Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32037
metadata.teses.dc.title: Natureza sócio-técnica e administração de estações experimentais agropecuárias
metadata.teses.dc.creator: Monice Filho, Rodolfo Guimarães
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Lima, Juvêncio Braga de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Moura Filho, Jovino Amâncio de
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Vieira, Arnaldo Pereira
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Bassani, Paulo
metadata.teses.dc.subject: Administração rural
Pesquisa Agropecuaria
Agronegócio
metadata.teses.dc.date.issued: 20-Nov-2018
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
metadata.teses.dc.identifier.citation: MONICE FILHO, R. G. Natureza sócio-técnica e administração de estações experimentais agropecuárias. 1989. 146 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural) - Escola Superior de Agricultura de Lavras, Lavras, 1989.
metadata.teses.dc.description.resumo: O presente trabalho resultou de uma proposta em apreender o papel regional de uma Estação Experimental a partir da compreensão da relação entre a administração de uma Estação e a sua função sócio-técnica. A análise das situações administrativas em Estações Experimentais implica na abstenção da ação do administrador enquanto agente de pesquisa. Concentra-se aí uma gama de dilemas da natureza do funcionamento de uma Estação. Isto está associado a um processo amplo, próprio ao avanço da modernização da agricultura brasileira em que a pesquisa agropecuária teria um papel a cumprir. As dificuldades inerentes ao processo administrativo em Estações expressam claramente as disfunções próprias dessa instituição, fez-se necessário, portanto, compreender como e porque os fatores macro-estruturais condicionantes da função sócio-técnica relacionam-se com a administração de Estações. Os resultados obtidos permitiram identificar que à medida que as instituições públicas de pesquisa foram atrela das a uma estrutura centralizada, houve um processo de verticalização no estabelecimento das prioridades da pesquisa. Dentro desse sistema verticalizado, os órgãos de pesquisa passaram a refletir o papel de realizar testes locais de novas tecnologias dentro de um enfoque técnico-metodológico por "produtos", sob bases tecnológicas modernas, resultando, prejuízos na geração de tecnologias adequadas às condições: predominantes nas regiões de abrangência das Estações. A natureza do vínculo da pesquisa com a realidade regional, refletindo os rumos da "modernização", implicou numa simplificação das atribuições da administrador que teve suas atividades restritas à execução de tarefas. Reduzindo seu espaço no processo de discussão e programação de pesquisa, o administrador ficou limitado à Estação, determinando um problema de interação entre administrador/pesquisador. Para o administrador, resultou em baixo contato com a pesquisa, condicionando um desconhecimento dos trabalhos a serem instalados na Estação. Conseqüentemente, sem um mecanismo efetivo para troca de informações, criou-se dificuldades à adequação da estrutura de apoio, traduzindo-se na dificuldade de planejamento. A falta de elementos para planejar levou o administrador a enfrentar sérios problemas com a infra-estrutura, agravados principalmente pela falta de flexibilidade, que é comum às organizações públicas. Nesse contexto, os administradores ficaram sujeitos a desvios de função que por sua vez realimentaram o surgimento de atividades de caráter emergencial. Somando-se a isso, o apoio às atividades rotineiras , o funcionamento das Estações tornou-se complexo, confinando o administrador às "divisas" da Estação. A transformação do administrador como executor de tarefas levou-o a deixar de interagir com a comunidade. Conseqüentemente, a interação pesquisa, extensão e agricultores passou a ser falha à medida que não houve um elo de ligação entre as partes, papel reservado ao administrador. Ocorreu, entretanto, a ausência dessa mediação sobretudo no que diz respeito à percepção de demandas regionais de pesquisa. Verificou-se que a partir da baixa interação entre a pesquisa, extensão e agricultores, somada à verticalização da pesquisa, a Estação distanciou-se da realidade regional. A própria natureza do trabalho realizado, assim como as condições de experimentação, altamente controladas e atreladas às práticas modernizantes, condicionaram a Estação a perda de sua identidade regional, traduzida como falta de representatividade pelos diferentes agentes da pesquisa e da sociedade rural. Pode-se portanto inferir, que as conseqüências dos aspectos até então abordados, imprimiram um caráter não motiva dor à função do administrador, agravado pela falta de perspecti vas profissionais, levando-o muitas vezes ao desinteresse. 0 administrador defrontou-se pois, com um conjunto de entraves que por sua vez trouxeram conseqüências no plano do papel regional das Estações.A interação do conjunto de aspectos abordados determinou que os agricultores fossem prejudicados, principalmente pela falta de tecnologias apropriadas à realidade social em que se inserem as Estações, apontando para o não exercício de função Sócio-Técnica. Em última análise, identifica -se que ao não exercício da função sócio-técnica das Estações, corresponde uma busca assistemática de apoio às atividades de pesquisa, evidenciando que há uma relação entre o funcionamento da Estação e sua função sócio-técnica, que por sua vez concorre para determinar a natureza do papel regional das Estações.
