Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29468
metadata.teses.dc.title: Quitosana na indução de tolerância ao déficit hídrico em híbridos de milho
metadata.teses.dc.title.alternative: Chitosan in inducing the tolerance to water deficit in maize hybrids
metadata.teses.dc.creator: Almeida, Lorena Gabriela
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/1248537592686138
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Alvarenga, Amauri Alves de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Magalhães, Paulo César
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Silva, Vânia Aparecida da
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Paula, Ana Cardoso Clemente Filha Ferreira de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Carvalho, Milene Alves de Figueiredo
metadata.teses.dc.subject: Água - Conservação
Biopolímero
Estresse hídrico
Fisiologia vegetal
Trocas gasosas
Water conservation
Biopolymer
Hydric stress
Plant physiology
Gas exchange
metadata.teses.dc.date.issued: 11-Jun-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: ALMEIDA, L. G. Quitosana na indução de tolerância ao déficit hídrico em híbridos de milho. 2018. 69 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fisiologia Vegetal)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: Entre os fatores limitantes da produção vegetal, o déficit hídrico ocupa posição de destaque. Esse estresse ambiental interfere no desenvolvimento das culturas agrícolas, ocasionando perturbações fisiológicas que prejudicam o desenvolvimento e rendimento agronômico das culturas. Nessa situação, faz-se necessário um maior conhecimento sobre formas alternativas que possibilitem as plantas de milho tolerar o déficit hídrico. A quitosana, considerada um bioestimulante, pode estimular respostas fisiológicas, atuando como um antitranspirante em situações agrícolas de estresse.Diante disso a presente investigação buscou elucidar a viabilidade do uso deste biopolimero na indução da tolerância ao déficit hídrico em ensaios sob condições de casa de vegetação e campo. Os resultados obtidos em casa de vegetação, revelaram que a dose mais eficiente de quitosana foi de 140 mg/L, a qual foi utilizada em condições de campo. Foram realizadas avaliações bioquímicas, através da quantificação da atividade das enzimas antioxidantes, SOD, CAT, APX e PAL, bem como as caraterísticas morfofisiológicas, tal como taxa fotossintética, condutância estomátiva, transpiração, carbono interno, teor relativo de clorofila, eficiência fotoquímica do fotossistema II, potencial hídrico, avaliação do sistema radicular e características relacionadas a produção. Os resultados obtidos no presente estudo fornecem evidências sobre o potencial uso da quitosana, a fim de aumentar a tolerância ao estresse hídrico.
metadata.teses.dc.description.abstract: Among the limiting factors of plant production, the water deficit occupies a prominent position. This environmental stress interferes with the development of crops, causing physiological disturbances that impair the growth and agronomic yield of the vegetables. In this situation, it is necessary to know more about alternative ways that allow com plant to tolerance water deficit. Chitosan, considered a biostimulant, can stimulate physiological responses, acting as a antiperspirant in agricultural stress situations. Therefore, the present research sought to elucidate the feasibility of the use of this biopolymer in the induction of the tolerance to water deficit. The results obtained in greenhouse, regard to the most efficient chitosan dose (140 mg/L), were repeated under field conditions. For this, biochemical evaluations were performed by the quantification of antioxidant enzymes activity, SOD, CAT, APX and PAL, as well as ecophysiological characteristics, such as gas exchange, relative chlorophyll content, photosystem I and II and characteristics related to production. The results obtained in the present study provide evidences about the potential use of chitosan to increase the tolerance to water stress.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29468
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Quitosana na indução de tolerância ao déficit hídrico em híbridos de milho.pdf663,22 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.