Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3742
Título: Estoque de biomassa e carbono e parâmetros indicadores de recuperação de mata ciliar
Título(s) alternativo(s): Stock of biomass and carbon and restoration indicators in riparian forest
Autor : Ferreira, Wendy Carniello
Primeiro orientador: Botelho, Soraya Alvarenga
Primeiro membro da banca: Pereira, Israel Marinho
Davide, Antonio Claudio
Mello, José Márcio de
Macedo, Renato Luiz Grisi
Área de concentração: Ciência Florestais
Palavras-chave: Mata ciliar
Recuperação de áreas degradadas
Indicadores de recuperação
Sequestro de carbono
Riparian forest
Land restoration
Restoration indicators
Carbon sequestration
Data da publicação: 17-Set-2014
Referência: FERREIRA, W. C. Estoque de biomassa e carbono e parâmetros indicadores de recuperação de mata ciliar. 2009. 163 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Os objetivos deste trabalho foram: (a) avaliar o crescimento da vegetação ciliar implantada no entorno do reservatório da Usina Hidrelétrica de Volta Grande, entre os estados de Minas Gerais e São Paulo; (b) avaliar a sustentabilidade dos ecossistemas estabelecidos no entorno do reservatório da UHE Volta Grande, por meio de parâmetros indicadores de recuperação, visando verificar o potencial de recuperação da biodiversidade e das funções da mata ciliar; e (c) estimar a biomassa e o carbono acumulados pelo estrato arbóreo de plantios de recuperação de mata ciliar em diferentes condições de sítio e idades na Bacia do Rio Grande, além do estoque de carbono orgânico do solo na camada de 0-20 cm. Com relação ao crescimento das espécies do estrato arbóreo, foi observado que algumas espécies nativas apresentaram maior crescimento em altura e diâmetro que espécies exóticas recomendadas para recuperação de áreas degradadas. Nos plantios com 6 anos ou menos, as espécies pioneiras apresentaram maior crescimento em altura e diâmetro em comparação com as climácicas. Nos povoamentos mais maduros, as espécies pioneiras em regeneração diminuíram a densidade em relação às climácicas. A contribuição do estrato arbóreo para a regeneração natural foi importante em todas as áreas, sendo mais significativa naquelas mais distantes de fragmentos de vegetação nativa. O incremento médio anual (IMA) em altura e diâmetro apresentado pelas espécies do estrato arbóreo, para todos os grupos ecológicos, decresceu com o aumento da idade dos plantios. O número de espécies encontradas no estrato arbóreo foi considerado um indicador satisfatório para que haja sustentabilidade dos plantios. Os indicadores de recuperação avaliados para a regeneração natural (densidade, riqueza de espécies e diversidade específica) apresentaram menores resultados quando em comparação a outros reflorestamentos mistos para recuperação de áreas degradadas e fragmentos de floresta estacional semidecidual. Nos plantios de mesma idade, aqueles localizados mais próximos a um fragmento florestal apresentaram maiores valores de densidade, riqueza de espécies e diversidade da regeneração natural. De maneira geral, a densidade, a altura, a riqueza e a diversidade de espécies em regeneração foram maiores nos povoamentos mais maduros. Os distúrbios antrópicos foram prejudiciais à sustentabilidade das matas ciliares em recuperação. No estudo sobre o estoque de biomassa e carbono em diferentes ambientes, os resultados mostraram que os plantios realizados em áreas degradadas não foram capazes de reter o carbono atmosférico na biomassa das árvores do mesmo modo que a floresta natural. Aqueles reflorestamentos que foram efetuados em melhores condições edáficas desempenharam a função de acumular biomassa e carbono de forma mais eficiente do que um fragmento de mata nativa. A biomassa e o carbono acumulados no estrato arbóreo foram maiores nos plantios mais maduros e localizados nos melhores sítios. Os incrementos em biomassa e carbono foram menores nos povoamentos que sofrem distúrbios freqüentes. Os povoamentos mais maduros não estocaram mais carbono no solo que os mais jovens, indicando que os plantios florestais ainda não tiveram tempo para exercer esta função de acúmulo de carbono no solo pela deposição e decomposição de serrapilheira.
The objectives of this work were: (a) to evaluate the implanted ciliary vegetation around the reservoir of the Volta Grande Hydroelectric plant, localized between the states of Minas Gerais and São Paulo. (b) to evaluate the sustainability of the established ecosystems around the reservoir of the Volta Grande Hydroelectric plant using indicators of restoration, aiming to verify the restoration of riparian forest functions and diversity; and (c) to estimate the biomass and the carbon accumulated by the arboreal stratum in riparian forest restoration plantings in different site conditions and ages in Rio Grande basin, besides the organic carbon stock in the topsoil layer (0-20 cm). Concerning the arboreal stratum growth, it was observed that some native species grew more than exotic species recommended to land restoration. In the plantings with 6 years of age or less, the pioneer species presented more grow than the climax species. The contribution of the arboreal stratum for the natural regeneration was more important for the plantings situated far from fragments of native forests. The mean annual increment (MAI) in height and diameter of the trees decreased with the plantings age increase. The number of species sampled in the arboreal stratum was considered satisfactory for the plantings sustainability. The higher growth showed by the arboreal stratum of the evaluated plantings, in comparison with other riparian forest restoration plantings, can be attributed by the high fertility of the soils around the reservoir of the Volta Grande Hydroelectric plant. The evaluated restoration indicators for the natural regeneration (density, species richness and diversity) presented lower results in comparison with other mixed reforestations for recovering vegetation and semideciduous forests. In the same age plantings, those localized closer a native forest fragment showed the higher values of density, richness and diversity of the natural regeneration. In general, the density, height, richness and diversity of the natural regeneration were higher in the oldest stands. Anthropic disturbances prejudiced the sustainability of the riparian forest restoration plantings. At the study about biomass and carbon stock in different environments, the results showed that the plantings realized in degraded areas weren´t capable to sequester the atmospheric carbon in the biomass at the same form as the native forest fragment, but those plantings in better sites performed this function more efficiently than the native forest. The biomass and the carbon accumulated in the arboreal stratum were higher in the oldest stands in the better sites. The increments of biomass and carbon were smaller in the stands that suffer frequent disturbances. The oldest stands didn´t stock more carbon in the soil than the youngest, indicating that the riparian forest plantings still don´t have to exercise this function by the litter fall and decomposition of the organic matter.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3742
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_ Estoque de biomassa e carbono e parâmetros indicadores de recuperação de mata ciliar.pdf1,16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.