Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37265
Título : Seleção de clones de batata-doce resistentes a Meloidogyne incognita raça 1
Título(s) alternativo(s): Selection of sweetpotato clones resistant to Meloidogyne incognita race 1
Autor: Marchese, Aline
Maluf, Wilson Roberto
Gonçalves Neto, Álvaro Carlos
Gonçalves, Ranoel José de Sousa
Gomes, Luiz Antonio Augusto
Palavras-chave: Ipomoea batatas
Fator de reprodução
Galhas
Índice de reprodução
Nematóide
Resistência
Reproduction factor
Root-knot
Reproduction index
Nematode
Resistance
Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento (SPD)
Data da publicação: Set-2010
Referência: MARCHESE, A. et al. Seleção de clones de batata-doce resistentes a Meloidogyne incognita raça 1. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 45, n. 9, p. 997-1004, Set. 2010. DOI: 10.1590/S0100-204X2010000900009.
Resumo : O objetivo deste trabalho foi selecionar clones de batata-doce (Ipomoea batatas) resistentes à raça 1 de Meloidogyne incognita e avaliar a eficiência do método de seleção empregado, pela estimação dos coeficientes de variação genética e ambiental e das herdabilidades no sentido amplo. Foram utilizados 123 genótipos de batata-doce, entre os quais quatro cultivares comerciais - Brazlândia Rosada, Brazlândia Roxa, Brazlândia Branca e Palmas -, e 119 acessos previamente selecionados no programa de melhoramento vegetal da Universidade Federal de Lavras. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos aumentados, com três tratamentos comuns: as cultivares de batata-doce Brazlândia Branca e Palmas, e a cultivar de tomate Santa Clara, suscetível ao nematoide. A classificação dos níveis de resistência foi realizada de acordo com o fator de reprodução do nematoide e o índice de reprodução relativo à cultivar Santa Clara, de tomateiro. A relação entre os coeficientes de variação genética e ambiental e as herdabilidades no sentido amplo foram altas, tanto para o fator de reprodução quanto para o índice de reprodução dos nematoides, o que demonstra a eficiência do método empregado para a seleção de genótipos resistentes. Foram identificados 57 genótipos promissores de batata-doce, resistentes à raça 1 de M. incognita, e selecionados para continuar no programa de melhoramento.
Abstract: The objective of this work was to select sweetpotato (Ipomoea batatas) resistant clones to Meloidogyne incognita race 1, and to assess the efficiency of the selection method deployed, through the estimation of genetic and environmental coefficients of variation, and broad-sense heritabilities. Genotypes assessed comprised 123 sweetpotato entries altogether, including four commercial cultivars - Brazlândia Rosada, Brazlândia Roxa, Brazlândia Branca, Palmas - and 119 clones previously selected by the Universidade Federal de Lavras sweetpotato breeding program. The experimental setup was a an augmented block design, using three common treatments: the sweetpotato cultivars Brazlândia branca and Palmas, and the nematode-susceptible tomato cultivar Santa Clara. Nematode resistance levels were defined both by the nematode reproduction factor and by the nematode reproduction index relative to tomato cv. Santa Clara. The ratio between genetic and environmental coefficients of variation and the broad-sense heritability estimates were high, for both nematodes reproduction factor and reproduction index, indicating that the selection method deployed was efficient for the selection of resistant genotypes. Fifty-seven sweetpotato clones were identified as resistant to M. incognita race 1, and selected to continue in the sweetpotato breeding program.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37265
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAG - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Seleção de clones de batata-doce resistentes a Meloidogyne incognita raça 1.pdf426,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons