Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37469
metadata.artigo.dc.title: Simulação de negócios no ensino da administração em centro de educação brasileiro
metadata.artigo.dc.title.alternative: Business game at management course in brazilian college
metadata.artigo.dc.creator: Araújo, Uajará Pessoa
Brito, Mozar José de
Correia, Laíse Ferraz
Paiva, Felipe Dias
Santos, Andreia de Oliveira
metadata.artigo.dc.subject: Tecnologia educativa
Aprendizagem por computador
Estilos cognitivos
Ciências administrativas
Educational technology
Computer learning
Cognitive style
Administrative sciences
metadata.artigo.dc.publisher: Universidad Autónoma de Madrid
metadata.artigo.dc.date.issued: 2015
metadata.artigo.dc.identifier.citation: ARAÚJO, U. P. et al. Simulação de Negócios no Ensino da Administração em Centro de Educação Brasileiro. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, Madrid, v. 13, n. 2, p. 99-130, 2015.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O uso da simulação de negócios empregando recursos computacionais é uma prática pedagógica cada vez mais comum em cursos de graduação em administração no Brasil. Isso, aliada à especificidade do método, atraiu um número significativo de estudos. Entretanto, ainda não conduziu a resultados categóricos sobre a simulação, o que desencadeou esta investigação, que teve o objetivo de testar o papel de variáveis relevantes a essa percepção, sob a ótica da Teoria do Aprendizado Experiencial e com base em evidências empíricas precedentes. Para tanto, foi examinada a significância estatística de correlações de dados obtidos de questionários e testes aplicados a 139 participantes de cinco aplicações de simulação na disciplina Empresa Simulada. Foram encontradas correlações entre o temperamento dos alunos e elementos da disciplina Empresa Simulada, com significância estatística, o que permitiu admitir uma leve tendência daqueles com o perfil mais “julgador” ter melhor desempenho na Empresa Simulada, serem mais críticos quanto ao funcionamento do grupo e ficarem mais satisfeitos com o resultado do trabalho. Isso implicaria aceitar que parte da reação dos alunos à simulação está pré-condicionada por algumas características internas do indivíduo e isso merece a atenção dos responsáveis pela disciplina.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The use of Business Game employing computational resources is an increasingly common practice in teaching undergraduate courses in management in Brazil. This, coupled with the specificity of the method has attracted a significant number of studies. However, research of the simulation not yet led to categorical outcomes, what triggered this investigation. We aimed to test the role of variables to this perception, from the perspective of Experiential Learning Theory and based on previous empirical evidence. To this end, we examined the statistical significance of correlations of data obtained from questionnaires and tests applied to 139 participants from five applications of a Business Game. Correlations with statistical significance were found between the temperament of the students and their perception of certain elements of the Business Game, allowing admit a slight tendency of the profile more "judgmental" perform better in the Business Game, are more critical of functioning of the group and be more satisfied with the result of the work. This would mean accepting that part of the students' reaction to the simulation is preconditioned by some internal characteristics of the individual and it deserves the attention of those responsible for discipline.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: https://revistas.uam.es/index.php/reice/article/view/2793
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37469
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.