Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3824
Título: Regeneração natural em pastagens ocupadas por Pteridium aquilinum (L.) Kuhn. nas cabeceiras do Alto Rio Grande, Bocaina de Minas, MG - Brasil
Autor : Ribeiro, Selma Cristina
Primeiro orientador: Botelho, Soraya Alvarenga
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Fontes, Marco Aurélio Leite
Primeiro membro da banca: Castro, Gislene Carvalho de
Área de concentração: Ciências Florestais
Palavras-chave: Competição
Resiliência
Variáveis ambientais
Recuperação ambiental
Data da publicação: 22-Set-2014
Referência: RIBEIRO, S. C. Regeneração natural em pastagens ocupadas por Pteridium aquilinum (L.) Kuhn. nas cabeceiras do Alto Rio Grande, Bocaina de Minas, MG - Brasil. 2010. 155 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar se a regeneração natural é suficiente para recuperar áreas de pastagens abandonadas, dominadas por Pteridium aquilinum, bem como se as diferenças existentes entre as áreas são relacionadas com as variáveis ambientais. Para tanto, foram definidas duas áreas de pastagens, uma com vinte anos de regeneração (Área 20A) e outra com seis anos de regeneração (Área 6A), localizadas em Bocaina de Minas - MG. Foram lançadas 30 parcelas de 10m² em cada uma das áreas ao longo de transectos, no sentido do maior declive. Nessas parcelas foram identificados e coletados valores do diâmetro a altura do solo e altura de todos os indivíduos regenerantes arbustivos e arbóreos entre 0,15m e 3,0m de altura. Foram coletados dados de porcentagem de cobertura e altura média de Pteridium aquilinum nas parcelas. No centro de cada parcela foram coletadas amostras superficiais de solo (0-20cm) e foi realizado levantamento topográfico. Ao todo foram utilizadas 23 variáveis ambientais. Os resultados indicam que as duas áreas apresentaram-se com baixa similaridade na composição florística e na abundância de plântulas por espécies. A Área 20A, com maior tempo de isolamento, apresentou menores valores de abundância e freqüência, porém maiores valores de equidade e diversidade quando comparadas com a Área 6A. Para as duas áreas a família Melastomataceae foi a mais rica em espécies e mais abundante em indivíduos. Quanto à classificação em guildas, tanto as espécies quanto o número de indivíduos regenerantes seguiram a mesma tendência, sendo que a maioria foi classificada como clímax exigente de luz e possui dispersão zoocórica. As variáveis ambientais que melhor explicaram a diferenciação entre as duas áreas foram teor de argila e fósforo remanescente, responsáveis pelo agrupamento das parcelas da Área 6A, sendo que todas as demais variáveis explicam melhor o agrupamento das parcelas para a Área 20A. Porém, não foi possível identificar um padrão definido em relação à distribuição das espécies e das parcelas em cada uma das áreas estudadas separadamente. A estrutura da comunidade pode estar sendo afetada tanto por processos estocásticos quanto pelas interações entre as espécies, em especial em função do ambiente competitivo causado pela dominância do Pteridium, o qual pode desempenhar papel relevante no recrutamento de espécies durante o processo de regeneração. Dessa forma, apenas a regeneração natural, apesar de contribuir, não é suficiente para restaurar as duas áreas, sugerindo a necessidade de ações de manejo com vistas ao controle populacional do Pteridium, facilitando o processo de regeneração.
The aim of this study was to determine whether natural regeneration is sufficient to recover areas of abandoned pastures dominated by Pteridium aquilinum, and whether the differences between the areas were related to environmental variables. To do so, two areas of pasture were defined, one with twenty years of regeneration ( 20A Area) and one with six years of regeneration ( 6A Area) located in Bocaina de Minas - MG. A total of 30 plots of 10 m² were released along the transects on each of the areas in the direction of maximum gradient. The values of diameter and height above ground level of all shrub regenerating individuals and trees between 0.15 m and 3.0 m high were identified and collected in these plots. Data on the percentage of coverage and average height of Pteridium aquilinum in the plots were collected. Samples of the soil surface (0-20cm) were collected in the center of each plot and a topographical survey was carried out. A total of 23 environmental variables were used. The results indicate that both areas present low similarity in floristic composition and abundance of seedlings per species. The 20A Area, with most time of isolation, had lower values of abundance and frequency, but higher values of equity and diversity when compared with the 6A Area. For both areas the Melastomataceae family was the richest in species and the most abundant in individuals. Regarding the classification in guilds, both species as the number of regenerating individuals followed the same trend, and the majority was classified as light demanding climax and have zoochoric dispersion. The environmental variables that best explained the differentiation between the two areas were clay and phosphorus remaining contents, responsible for grouping the plots of the 6A Area, while all other variables best explain the grouping of plots for Area 20A. However, it was not possible to identify a pattern in relation to the distribution of species and plots in each area studied separately. The community structure may be affected both by stochastic processes and the interactions among species, especially due to the competitive environment caused by the dominance of Pteridium, which plays an important role in the recruitment of species during the regeneration process. Thus, only natural regeneration, despite being a contributing factor, is not sufficient to restore the two areas, which suggests the need of management actions that aim the population control of Pteridium, making the regeneration process easier.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3824
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.