Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37523
metadata.artigo.dc.title: Teoria da Estruturação Forte Aplicada aos Estudos Organizacionais
metadata.artigo.dc.title.alternative: Strong Structuration Theory Applied to Organizational Studies
metadata.artigo.dc.creator: Peres Junior, Miguel Rivera
Pereira, José Roberto
metadata.artigo.dc.subject: Teoria da estruturação
Estudos organizacionais
Agência e estrutura
Structuration Theory
Organizational Studies
Agency and structure
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal de Santa Catarina
metadata.artigo.dc.date.issued: Dec-2014
metadata.artigo.dc.identifier.citation: PERES JUNIOR, M. R.; PEREIRA, J. R. Teoria da Estruturação Forte Aplicada aos Estudos Organizacionais. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 16, n. 40, p. 45-28, dez. 2014.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A Teoria da Estruturação do sociólogo Anthony Giddens tem, ao longo dos últimos anos, sido utilizada em diversos trabalhos em uma gama extensa de áreas de estudo, e, dentre tais áreas, destacam-se os estudos organizacionais. A despeito dessa intensa utilização, a Teoria da Estruturação foi alvo de várias críticas e revisões, como a feita por Stones (2005), que redundou na proposição da “Teoria da Estruturação Forte” (Strong Structuration Theory). Este artigo objetiva apresentar as principais concepções da Teoria da Estruturação Forte, cotejando-as com os fundamentos da Teoria da Estruturação e fornecendo insights iniciais para investigações em estudos organizacionais, a partir dessa perspectiva teórica. Para o alcance desse objetivo, foi feita revisão bibliográfica crítica das duas teorias que, ao final, possibilitou a indicação de algumas possibilidades de investigações no âmbito organizacional com a utilização da Teoria da Estruturação Forte, em particular a partir da ontologia, in situ, proposta por Stones (2005).
metadata.artigo.dc.description.abstract: The Structuration Theory of the sociologist Anthony Giddens has been, over the past few years, used in several works on a wide range of subject areas and among them, highlights the organizational studies. Despite this extensive use, the Structuration Theory was the target of a lot of criticism and review, as done by Stones (2005), which resulted in the proposal of “Strong Structuration Theory”. This article objective present the main concepts of the Strong Structuration Theory, comparing them with the fundamentals of the Structuration Theory and providing initial insights for research in organizational studies, from this theoretical perspective. To achieve this objective was done a critical literature review of the two theories that at the end, allowed the indication of some possible investigations into the organizational scope with the Strong Structuration Theory, in particular from the ontology in situ, proposed by Stones (2005).
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37523
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_Teoria da Estruturação Forte Aplicada aos Estudos Organizacionais.pdf722,47 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons