Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31519
metadata.teses.dc.title: Gestão cultural integrada do território na Serra do Espinhaço: ações locais para transformações globais na microrregião de Presidente Kubitschek/MG
metadata.teses.dc.title.alternative: Integrated cultural management of the territory in Serra of Espinhaço: local actions for global transformation in microregion of Presidente Kubitschek/MG
metadata.teses.dc.creator: Silva, Paulo Henrique
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/1737328566378604
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Valadão, José de Arimatéia Dias
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Valadão, José de Arimatéia Dias
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Sousa, Gustavo Costa de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Siena, Osmar
metadata.teses.dc.subject: Desenvolvimento sustentável
Gestão Cultural Integrada de Território (GCIT)
Território
Cultura
Serra do Espinhaço (Brasil)
Sustainable development
Integrated Cultural Management of Territory
Territory
Culture
Espinhaço Mountains (Brazil)
metadata.teses.dc.date.issued: 31-Oct-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
metadata.teses.dc.identifier.citation: SILVA, P. H. Gestão cultural integrada do território na Serra do Espinhaço: ações locais para transformações globais na microrregião de Presidente Kubitschek/MG. 2018. 93 p. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2018.
metadata.teses.dc.description.resumo: O debate sobre Desenvolvimento Sustentável a nível internacional, nacional e mais recente a nível local vem ocorrendo desde o período de 1960, de forma mais intensa, mas foi a partir de 2012 que as novas compreensões sobre o tema ganharam maior complexidade. Estas novas compreensões partem da necessidade de uma maior sensibilidade com os vários grupos e atores, principalmente a nível local, onde as pessoas por meio de suas relações (muitas vezes conflituosas), práticas e sinônimos de pertencimento com o território, ou seja, por meio de suas culturas, acabam por definir os percursos econômicos, ambientais e sociais a serem seguidos ao longo do tempo. Partindo desta lógica, novas abordagens se fazem necessárias para proporcionar uma leitura da realidade (conhecimentos e logísticas), e consequentemente do tripé sustentável, por meio da variável cultura que abarca toda a complexidade dos grupos e atores com o território. Neste sentido, o estudo insere a literatura de Gestão Cultural Integrada de Território que propõem uma nova compreensão da realidade, a partir dos territórios, e busca por meio de quatro conceitos (Matriz Territorial, Formação, Interlocução Institucional e Observatórios Territoriais) fazer uma leitura da realidade plasmada no elemento cultura. Para tanto, o estudo foi delineado sobre a forma de três trabalhos, onde no primeiro trabalho, de cunho mais teórico, foi construída uma discussão teórica da literatura de GCIT, de forma a situa-la a luz do debate de Desenvolvimento Sustentável. O segundo trabalho, de cunho empírico, buscou assentar as bases da literatura de GCIT em um território e subsidiar uma leitura da realidade, trazendo para o debate toda a sua complexidade cultural, social, econômica e ambiental. E um terceiro trabalho, de cunho mais tecnológico, que buscou analisar o caso empírico anterior à luz da discussão teórico do primeiro trabalho, e traçar os limites e possibilidades da literatura de GCIT, e as possíveis alternativas metodológicas para novas intervenções nos territórios. Depreende-se do estudo, a relevância da literatura de GCIT para novas abordagens com vista a propostas de Desenvolvimento Sustentável, sobre a ótica dos territórios, e logicamente de suas culturas identitárias e do patrimônio cultural . Esta nova abordagem contribuiu para identificar dilemas e suaviza-los, por meio de uma nova didática local (Figura 2 – Fluxo Processual de GCIT), e consequentemente de novas possibilidades logísticas. Por fim o estudo caminha para um potencial em efetivar as novas plataformas internacionais, como as dos ODS, de forma indivisível, interconectada e integrada.
metadata.teses.dc.description.abstract: The debate on sustainable development at the international, national and more recent level at the local level has been taking place more intensively since the 1960s, but it was from 2012 onwards that new understandings on the subject became more complex. These new understandings stem from the need for greater sensitivity to the various groups and actors, especially at the local level, where people through their relationships (often conflictual), practices and synonyms of belonging to the territory, ie through of their cultures, end up defining the economic, environmental and social paths to be followed over time. Starting from this logic, new approaches are necessary to provide a reading of the reality (knowledge and logistics), and consequently of the sustainable tripod, through the variable culture that embraces all the complexity of the groups and actors with the territory. In this sense, the study inserts the literature of Integrated Cultural Territory Management that proposes a new understanding of reality, from the territories, and searches through four concepts (Territorial Matrix, Training, Institutional Interlocution and Territorial Observatories) to make a reading of the reality embodied in the culture element. In order to do so, the study was outlined in the form of three papers, where in the first work, more theoretical, a theoretical discussion of the GCIT literature was constructed, in order to situate it in the light of the Sustainable Development debate. The second empirical study sought to build the foundations of GCIT literature in a territory and to subsidize a reading of reality, bringing to the debate all its cultural, social, economic and environmental complexity. And a third, more technological work that sought to analyze the previous empirical case in the light of the theoretical discussion of the first work, and to outline the limits and possibilities of the GCIT literature, and the possible methodological alternatives for new interventions in the territories. From the study, the relevance of the GCIT literature to new approaches to Sustainable Development proposals, the perspective of the territories, and logically of their identity cultures and cultural patrimony. This new approach has contributed to identify dilemmas and soften them, through a new local didactic (Figure 2 - Process Flow of GCIT), and consequently new logistical possibilities. Finally, the study is headed towards the potential to make new international platforms, such as ODS, indivisible, interconnected and integrated.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/31519
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.