Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3349
Título: Interação genótipos x ambientes em diferentes tipos de híbridos de milho
Título(s) alternativo(s): Genotype x environment interaction in different types of maize hybrids
Autor : Costa, Emiliano Fernandes Nassau
Primeiro orientador: Souza, João Cândido de
Primeiro membro da banca: Nunes, José Airton Rodrigues
Carvalho, Samuel Pereira de
Guimarães, Lauro José Moreira
Guimarães, Paulo Evaristo de Oliveira
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Ecovalência
AMMI
Estabilidade
Adaptabilidade
Zea mays
Ecovalence
Stability
Adaptability
Data da publicação: 29-Ago-2014
Referência: COSTA, E. F. N. C. Interação genótipos x ambientes em diferentes tipos de híbridos de milho. 2010. 69 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O presente estudo foi realizado com o objetivo de comparar o desempenho, a adaptabilidade e a estabilidade de híbridos simples, híbridos triplos e híbridos duplos originados de um mesmo conjunto de linhagens. Foram avaliados 64 tratamentos, sendo 10 híbridos simples, 30 híbridos triplos e 15 híbridos duplos obtidos a partir de 5 linhagens, mais 9 híbridos comerciais, sendo 3 simples, 3 híbridos triplos e 3 híbridos duplos. O delineamento experimental utilizado foi o látice triplo 8x8. Os experimentos foram avaliados em doze ambientes, sendo nove ambientes no ano agrícola 2007/2008 e três ambientes no ano agrícola 2008/2009. O caráter avaliado foi a produtividade de espigas despalhadas (kg/ha-1), corrigida para 13% de umidade. Realizaram-se as análises individuais e conjunta de variância e, após verificada a presença da interação genótipos x ambientes, procedeu-se à análise de estabilidade por meio da estimativa da ecovalência e do método AMMI. Foi possível selecionar híbridos simples, híbridos triplos e híbridos duplos superiores dentro de cada classe. O híbrido simples com melhor desempenho foi 11,4% superior ao melhor híbrido triplo e 9,4% superior ao melhor híbrido duplo. Em média, não houve diferença entre a produtividade dos híbridos simples, híbridos triplos e híbridos duplos, assim como, em média, os híbridos duplos foram os que menos contribuíram para a interação genótipos x ambientes, seguidos pelos híbridos triplos e híbridos simples. Foi possível selecionar tanto híbridos simples, quanto híbridos triplos e híbridos duplos estáveis e produtivos.
The objective of this work was to compare the performance, the adaptability and stability of single-crosses, three-way-crosses and double-cross hybrids originated from the same set of inbred lines. Sixty-four treatments were evaluated, which ten were single-crosses, thirty were three-way-crosses, and fifteen were double-crosses. Nine commercial hybrids were used as checks, which were three single-crosses, three three-way crosses and three double-cross hybrids. They were evaluated in an 8x8 triple lattice design in twelve environments, which were nine environments in 2007/2008 and three environments in 2008/2009 growing seasons. The trait under study was yield of husked ears (kg.ha-1) corrected to 13% moisture content. Individuals and joint analysis of variance were performed, and after verifying the presence of genotype x environment interaction the analysis of stability was proceeded by estimating the ecovalence and by the AMMI method. It was selected superior single cross hybrids, three-way crosses and double-cross hybrids within each class. The single-cross hybrid with the best performance was 11.4% superior to the best three-way cross and 9.4% superior to the best double-cross. On average, there was no difference between the yield of single-crosses, three-way crosses and double-crosses, and the double-crosses were the ones that contributed the least to the genotype x environment interaction, followed by three-way crosses and single-crosses. It was selected high yielding and stables single-crosses, three-way crosses and double-crosses.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3349
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Interação genótipos x ambientes em diferentes tipos de híbridos de milho.pdf486,61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.