Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29756
metadata.artigo.dc.title: Efeito do extrato pirolenhoso sobre a germinação de espécies do cerrado brasileiro
metadata.artigo.dc.title.alternative: Effect of pyrolegenous extract on seed germination of Brazilian Cerrado species
metadata.artigo.dc.creator: José, Anderson Cleiton
Andrade, Raniere José de
Pereira, Wilson Vicente Souza
Silva, Natália Cristina Nogueira da
Faria, José Marcio Rocha
metadata.artigo.dc.subject: Ácido pirolenhoso
Fogo
Semente
Pyroligneous acid
Fire
Savannah
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.artigo.dc.date.issued: 2016
metadata.artigo.dc.identifier.citation: JOSÉ, A. C. et al. Efeito do extrato pirolenhoso sobre a germinação de espécies do cerrado brasileiro. Caderno de Ciências Agrárias, [S.l.], v. 8, n. 1, p. 62-69, 2016.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro e tem como característica a vulnerabilidade à ocorrência de fogo. O fogo tem grande influência sobre a germinação de sementes e o estabelecimento de plantas, tendo sido estudado por diversos pesquisadores. O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do extrato pirolenhoso, um subproduto da cadeia de produção do carvão, sobre a germinação de sementes de espécies do Cerrado. O extrato foi obtido pela destilação da fumaça da queima de madeira de eucalipto, sendo diluído em água a 50, 500, 5000 e 50000 vezes. Sementes de Eugenia dysenterica, Anadenanthera colubrina, Handroanthus serratifolius e Stryphnodendron adstringens foram submetidas à embebição nas diluições acima mencionadas, bem como embebição em água destilada como controle. Foram avaliadas a percentagem e velocidade de germinação. Baixas concentrações do extrato estimularam a germinação de sementes de E. dysenterica enquanto concentrações mais altas resultaram na inibição da germinação em H. serratifolius. Para A. colubrina e S. adstringens, não houve efeito do extrato. Conclui-se que a resposta ao extrato pirolenhoso durante a germinação é dependente da espécie.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Cerrado is the second larger Brazilian biome, and has as a characteristic the high susceptibility to fire. There is a large influence of the fire on the seed germination and seedling establishment, being this effects studied by many researchers. This paper aimed to analyze the effect of the pyroligneous extract on the germination of four seeds from Brazilian Cerrado species. The extract was obtained by the distillation of the smoke from burning Eucalyptus wood. The extract was diluted at 50, 500, 5000 and 50000 times. Seeds of Eugenia dysenterica, Anadenanthera colubrina, Handroanthus serratifolius and Stryphnodendron adstringens were submitted to the imbibition in these diluted extracts using water as a control. The percentage and speed of germination were evaluated on isolated experiments for each species. Low extract concentrations stimulate the germination of E. dysenterica seeds while high concentrations inhibit germination of H. serratifolius. The germination of seeds of A. colubrina and S. adstringens there was not influenced by the extract. It was concluded that the response of seeds during germination in the presence of pyroligneous extract is species dependent.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: https://seer.ufmg.br/index.php/ccaufmg/article/view/1260
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29756
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.