Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/36596
metadata.teses.dc.title: Value creation in brazilian credit unions
metadata.teses.dc.title.alternative: Criação de valor em cooperativas de crédito brasileiras
metadata.teses.dc.creator: Maia, Saulo Cardoso
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/3849209850040576
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Benedicto, Gideon Carvalho de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Carvalho, Francisval de Melo
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co2: Robb, David Alastair
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Carvalho, Heloisa Rosa
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Campos, Renato Silvério
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Sáfadi , Thelma
metadata.teses.dc.contributor.referee4: Bressan, Valéria Gama Fully
metadata.teses.dc.subject: Cooperativas de crédito
Criação de valor
Função objetivo
Risco
PEARLS monitoring system
Credit unions
Value creation
Objective function
Risk
metadata.teses.dc.date.issued: 5-Sep-2019
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: MAIA, S. C. Value creation in brazilian credit unions. 2019. 167 p. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar a criação de valor pelas cooperativas de crédito brasileiras aos seus membros. Pesquisadores engajados no desenvolvimento de modelos econômicos declaram que cooperativas de crédito criam valor para seus membros oferecendo juros sobre operações de crédito e depósitos que sejam vantajosos em comparação com alternativas de mercado. No entanto, poucos estudos empíricos dizem respeito à função objetivo com benefícios líquidos a tomadores de empréstimo e poupadores apresentada nos modelos teóricos. Neste sentido, este estudo busca contribuir para o campo de estudos com uma pesquisa empírica que avalia o desempenho de cooperativas de crédito em relação aos benefícios e valor para os membros. Especificamente, avalia o valor de cooperativas de crédito Brasileiras com base em um modelo dinâmico que considera a intertemporalidade dos benefícios a tomadores de crédito e poupadores. O modelo envolveu a comparação entre taxas de juros do mercado e das cooperativas de crédito, bem como a estimação de risco individual ao longo do tempo, de 2010 a 2018. Em um capítulo específico, o trabalho estima os riscos individuais por meio de regressão logística com dados em painel avaliando a probabilidade de falha. O sistema de indicadores PEARLS foi a base para estimar o risco, mas variáveis complementares qualitativas e macroeconômicas também foram verificadas e mostraram-se efetivas no modelo de estimação. Dentre os indicadores PEARLS, a qualidade das operações de crédito foi a variável mais significativa para explicar risco, seguida do indicador de solvência, crédito externo, depósitos e crescimento no capital social dos membros. O modelo também evidenciou que pequenas cooperativas e aquelas com critérios de associação mistos apresentam maior risco. Além disso, os resultados também mostraram uma influência significativa da variação real do PIB sobre o risco. De forma geral, cooperativas de crédito brasileiras apresentaram 1.1% de probabilidade de falha. Todavia, foram observadas algumas instituições com alto risco. Embora a maioria das cooperativas de crédito tenha superado um período crítico de crise, o setor não ficou imune à recessão. Uma vez calculado o risco, em um capítulo subsequente o trabalho examinou os benefícios e valor das cooperativas de crédito considerando o período de 2013 a 2017. Os resultados evidenciaram que as cooperativas de crédito vêm criando valor, particularmente aos tomadores de crédito. Os benefícios aos poupadores são menos significativos. A estrutura intertemporal mostrou que a soma do valor das cooperativas de crédito foi positiva em todos os semestres. Ademais, a média e a mediana do valor em relação ao patrimônio líquido foi maior que 1 também para todos os semestres. De modo geral, a média do valor intrínseco em relação ao total do patrimônio líquido foi 2.25, considerando todo o período estudado. Os resultados demonstraram que as cooperativas de crédito foram valiosas para os seus membros especialmente quando as taxas de juros do mercado estavam mais desfavoráveis, visivelmente durante a recessão econômica.
metadata.teses.dc.description.abstract: This work aimed at assessing the value creation by Brazilian credit unions for their members. Researchers engaged in developing economic models state that credit unions create value to members by offering advantageous interest rates on loans and savings compared to market alternatives. However, few empirical studies regard the borrower-saver net benefit objective function presented in theoretical models. In this sense, this study seeks to contribute to the field with empirical research that evaluates the performance of credit unions regarding benefits and value for members. Specifically, it assesses Brazilian credit union values based on a dynamic model that considers the inter-temporality of borrower-saver benefits. The model involved comparison between market and credit unions interest rates, as well as individual risk estimation over time, from 2010 to 2018. In one of its chapters, the work estimates individual risks through panel data logistic regression evaluating the probability of failure. The PEARLS ratios system was the basis to estimate risk, but complementary qualitative and macroeconomic variables were also verified and proved to be effective at the estimation model. Among the PEARLS ratios, quality of loans was the most significant variable to explain risk, followed by solvency indicator, external credit, deposits, and growth in member shares. Besides, the model evidenced that small and mixed bond credit unions have higher risk. Furthermore, results also showed significant influence of real percentage change in GDP on risk. Overall, Brazilian credit unions presented a 1.1% of probability of failure in that period. However, some highly risky individuals were observed. Although most credit unions have overcome a critical period of recession, the sector was not immune to it. Having calculated the risk in a subsequent chapter, this work examined benefits and value of credit unions considering the period from 2013 to 2017. The findings evidenced that credit unions have been providing benefits, particularly to borrowers, while benefits to savers were less significant. The inter-temporal framework showed that the sum of credit union values was positive in each semester. Moreover, mean and median values scaled by equity were higher than 1 for each semester. Overall, the mean of intrinsic value to equity was 2.25, considering the entire period studied. Results demonstrated that credit unions were valuable to their members, especially in periods when market interest rates were more unfavorable during the economic recession.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/36596
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: eng
Appears in Collections:DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Value creation in brazilian credit unions.pdf8,96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.