Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3164
Título: Estudos histopatológicos da mancha manteigosa em cafeeiro (Coffea arabica L.) e comportamento de isolados de Colletotrichum spp. em plantas obtidas por cultura de embrião
Título(s) alternativo(s): Histopathological studies of Buttery spot in coffee (Coffea arabica L.) and bahaviour of Colletotrichum spp isoaltes in plants obtained by embryo culture
Autor : Lins, Severina Rodrigues de Oliveira
Primeiro orientador: Abreu, Mário Sobral de
Primeiro membro da banca: Chalfoun, Sara Maria
Alves, Eduardo
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Ciências Agrárias
Mancha manteigosa
Colletotrichum spp
Xylella fastidiosa
Coffea arabica L
Histopatologia
Doença do cafeeiro
Buttery spot
Histopathology
Desease coffeea
Data da publicação: 22-Ago-2014
Referência: LINS, S. R. de O. Estudos histopatológicos de mancha manteigosa em cafeeiro (Coffea arabica L.) e comportamento de isolados de Colletotrichum spp. em plantas obtidas por cultura de embrião. 2006. 104 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, 2006.
Resumo: A mancha manteigosa é uma doença que ocorre em cafeeiro e que necessita de maiores esclarecimentos no tocante à reprodutibilidade dos sintomas. Dentre as lacunas que existem para melhor entendimento da mancha manteigosa enfatiza-se a falta de análises internas dos tecidos sintomáticos, vias de transmissão e o modo de colonização pelo patógeno. A microscopia eletrônica de varredura é uma importante ferramenta para estudos histopatológicos. Objetivou-se, neste trabalho, estudar os eventos de pré e pós-penetração de Colletotrichum gloeosporioides (agente causal da mancha manteigosa) e outras espécies de Colletotrichum em plantas de cafeeiro obtidas por culturas de embrião, verificar a transmissibilidade pela semente e realizar estudos histopatológicos em pecíolos de plantas doentes. Os explantes embrionários para a produção das plantas foram obtidos no Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (Lavras, MG). Os experimentos foram realizados no Departamento de Fitopatologia da mesma universidade no período de junho de 2004 a dezembro de 2005. Utilizando-se a MEV, comprovou-se que C. gloeosporioides, isolados de folha e ramos de plantas com sintomas da mancha manteigosa, assim como aquele isolado de fruto de manga, colonizam plantas de cafeeiro fato também comprovado para C. demathium isolado de cafeeiro sadio e C. acutatum (CML-UFLA). Pelos estudos com plântulas obtidas de sementes com e sem o sintoma da doença, verificou-se C. gloeosporioides e Xylella fastidiosa nos tecidos internos de hipocótilos em avaliações realizadas por amostragens destrutivas, iniciando-se no estádio palito de fósforo e após, quando atingiram o primeiro e o segundo pares de folhas. Constatou-se Xyllela fastidiosa em pecíolos de plantas adultas de cafeeiro, com sintoma da mancha manteigosa, por meio da MEV, confirmada por PCR.
Buttery spot is a disease that occurs in coffee and needs more knowledge because of the lack of reproductibility of symptoms. Previous works revealed that Colletotrichum gloeosporioides is the causal agent of the disease. Among the blanks that exist to better understand the disease and the pathossystem Colletotrichum-coffee it can be emphacied the lack of internal analysis of symptomatic tissues, by transmition ways and the mode of colonization by the pathogen. The scanning electronic microscopy (SEM) is an important tool for histopathological studies but few works in this patossystem used this technique. The objective of this work was to study the events of pre and post penetration of Colletotrichum ssp, in coffee plants obtained by embryo culture, as well as to verify the transmissibility by seed and analyze the causes of buttery spot, internally, through histopathological studies in petioles from diseased plants. The embryonary explants to the production of plants were performed in the Departament of Agriculture of Universidade Federal de Lavras (Lavras, MG). The other experiments were performed in the Departmento of Plant Pathology of the same University in the period of june 2004 to December 2005. By using MEV, it was proved that C. gloeosporioides, isolated from leaves and brenches with symptoms of Buttery spot, as well as one isolated from mango fruits, C. demathium (isolated from leaf of a health coffee plant) and C. acutatum (obtained from Deposited Cultures - CML-UFLA) colonized plants of coffee. By studies with coffee plants obtained from seeds with and without the disease symptoms, it was observed C. gloeosporioides and Xylella fastidiosa in the internal tissues of hypocotyls in evaluations performed in destructive samplings 30, 60 and 90 days after seeding. It was observed Xyllela fastidiosa in petioles of coffee adult plants, with symptoms of Buttery spot, through MEV and confirmed by PCR.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3164
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.