Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37477
metadata.artigo.dc.title: A logística reversa de resíduos eletroeletrônicos no Brasil e no mundo: o desafio da desarticulação dos atores
metadata.artigo.dc.title.alternative: Reverse logistics of electronic waste in Brazil and in the world: the challenge of dismantling the actors
metadata.artigo.dc.creator: Sant'Anna, Lindsay Teixeira
Machado, Rosa Teresa Moreira
Brito, Mozar José de
metadata.artigo.dc.subject: Logística reversa
Resíduos eletroeletrônicos - Gestão
Reciclagem
Reverse logistics
Electrical and electronic waste - Management
Recycling
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade de Brasília
metadata.artigo.dc.date.issued: 2015
metadata.artigo.dc.identifier.citation: SANT’ANNA, L. T.; MACHADO, R. T. M.; BRITO, M. J. de. A logística reversa de resíduos eletroeletrônicos no Brasil e no mundo: o desafio da desarticulação dos atores. Sustentabilidade em Debate, Brasília, v. 6, n. 2, p. 88-105, mai./ago. 2015.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Com o objetivo de identificar na literatura nacional e internacional práticas de logística reversa de eletroeletrônicos, no intuito de que as mesmas possam servir como lições e contribuições para o cenário brasileiro, escolheu-se realizar o estudo, por meio da revisão de escopo, das realidades de um país pioneiro (Suíça), na gestão de Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos (REEE) e em outros quatro grandes geradores desses resíduos: Estados Unidos, China, Índia e Brasil. As experiências apontam para uma ausência de articulação dos atores da cadeia reversa de REEE em quase todos os países estudados, ao mesmo tempo que explicita alguns ensaios colaborativos e a importância da adoção de novas parcerias que viabilizem a logística. Conclui-se, então, que o êxito de uma logística reversa de REEE depende da adesão do Estado, em todos os níveis da Federação, do envolvimento do setor empresarial, de parcerias com as instituições públicas de pesquisa e com a sociedade civil organizada. Somente com essa articulação a logística reversa de REEE pode se tornar uma realidade, capaz de gerar o ciclo fechado de produção e descarte de eletroeletrônicos.
metadata.artigo.dc.description.abstract: In order to review the literature about the national and international practices of the reverse logistics of electronics, so they can become lessons and contributions to the Brazilian scene, the authors of this article analyse the realities of Switzerland, a pioneer country in waste electrical and electronic equipment management (WEEE), The article also examines four other major generators of electronic waste: the United States of America, China, India and Brazil. Results point to a lack of articulation of actors in the reverse chain of WEEE in almost all the studied countries, while it identifies some explicit collaborative trials and the importance of adopting new partner-ships that facilitate logistics. Successful WEEE reverse logistics depend on the State compliance at all levels of the Brazilian Federation, the involvement of the business sector, and partnerships with public research institutions and civil society organizations. Only this articulation will make reverse logistics of WEEE become a reality, capable of generating closed-loop production and electronics disposal mechanisms.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37477
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons