Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/36567
metadata.eventos.dc.title: Avaliação morfométrica dos olhos de filhotes garças-vaqueiras (Bulbucus ibis) de um ninhal de Lavras/MG
metadata.eventos.dc.creator: Campos, Maria Eduarda de Souza Teixeira
Silva, Ana Beatriz Carvalho
Maia, Murilo José Marques
Marotta, Mariana Azalim
Teodoro, Tamires Goneli Wichert
Wouters, Angelica Terezinha Barth
metadata.eventos.dc.subject: Pelecaniformes
Biometria
Oftalmologia
metadata.eventos.dc.date.issued: 2018
metadata.eventos.dc.identifier.citation: CAMPOS, M. E. de S. T. et al. Avaliação morfométrica dos olhos de filhotes garças-vaqueiras (Bulbucus ibis) de um ninhal de Lavras/MG. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFLA, 31., 2018, Lavras. Anais... Lavras: UFLA, 2018. Não paginado.
metadata.eventos.dc.description.resumo: Garças-vaqueiras (Bulbucus ibis) são aves pertencentes à família Ardeidae, Ordem Pelecaniformes. É uma espécie diurna e caçadora e a visão é um sentido de extrema importância, indispensável para atividades como voo e busca por alimento. Sendo assim, para a prática da clínica veterinária de aves e o diagnóstico precoce de enfermidades oculares é fundamental haver parâmetros morfológicos e clínicos para avaliar os olhos de cada espécie. Tendo em vista que não há dados na literatura acerca de parâmetros de morfometria de olhos de Pelecaniformes, este trabalho tem como objetivo avaliar e descrever a morfologia ocular de filhotes de garça-vaqueira. Nas estações reprodutivas de 2015 a 2018 foram realizadas visitas a um ninhal de Pelecaniformes no campus da Universidade Federal de Lavras. Filhotes encontrados caídos dos ninhos e moribundos ou com pouca chance de sobrevida foram recolhidos, anestesiados e eutanasiados. Filhotes encontrados mortos também foram recolhidos. Os cadáveres foram identificados e realizadas as mensurações de biometria oftálmica. Os olhos foram examinados quanto à sua morfologia e mensurados os diâmetros horizontais (DH; distância entre as duas comissuras palpebrais) e palpebral (DP; distância entre pálpebra superior e inferior). Após dissecção e remoção do bulbo ocular foram mensurados também os diâmetros equatorial (DE; distância entre os polos dorsal e ventral do bulbo ocular, perpendicular ao eixo óptico do bulbo e equidistante entre os polos anterior e posterior) e axial (DA; distância entre os extremos dos polos anterior e posterior do bulbo) de ambos os olhos. Foram examinados os olhos de 44 filhotes de garça, com 150,73 g em média. Os olhos das garças são situados rostralmente no crânio e lateralmente ao bico. Possuem duas comissuras; uma medial e uma lateral. A íris é amarela-acinzentada. As médias dos parâmetros do globo ocular esquerdo foram: DH= 8,82 mm (35/44), DP= 6,83 mm (35/44), DE= 12,27 mm (28/44) e DA= 9,04 mm (28/44). No olho direito esses valores foram: DH= 8,49 mm (35/44), DP= 6,78 mm (36/44), DE= 12,17 mm (28/44) e DA= 8,71mm (20/44). Comparando-se os dados obtidos no presente trabalho com dados de avaliação oftálmica em corujas orelhudas (Asio clamator), as garças apresentam DH menor que as corujas (21,25 mm). As corujas orelhudas avaliadas possuíam peso de 320 a 546 g, superior ao dos filhotes de garça-vaqueira. Outros estudos relatam relação entre o tamanho corporal dos animais e as medidas biométricas oftálmicas.
metadata.eventos.dc.description.uri: http://prp.ufla.br/ciuflasig/generateResumoPDF.php?id=11902
metadata.eventos.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DMV - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.