Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38108
Título: Seleção de agentes de controle biológico contra Stromatinia cepivora
Título(s) alternativo(s): Selection of biological control agents against Stromatinia cepivora
Autor : Cândido, Vanessa Carvalho
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0024278719397531
Primeiro orientador: Souza, Jorge Teodoro de
Primeiro membro da banca: Souza, Jorge Teodoro de
Segundo membro da banca: Lopes, Everaldo Antônio
Terceiro membro da banca: Marbach, Phellippe Arthur Santos
Palavras-chave: Podridão branca - Controle biológico
Trichoderma
White rot
Biological control
Data da publicação: 11-Dez-2019
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: CÂNDIDO, V. C. Seleção de agentes de controle biológico contra Stromatinia cepivora. 2019. 39 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
Resumo: Stromatinia cepivora Whetzel (Sin. Sclerotium cepivorum Berk.,) causadora da doença denominada podridão branca, afeta lavouras produtoras de alho no mundo todo e causa perdas severas. O patógeno possui gama de hospedeiros restrita, atacando exclusivamente plantas do gênero Allium e é capaz de formar escleródios, que são responsáveis pela disseminação do patógeno que ocorre em temperaturas em torno de 17°C. Os escleródios podem permanecer no solo por 20 anos na ausência de plantas hospedeiras. A aplicação de microrganismos antagonistas em campo para o controle de patógenos é tida como alternativa sustentável para o manejo de doenças. Diante do exposto, é desejável a busca por medidas alternativas que possam auxiliar no controle efetivo da doença. Objetivou-se selecionar agentes de controle biológico de S. cepivora que sejam capazes de colonizar e inviabilizar escleródios sob 17°C, temperatura onde ocorre maior incidência da doença. Foram testados 70 isolados obtidos de diferentes localidades. Verificou-se o crescimento micelial e a capacidade de esporulação por meio do plaqueamento de cada isolado em meio BDA e incubação em BOD por 7 dias à 17°C. Os ensaios “in vitro” foram realizados por meio do tratamento de oito escleródios dispostos sobre papel filtro umedecido com 2 microlitros de uma suspensão de esporos de cada isolado. As placas foram incubadas em BOD a 17°C por 14 dias e após este período, os escleródios foram esterilizados novamente e plaqueados em uma nova placa contendo meio BDA por 20 dias a 17°C para verificar a colonização do microrganismo sobre o escleródio. Cinquenta e um isolados apresentaram produção de micélio e esporulação a 17°C, características promissoras para desenvolvimento de produtos de controle biológico. Os isolados de Trichoderma CX01TR12-, CX01TRCAM e CX02TR19MTS colonizaram 100% dos esleródios em ambas as vezes em que o experimento foi realizado. Estes isolados apresentam potencial para condução de futuros experimentos em campo para controle de S. cepivora a fim de auxiliar no manejo da doença na cultura do alho.
Abstract: Stromatinia cepivora Whetzel (Syn. Sclerotium cepivorum Berk.), which causes the disease known as white rot, affects garlic-producing areas worldwide and causes severe losses. The pathogen has a restricted host range, exclusively attacking plants in the genus Allium and is capable of forming sclerotia, which are responsible for the spread of the pathogen that occurs at temperatures around 17°C. Sclerotia can remain viable in the soil for 20 years in the absence of host plants. The application of antagonistic microorganisms in the field to control pathogens is considered a sustainable alternative for disease management. In this context, the search for alternative measures that can assist in the effective control of the disease is desirable. The objective of this study was to select biological control agents against S. cepivora that are capable of colonizing and degrade the sclerotia at 17°C, the temperature in which the incidence of the disease is higher. Seventy isolates from different localities were evaluated. The mycelial growth and sporulation capacity of the isolates were verified by plating each isolate in PDA medium and incubating for 7 days at 17°C. The “in vitro” assays were performed by applying 2 microliters of the spore suspension of each isolate on eight sclerotia placed on wet filter paper inside Petri plates incubated at 17°C for 14 days. After this period, the sclerotia were sterilized again and plated in a new plate containing PDA medium and incubated at 17°C for 20 days to verify sclorotia viability. Fifty-one isolates grew and sporulated at 17°C, which are promising characteristics for the development of biological control products. Trichoderma isolates CX01TR12-, CX01TRCAM and CX02TR19MTS colonized 100% of the sclerotia in both times the experiment was performed. These isolates have the potential to be tested in future field experiments to control S. cepivora in garlic.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38108
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Seleção de agentes de controle biológico contra Stromatinia cepivora.pdf1,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.