Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29729
Título: COPROCOL: Um caso de contrapoder cooperativo?
Autor : Oliveira, Benedito Anselmo Martins de
Primeiro orientador: Moura Filho, Jovino Amâncio de
Primeiro membro da banca: Salazar, German Torres
Segundo membro da banca: Amâncio, Robson
Palavras-chave: Cooperativismo
Economia agrícola
Reforma agrária
Renda - Distribuição
Assentamento humano
Cooperativa agrícola
Administração rural
Data da publicação: 24-Jul-2018
Referência: OLIVEIRA, B. A. M. de. COPROCOL: Um caso de contrapoder cooperativo? 1996. 132 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1996.
Resumo: O cooperativismo é um instrumento que tanto pode defender e afirmar, como, também, pode negar e combater uma determinada ordem política/econômica/social estabelecida. Esta dissertação coaduna com esta afirmação, por um lado, quando argumenta que o poder cooperativo - vinculado à OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) - defende e afirma, para o setor rural, a ordem estabelecida no Brasil, principalmente a partir do processo de modernização agrícola brasileira. E, por outro lado, quando apresenta um contrapoder cooperativo - vinculado à CONCRAB (Confederação das Cooperativas de Reforma Agrária do Brasil) - que é o braço cooperativista do MST ( Movimento dos Trabalhadores Sem Terra do Brasil). Para alcance destes objetivos estudou-se a Cooperativa Agropecuária de Produção Coletiva da Área I do Assentamento Pirituba II (COPROCOL), buscando-se compreender seu processo de administração/gestão, que é direcionado para descentralizar poder e distribuir renda, como estratégia para conquista de mudança social através de um cooperativismo popular.
Abstract: Onthe one hand, cooperativism is a movement that can defend and affirm, and on the other it can deny and contend an established polical-social-economical order. This dissertation accords to this assertion in two aspects: first, when it argues that the cooperative power linked to OCB (Brazilian Cooperatives^ganization) defends the established order in Brazil, mainly from the rural modemization process on; second, when it presents a cooperative counterpower linked to CONCRAB (Brazilian Confederation of Agrarian Reform Cooperatives), that is a MST's cooperative branch (Brazüian Landless Workers' Movement). A study was carried out in the Agricultural Cooperative ofCollective Production at Área I in Pirituba II (COPROCOL), aiming to understand its management process, which is directed to descentralize power and to distribute income, as an strategy to attain social change by means of a popular cooperativism.
metadata.teses.dc.description: Esta dissertação/tese está disponível online com base na Resolução CEPE nº 090, de 24 de março de 2015, disponível em http://www.biblioteca.ufla.br/wordpress/wp-content/uploads/res090-2015.pdf, que dispõe sobre a disponibilização da coleção retrospectiva de teses e dissertações online no Repositório Institucional da UFLA, sem autorização prévia dos autores. Parágrafo Único. Caberá ao autor ou orientador a solicitação de restrição quanto à divulgação de teses e dissertações com pedidos de patente ou qualquer embargo similar. Art. 5º A obra depositada no RIUFLA que tenha direitos autorais externos à Universidade Federal de Lavras poderá ser removida mediante solicitação por escrito, exclusivamente do autor, encaminhada à Comissão Técnica da Biblioteca Universitária./ Arquivo gerado por meio da digitalização de material impresso. Alguns caracteres podem ter sido reconhecidos erroneamente.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29729
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_COPROCOL: Um caso de contrapoder cooperativo.pdf8,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.