Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34238
metadata.teses.dc.title: Florestas montanas em gradientes altitudinais da Mata Atlântica: ecologia e conservação
metadata.teses.dc.title.alternative: Mountain forests in altitudinal gradients of the Atlantic Forest: ecology and conservation
metadata.teses.dc.creator: Mariano, Ravi Fernandes
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/2731657377268051
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Fontes, Marco Aurélio Leite
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Santos, Rubens Manoel dos
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co2: Rezende, Vanessa Leite
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Machado, Felipe Santana
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Borém, Rosângela Alves Tristão
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Rezende, Vanessa Leite
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Carvalho, Warley Augusto Caldas de
metadata.teses.dc.subject: Diversidade filogenética
Serra da Mantiqueira (Brasil)
Nicho ecológico
Mudanças climáticas
Conservação
Phylogeny diversity
Mantiqueira Mountain Range (Brazil)
Ecologic niche
Climate changes
Conservation
metadata.teses.dc.date.issued: 8-May-2019
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: MARIANO, R. F. Florestas montanas em gradientes altitudinais da Mata Atlântica: ecologia e conservação. 2019. 72 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: O domínio da Mata Atlântica constitui um importante hotspot de conservação da biodiversidade devido a sua alta diversidade de espécies e a presença de espécies ameaçadas e endêmicas. Apesar de sua elevada importância, este domínio fitogeográfico atualmente está reduzido a aproximadamente 14% de sua extensão original. Inserida na Mata Atlântica, encontra-se uma das áreas mais importantes do mundo para a conservação da biodiversidade, a Serra da Mantiqueira. Esta serra, devido a sua grande variação altitudinal e aos extensos trechos cobertos por floresta, constitui uma área promissora para estudos de ecologia florestal. Com o desenvolvimento de ferramentas que avaliam a estrutura filogenética de comunidades, e de métodos para a criação de superárvores, comunidades podem ser avaliadas através de uma perspectiva evolutiva, possibilitando que sejam avaliados os processos ecológicos que as estruturam. A utilização de ferramentas que avaliam a estrutura filogenética de comunidades ao longo de gradientes altitudinais inseridos no domínio da Mata Atlântica e na Serra da Mantiqueira podem ser úteis para a avaliação dos fatores que estruturam comunidades arbóreas dessas áreas importantes para a conservação e, assim, podem permitir a avaliação dos efeitos de alterações das condições ambientais sobre as florestas, inclusive os efeitos das mudanças climáticas globais. Diante disso, o presente trabalho buscou avaliar as influências da altitude sobre comunidades arbóreas da Serra da Mantiqueira, sudeste do Brasil, através de ferramentas que analisam a estrutura arbórea e a estrutura filogenética de comunidades, visando compreender os processos que as estruturam e os efeitos de alterações ambientais sobre elas. Este tese foi dividida em duas partes. A Parte 1 constitui-se de uma breve revisão sobre temas que compõem os dois capítulos seguintes: o domínio da Mata Atlântica, Serra da Mantiqueira, influências de gradientes altitudinais sobre as florestas, e estrutura filogenética de comunidades. A Parte 2 é composta por dois artigos científicos. No Artigo 1 foram avaliadas as influências da altitude, da temperatura, e de condições edáficas sobre a estrutura filogenética de quatro comunidades arbóreas de Florestas Atlânticas Altomontanas dispostas ao longo de um gradiente altitudinal (1500 m a 2100 m) na Serra da Mantiqueira, sudeste do Brasil. Foi observada alta substituição de linhagens filogenéticas entre as comunidades ao longo do gradiente, a qual foi correlacionada à diminuição da temperatura e a variações nas condições edáficas. Foi mostrado que linhagens filogenéticas podem ser perdidas diante das mudanças climáticas globais. No Artigo 2 foram avaliadas as influências da altitude sobre a estrutura arbórea e a estrutura filogenética de nove comunidades arbóreas de Florestas Tropicais Montanas Nebulares dispostas ao longo de um gradiente altitudinal (1210 m a 2320 m) na Serra da Mantiqueira, sudeste do Brasil. Foram observadas correlações da altitude com a riqueza de espécies e com a estrutura filogenética das comunidades, havendo uma tendência de aumento no agrupamento filogenético com o aumento da altitude. Essa diminuição de linhagens filogenéticas com a elevação indica que as comunidades avaliadas, principalmente as de maior altitude, possuem baixa capacidade de adaptação perante as mudanças climáticas globais.
metadata.teses.dc.description.abstract: The Atlantic Forest domain is an important biodiversity conservation hotspot due to its high species diversity and the presence of threatened and endemic species. Despite its high importance, this phytogeographical domain is currently reduced to approximately 14% of its original extent. Inserted in the Atlantic Forest, there is one of the most important areas in the world for biodiversity conservation, the Mantiqueira Range. This mountain range, due to its large altitudinal variation and the extensive stretches covered by forest, constitutes a promising area for studies of forest ecology. With the development of tools that evaluate the phylogenetic structure of communities, and methods for the creation of supertrees, communities can be evaluated through an evolutionary perspective, enabling to evaluate the ecological processes that structure communities. The use of tools that evaluate the phylogenetic structure of communities along altitudinal gradients inserted in the Atlantic Forest domain and in the Mantiqueira Range can be useful for the evaluation of the factors that govern tree communities of these important areas for conservation and can thus assess the effects of changing environmental conditions on forests, including the effects of global climate change. In this context, the present work aimed to evaluate the influence of altitude on tree communities in Mantiqueira Range, southeastern Brazil, through tools that evaluate the tree structure and the phylogenetic structure of communities, aiming to evaluate the processes that govern the communities and the environmental changes effects on these communities. This thesis was divided into two parts. The Part 1 consists of a brief review on themes that comprise the following two chapters: the Atlantic Forest domain, Mantiqueira Range, influences of altitudinal gradients on forests, and phylogenetic structure of communities. The Part 2 is composed of two scientific articles. In the Article 1, the influences of altitude, temperature, and soil conditions on the phylogenetic structure of four tree communities of Upper Montane Atlantic Forest were evaluated along an altitudinal gradient (1500 m to 2100 m) in the Mantiqueira Range, southeastern Brazil. High phylogenetic lineage turnover was observed among the communities along the gradient, with this high turnover being correlated with the decrease in temperature and variations in soil conditions. It has been shown that phylogenetic lineages can be lost in the face of global climate change. In the Article 2, the influence of altitude on tree structure and phylogenetic structure of nine Tropical Montane Cloud Forest communities were evaluated along an altitudinal gradient (1210 m to 2320 m) in Mantiqueira Range, southeastern Brazil. Were observed correlations of altitude with species richness and phylogenetic structure of the communities, with a tendency of increasing phylogenetic clustering with altitude increase. This decrease in phylogenetic lineages with elevation indicates that the evaluated communities, especially those of higher altitude, have a low capacity to adapt to global climate change.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34238
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.