Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30459
metadata.teses.dc.title: Hidden deficiency of nickel in soybean: assessment and control
metadata.teses.dc.title.alternative: Deficiência oculta de níquel em soja: avaliação e controle
metadata.teses.dc.creator: Freitas, Douglas Siqueira
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/7425810611865936
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Carneiro, Marco Aurélio Carbone
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Guilherme, Luiz Roberto Guimarães
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Carneiro, Marco Aurélio Carbone
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Guilherme, Luiz Roberto Guimarães
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Lopes, Guilherme
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Moreira, Adônis
metadata.teses.dc.contributor.referee5: Moraes, Larissa Alexandra Cardoso
Lavres Junior, José
metadata.teses.dc.subject: Dose
Fertilização
Genótipo
Glycine max
Fertilization
Genotype
metadata.teses.dc.date.issued: 19-Sep-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: FREITAS, D. S. Hidden deficiency of nickel in soybean: assessment and control. 2018. 107 p. Tese (Doutorado em Ciência do Solo)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: Os estudos sobre a fertilização com níquel (Ni) em plantas cultivadas são notavelmente novos, embora os seus efeitos positivos venham sendo relatados desde o início dos anos 80. Esse elemento, emergente como um micronutriente, compõe as enzimas urease em plantas e hidrogenase em microrganismos. Nesse cenário, as plantas leguminosas, por sua associação simbiótica com bactérias diazotróficas, podem ser mais severamente afetadas pela deficiência de Ni em solos agrícolas. A soja, além de importante fonte de alimento, é uma leguminosa muito cultivada atualmente no cenário mundial. Assim, práticas que levem a uma produção mais eficiente e sustentável dessa espécie vegetal são visadas para garantir a segurança alimentar atual e futura. Para a confecção do primeiro artigo, associamos as evidências da deficiência de Ni presentes na literatura com os baixos teores naturais desse elemento no solo, o que é comumente encontrado em áreas agrícolas, para verificar uma possível ocorrência da deficiência de Ni em plantas de soja. Para tal, foram cultivados 17 genótipos de soja, comumente adotados pelos agricultores, com e sem o suprimento de Ni, em casa de vegetação e campo, para a avaliação da fisiologia, metabolismo e produção das plantas. Notamos que a fertilização com esse micronutriente maximizou grande parte dos pontos testados embora sem a ocorrência de sintomas foliares, demonstrando, dessa forma, que a deficiência de Ni em plantas de soja ocorre de forma oculta. Para a confecção do segundo artigo, partirmos da seleção genotípica realizada no primeiro estudo, permitindo-nos identificar os genótipos quanto a sua responsividade a fertilização com Ni. Ao genótipo mais responsivo, foram oferecidas seis doses desse micronutriente visando estabelecer as faixas de deficiência, desenvolvimento adequado e toxidez em plantas de soja. Como esperado, o genótipo avaliado demandou maiores concentrações de Ni para atingir seu máximo desenvolvimento, e curiosamente, as bactérias fixadoras de nitrogênio, associadas a esse, também. Para chegar a essa conclusão, avaliou-se tanto como o genótipo se desenvolvia em função das doses de Ni, bem como as concentrações desse micronutriente e seu efeito sobre a atividade dos nódulos radiculares. Com os trabalhos desenvolvidos, fornecemos não só formas de detectar a deficiência oculta de Ni que ocorre nos genótipos de soja cultivados, mas, também como contornar essa limitação pela oferta de doses de Ni adequadas para o máximo desenvolvimento dessas plantas.
metadata.teses.dc.description.abstract: Studies on nickel (Ni) fertilization in cultivated plants are remarkably new, although their positive effects have been reported since the early 1980s. This element, emerging as a micronutrient, takes place in the enzymes urease, in plants, and hydrogenase, in microorganisms. So, legume plants, due to their symbiotic association with diazotrophic bacteria, may be one of the species most affected by Ni deficiency in agricultural soils. The most important legume species currently cultivated is soybean, an important source of food on the world`s scenario. Thus, practices that lead to a more efficient and sustainable production of this species are aimed to ensuring the current and the future food security. In the first paper, we followed the evidence of Ni deficiency presented in the literature and associate them with the low natural contents of this element commonly found in agricultural soils, and, thus, we confirmed the occurrence of Ni deficiency also in soybean plants. However, in this species, Ni deficiency occurred as a hidden deficiency. To detect this event, we cultivated 17 soybean genotypes, which are commonly cultivated by farmers, with and without the supply of Ni in greenhouse and field, evaluating their physiology, metabolism and production. Therefore, we noticed that fertilization with this micronutrient maximized all evaluated points, even without expressing leaf symptoms of the Ni deficiency. In the second paper, we started from the selection of genotypes previously done, which discriminated them as to their responsiveness to Ni fertilization. To the most responsive genotype, we offered the fertilization with increasing doses of this micronutrient in order to establish the concentrations that would provide the ranges of undernutrition, adequate development and toxicity. As expected, the genotype tested required a higher concentration of Ni to reach its maximum development, and curiously, the nitrogen-fixing bacteria associated with these, too. To reach this conclusion, we evaluated the genotype development following the supply of the Ni doses and how the concentrations of Ni and activity of the root nodules accompanied them. With the developed works, we provide not only ways to detect the hidden deficiency that occurs in the new soybean genotypes, but also how to circumvent this limitation by provision of adequate doses for the maximum development of soybean plants.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30459
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: eng
Appears in Collections:DCS - Ciência do Solo - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Hidden deficiency of nickel in soybean assessment and control.pdf2,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.