. Muitas espécies de morcegos fazem uso de cavernas como abrigo, pois estas lhe conferem alta estabilidade ambiental e protegem contra predadores e adversidades climáticas, permitindo interação social, reprodução e cuidados parentais. No entanto, a proteção a esses ambientes, foi flexibilizada devido a mudanças feitas na legislação brasileira em 2008, permitindo assim impactos negativos irreversíveis em cavernas sujeitas a licenciamento amb iental. Desta maneira, identificar cavernas que representem importantes abrigos para os morcegos e entender como as características da caverna e da paisagem podem influenciar a seleção de abrigo por parte das espécies torna-se necessário para definir áreas prioritárias para conservação. Assim, o estudo teve como objetivo identificar cavernas prioritárias para a conservação em três municípios no sudeste do Tocantins, levando em consideração a riqueza, a diversidade e a presença de espécies de morcegos ameaçadas e/ou residentes. Além de verificar a influência das variáveis abióticas da caverna e da paisagem sobre a riqueza, sobre a composição das assembleias de morcegos e sobre cada espécie registrada. Para tanto, foram realizadas análises de regressão linear e uma análise multivariada baseada em modelos, com as variáveis da caverna e da paisagem. Foram capturados 585 morcegos, pertencentes a sete famílias e 31 espécies. Quatro espécies ameaçadas foram registradas em 12 cavernas, oito cavernas apresentaram alta diversidade e sete elevadas riquezas. Assim, das 19 cavernas estudadas, 15 cavernas prioritárias foram identificadas para conservação e quatro novos registros foram feitos para o estado de Tocantins. A riqueza e a composição das assembleias de morcegos na região de Aurora do Tocantins, Combinado e Lavandeira são determinadas por fatores internos das cavernas, sendo esta relação mais evidente durante a estação seca. A riqueza está positivamente relacionada com o tamanho das cavernas, sua estabilidade em relação ao ambiente externo e as diferentes temperaturas e níveis de umidade encontrados em seu interior. No entanto, temperaturas médias mais altas e maior heterogeneidade de micro hábitats estão negativamente relacionadas ao número de espécies. Embora a heterogeneidade de micro hábitats não tenha sido correlacionada positivamente com a riqueza, a quantidade de cada um deles teve uma contribuição significativa na variação da composição entre as cavernas, atuando juntamente com o desenvolvimento linear. A variação na composição é um reflexo das preferências específicas de cada espécie, sendo possível observar um padrão geral de relações negativas com temperaturas mais altas e positivas com as outras características da caverna. A paisagem, no entanto, apenas mostrou influência significativa para a presença de algumas espécies, apresentando relações positivas com a porcentagem de áreas preservadas e negativas com a de áreas degradadas. Assim, destaca-se o grande potencial da área para a conservação de espécies ameaçadas e sugere-se a proteção integral de pelo menos as cavernas classificadas com a máxima relevância. Além disso, o presente estudo traz informações relevantes sobre a preferência ecológica dos morcegos para seleção de abrigos que podem ser úteis na tomada de decisões em processos de licenciamento ambiental.
Abstract: There are about 180 species of bats registered in Brazil, of which 58 occur in caves, and of these 13 are consider restrict to caves. Many species make use of caves as roost because they have high environmental stability and provide protection against predators and climatic adversities, allowing social interaction, reproduction and parental care. However, these environments, as well their associated fauna, became fragile due to changes made in Brazilian legislation in 2008, allowing irreversible negative impacts on caves that are subject to environmental licensing. In this way identify caves that represent important bats roost and understand what cave and landscape characteristics may influence the selection of shelter by them becomes necessary to define priority areas for conservation. Thus, the study aimed to identify priority caves for conservation taking into account richness, diversity and presence of threatened and/or resident species. And also verify the influence of abiotic variables of cave and the landscape on the richness, on bats assemblage composition and on each species. To accomplish this, analyzes of linear regression and model-based multivariate analysis were used, with cave and landscape variables. After two trips to the work field 585 bats were captured, belonging to seven families and 31 species. Four endangered species were recorded in 12 caves, eight caves showed high diversity and seven elevated richness. Thus, of the 19 caves studied, 15 priority caves were identified for conservation, and four new records were made for the state of Tocantins. Richness and composition of the bat assemblage in the region of Aurora do Tocantins, Combinado and Lavandeira are determined by internal factors of the caves, being this relationship more evident during the dry season . The richness is positively related to the size of the caves, their stability in relation to the external environment and the different temperatures and humidity levels found in their interior. However, higher mean temperatures and greater heterogeneity of microhabitats are negatively related to the number of species. Although the heterogeneity of microhabitats was not positively correlated with richness, the quantity of each one of them had a significant contribution in the variation of the composition between the caves, acting together with their size. The variation in composition is a reflection of the characteristic preferences of each species, and it is possible to observe a general pattern of negative relations with higher temperatures, and positive with the other characteristics of the cave. The landscape, however, only showed significant influence for the presence of some species, presenting positive correlations with preserved areas and negative with degraded areas. Thus, it highlights the great potential of the area for the conservation of endangered species and it is suggested the integral protection of at least the classified caves with the maximum relevance. In addition, the present study provides relevant information on the ecological preference of bats for the roost selection that can be useful in decision making in environmental licensing processes.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29342
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DBI - Botânica Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Ecologia e conservação de morcegos (Chiroptera) em cavernas no Sudeste do Tocantins, Brasil.pdf1,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.