Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/36325
metadata.eventos.dc.title: Fixação biológica de nitrogênio em progênies de soja
metadata.eventos.dc.creator: Freitas Neto, Sinomar Domingues de
Bruzi, Adriano Teodoro
Carvalho, João Paulo Santos
Moreira, Fatima Maria de Souza
Oliveira, Damiany Pádua
Rufini, Márcia
metadata.eventos.dc.subject: Nitrogênio - Fixação biológica
Glycine max L.
Estirpes
metadata.eventos.dc.date.issued: 2018
metadata.eventos.dc.identifier.citation: FREITAS NETO, S. D. de et al. Fixação biológica de nitrogênio em progênies de soja. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFLA, 31., 2018, Lavras. Anais... Lavras: UFLA, 2018. Não paginado.
metadata.eventos.dc.description.resumo: Dentre as plantas cultivadas, a soja é uma das que há maior extração de nitrogênio. Para produzir uma tonelada de grãos é necessário aproximadamente 80 kg de N, nutriente fornecido para cultura da soja através do processo de fixação biológica de nitrogênio (FBN). No caso específico da soja as bactérias pertencentes ao gênero Bradyrhizobium sp. possuem relação simbiótica eficiente com a leguminosa permitindo que o cultivo seja realizado apenas com a inoculação das bactérias no solo ou na semente sem a necessidade de suplementação deste nutriente através da adubação nitrogenada. Com o avanço e evolução da sojicultora brasileira, por meio da pesquisa pública e privada novas estirpes de bactérias fixadoras de nitrogênio foram selecionadas com elevada capacidade de fixação de nitrogênio (FBN). Com isso o trabalho teve objetivo de estudar a eficiência da fixação biológica de nitrogênio (FBN) em progênies de soja. O experimento foi conduzido em casa de vegetação do Departamento de Ciências do Solo e no Departamento de Agricultura, da Universidade Federal de Lavras. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições, sendo a parcela composta por um vaso com duas plantas. Foram utilizadas 24 progênies S0:3 oriundas do Programa de Melhoramento de Soja da Universidade Federal de Lavras, sendo 12 do programa de seleção para precocidade e 12 do programa de seleção para produtividade e 2 estirpes de Bradyrhizobium sendo, SEMIA 5019 aprovada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e outra proveniente de seleção do laboratório de Microbiologia do Solo – UFLA, INPA 03-11B. Foi avaliado o caráter massa seca de nódulos (MSN). Os dados foram submetidos a análise de variância e realizado o teste de Scott-knott, utilizando o software R. Para as progênies do programa de seleção para precocidade houve diferença significativa tanto para progênies quanto para estirpes. As progênies 2, 8, 12 e 5 apresentaram maiores médias de MSN. A estirpe INPA 03-11B evidencia-se como superior na capacidade de promover fixação biológica de nitrogênio entre as progênies avaliadas.
metadata.eventos.dc.description.uri: http://prp.ufla.br/ciuflasig/generateResumoPDF.php?id=11386
metadata.eventos.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Trabalhos apresentados em eventos
DCS - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.