Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37837
metadata.artigo.dc.title: Teste de condutividade elétrica para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de mamona
metadata.artigo.dc.title.alternative: Eletrical conductivity test to evaluate physiological quality of castor bean seeds
metadata.artigo.dc.creator: Souza, Luciana Aparecida de
Carvalho, Maria Laene Moreira de
Kataoka, Verônica Yumi
Oliveira, João Almir de
metadata.artigo.dc.subject: Ricinus communis
Sementes de mamona - Qualidade fisiológica
Sementes - Condutividade elétrica
Castor bean seeds - Physiological Quality
Seeds - Electrical conductivity
metadata.artigo.dc.publisher: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
metadata.artigo.dc.date.issued: 2009
metadata.artigo.dc.identifier.citation: SOUZA, L. A. de; CARVALHO, M. L. M. de; KATAOKA, V. Y.; OLIVEIRA, J. A. de. Teste de condutividade elétrica para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de mamona. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 31, n. 1, p. 60-67, 2009.
metadata.artigo.dc.description.resumo: O aumento na demanda por sementes de alta qualidade de oleaginosas, como a mamona, vem desencadeando um grande interesse em testes rápidos que possibilitem a diferenciação de lotes superiores. Para investigar a possibilidade de utilização do teste de condutividade elétrica na avaliação da qualidade fisiológica de sementes de mamona, foram utilizados dez lotes das cultivares AL Guarany 2002 e IAC 80. As sementes foram submetidas ao teste de condutividade elétrica de massa e individual em quatro períodos de embebição (6, 12, 18 e 24 horas). A caracterização dos lotes foi realizada pelos testes de germinação, primeira contagem, emergência, estande inicial, índice de velocidade de emergência e tetrazólio. Também foram determinados o teor de água e a curva de embebição das sementes. A condutividade elétrica de massa foi realizada em aparelho condutivímetro CD-21, utilizando-se copos plásticos contendo 25 sementes em 75 mL de água desionizada, acondicionados em BOD à temperatura de 25°C. A determinação da condutividade individual foi realizada com analisador automático de sementes SAD-9000S. Este método não foi eficiente em separar lotes com diferentes níveis de qualidade de acordo com os testes tradicionais de vigor. O teste de condutividade elétrica de massa foi eficiente na detecção de diferenças de qualidade fisiológica em lotes de sementes de mamona, sendo o período de 6 horas de embebição o indicado para a realização do teste.
metadata.artigo.dc.description.abstract: The increasing demand for castor bean seeds in Brazil has promoted more interest in the development of tests to assess seed lots with superior quality. To investigate the possibility of using the electrical conductivity test for evaluation of the physiological quality of castor bean seed, ten seed lots from the cultivars AL Guarany 2002 and IAC 80 were used. The seeds were submitted to the bulk and individual conductivity test in four imbibition periods (6, 12, 18 and 24 hours). The lots were characterized by the germination test, first count, seedling emergency, initial emergency, emergence speed index and tetrazolium test. The moisture content of the seeds, the imbibition curve and seed health were also determined. The bulk conductivity test was carried out by using plastic cups with 25 seeds each in 75 ml deionized water, incubated in a BOD at a constant temperature of 25°C. The individual conductivity was determined by an SAD-9000S automatic seed analyzer. In contrast to the determination of seed physiological quality using the individual conductivity test, the bulk conductivity test was efficient in the detection of differences in castor seed lot quality and the period of 6 hours was the imbibition time indicated for the test.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/37837
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons