Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/322
Título: Seleção de genótipos em Brachiaria ruziziensis para resistência a Collaria oleosa (Distant, 1863) (Hemiptera: Miridae)
Autor : Silva, Daniela Maria da
Primeiro orientador: Moraes, Jair Campos de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Auad, Alexander Machado
Primeiro membro da banca: Silva, Rogério Antônio
Área de concentração: Entomologia Agrícola
Palavras-chave: Forrageiras
Percevejo
Danos
Ciclo biológico
Manejo integrado de pragas
Melhoramento genético
Bug
Damage
Biological cycle
Integrated pest management
Forage
Data da publicação: 2013
Referência: SILVA, D. M. da. Seleção de genótipos em Brachiaria ruziziensis para resistência a Collaria oleosa (Distant, 1863) (Hemiptera: Miridae). 2012. 67 p. Dissertação (Mestrado em Entomologia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: Collaria oleosa vem sendo observada com frequência em pastagens, causando injúrias em forma de estrias nas folhas das principais gramíneas forrageiras utilizadas no Brasil. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de genótipos de braquiária sobre a biologia e danos de C. oleosa. No primeiro ensaio os danos sobre a área foliar foram avaliados 30 dias após a infestação natural, por dois avaliadores independentes utilizando uma escala de notas (1 a 5). Também foram avaliados a taxa de clorofila utilizando-se equipamento SPAD, em folhas com e sem injúrias, escolhidas ao acaso e ganho genético por seleção. No segundo ensaio, adultos coletados em casa de vegetação na Embrapa Gado de Leite, foram levados para o laboratório, sexados e acondicionados em gaiolas de acrílico. Os ovos coletados foram mantidos em placa de Petri e em câmara climática (25°C, UR: 70 ± 10% e fotofase de 12h) até a eclosão das ninfas que foram individualizadas em placas de plástico cilíndricas contendo discos foliares de diferentes genótipos de Brachiaria ruzizienses conservadas em ágar. Ao atingirem o quarto ínstar, as ninfas foram transferidas para placas de Petri. Na fase adulta os casais foram mantidos em gaiolas, no mesmo alimento que as ninfas se desenvolveram. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado com 26 genótipos de B. ruziziensis e o cultivar marandu (Brachiaria brizantha) e sete repetições, sendo avaliada a duração e viabilidade de cada ínstar e da fase ninfal, a longevidade dos adultos e número de ovos/fêmeas. Em ambos experimentos os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Scott Knott a 5% de probabilidade. Os genótipos CNPGL BR 07, CNPGL BR 10, CNPGL BR 14, CNPGL BR 40, CNPGL BR 43, CNPGL BR 64, CNPGL BR 76, CNPGL BR 91, CNPGL BR 97, apresentaram resistência a C. oleosa e podem ser indicados para programas de melhoramento a B. ruziziensis.
The Collaria oleosa have been observed frequently in pastures, causing injuries in the streaks form on the leaves of the main forage grass used in Brazil.Therefore, the objective was to evaluate the Brachiaria genotypes effect on the biology and damage of C. oleosa. In the first trial on leaf area damage were evaluated 30 days after natural infestation by two independent reviewers using a scale (1-5). It also were evaluated the chlorophyll rate using SPAD equipment, in leaves with and without injuries, selected randomly and genetic gain from selection. In the second experiment, adults collected in a greenhouse at Embrapa Gado de Leite, were taken to the laboratory, sexed and placed in acrylic cages. The eggs collected were kept in Petri dishes and in a climatic chamber (25°C, UR: 70 ± 10% and 12h photophase) until the nymphs outbreak that were individually placed in cylindrical plastic plates containing leaf discs of different genotypes of Brachiaria ruzizienses preserved in agar. Upon reaching the fourth instar, nymphs were transferred to Petri dishes. In adult couples were kept in cages, in the same food as nymphs developed. It was used a completely randomized design with 26 genotypes of B. ruziziensis and marandu cultivate (Brachiaria brizantha) and seven replicates, and evaluated the duration and viability of each instar and nymphal stage, adult longevity and number of eggs/female. In both experiments the data were submitted to variance analysis and means were compared by Scott Knott test at 5% probability. Genotypes CNPGL BR 07, CNPGL BR 10, CNPGL BR 14, CNPGL BR 40, CNPGL BR 43, CNPGL BR 64, CNPGL BR 76, CNPGL BR 91, CNPGL BR 97, showed resistance to C. oleosa and may be suitable for breeding programs to B. ruziziensis.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavrasc como parte das exigências do Programa de Pós-graduação em Agronomia/Entomologia, área de concentração em Entomologia Agrícola, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/322
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.