metadata.teses.dc.description.abstract: The understanding of all administrative activities inside Experimental Stations imply in not having the administrator as part of the research process. This brought a lot of questions about how should work an Experimental Station close to the development appropriate agriculture in Brasil where the research has fundamental contributions to give. The dificulties associated with the administrative process of Experimental Stations show clearly a lack of normal operation proper of those organizations; and suggested a better understanding of how and why the great factors evolving social and technical activities are related to the administrative process at the Experimental Stations. The study of all aspects inherent to the administrations technical and social actions of Experimental Station was done, as part of one research project to understand the relationship between the administration system and the technical and social activities of one Experimental Station. The main objective of this research was the identification of each function that is part of the administrative process, and the social and technical actions of research stations throughout the analysis of their responsabilities as part of the sector of public research and based on the participation of other sector, to figure out the possibilities of Experimental Stations to contribute for the regional development. The analyse of part of the research sector of IAPAR intend to demonstrate that Experimental Stations do not perform their social and technical tasks since to complete those tasks related administrative process shoud take place and, at social level the limitations to attend the rural population carne from a lack of generation of appropriated technologies. In theory Stations were built to be responsable for two important functions: technical administrative and social. Based on the interrelation of those theoric presuposed a third category was created with reference to social and technical function of Experimental stations. The methodology employs purpose of qualitative methods to analyse the pretending responsabilities and activities that should be carried out by each regional experimental station. This is done as a systematic study of documentation and taped half-open interview with the administrators of the Experimental Stations, researches, rural extentions and farmers. The oficial proposal of the public research for Paraná State is compared to the performance of IAPAR, as a public organization, and others employed agents. The obtained results showed that since the public research organizations had followed centralized decisions the process to decide about priorities had í vertical direction with concentration on test of new technologies employing a methodology of local technology by crop supported by the concept of modern technology with detriment the generation of technologies suitable for each condition where the station is located. A lack of link between the research programs and the needs of the each region, looking for the modernization, brought the administrator to a position of responsible for execution of specific activities. The shortness of the participation of the administrator at the process where the research programming takes place did close him in the station with serious limitations for the interaction between researches and administrators. This situation reduce the envolvement of the administrator into the research that does not allow him to know about what kind of work is going to be done at the Experimental Station, with consequent difficulties for planning the demand of support. A lack of informations that enable the administrator to make a good plan to support the research programs added to the reduced versatility, common in public administration, bring serious problems to the administrator. At this situation the administrators are facing abnormal situations that make him to be always working in emergency case. Beside those problems to attend the daily base activities is very time consuming that does not allow the administrator to go out of the Experimental Station to exchange informations with the external people. This inside staying of the administrator drops the relationship among research, extension and formers that should be improved by the administrator. A lack of relationship among those sectors of the farm production is responsible also for the obstacle that does not allow the income from the productive systems to the research programs. Is visible that a weak relationship among research, extension and farmers plus a vertical direction of the research put a station outside of regional environment. Not only a kind of work but also a high control of the conditions for experimentation, always based on modern techniques, brings the Station far from the situation at the farm with loss of regional representativity by the station pointed out by different agents of researches and rural society. Is possible to deduce that the described situation always do not motivate the administrator and became worst face a lack of perspective for a profissional development with a consequent loss of motivation. The administrator face a big number of barriers that affects the design of one plan for the activities of one Experimental Station inside its own envi ronment. For sure farmers are quite far from the Station because of absence of activities that maintain the Station inside the regional environment, especially those one carried out by the administrator. Due to the limitations enforced by the management of the Station, itself does not work to meet with requirements of each region with unavoidable losses for the farmers., that is the central point to be considered by the research programs, especially because of a lack of technologies proper for the actual social situation in each region where the experimental Stations were build. As a matter of fact the level of relationship between farmers and Station-are dependent on how close of the requirement of the region are the results obtained by the research projects. Is clear that there is a relationship between the social/technical functions and the management of experimental Stations that should be analysed together to design the style of regional work that should be done by the Experimental Stations.
metadata.teses.dc.description: Esta dissertação/tese está disponível online com base na Resolução CEPE nº 090, de 24 de março de 2015, disponível em http://www.biblioteca.ufla.br/wordpress/wp-content/uploads/res090-2015.pdf, que dispõe sobre a disponibilização da coleção retrospectiva de teses e dissertações online no Repositório Institucional da UFLA, sem autorização prévia dos autores. Parágrafo Único. Caberá ao autor ou orientador a solicitação de restrição quanto à divulgação de teses e dissertações com pedidos de patente ou qualquer embargo similar. Art. 5º A obra depositada no RIUFLA que tenha direitos autorais externos à Universidade Federal de Lavras poderá ser removida mediante solicitação por escrito, exclusivamente do autor, encaminhada à Comissão Técnica da Biblioteca Universitária./ Arquivo gerado por meio da digitalização de material impresso. Alguns caracteres podem ter sido reconhecidos erroneamente.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/32037
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.