Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3851
Título: Controle genético de caracteres associados à dureza dos grãos e à degradabilidade ruminal de milhos tropicais
Título(s) alternativo(s): Genetic control of characters associated with the hardness and ruminal degradability of tropical maize grains
Autor : Davide, Lívia Maria Chamma
Primeiro orientador: Ramalho, Magno Antonio Patto
Primeiro membro da banca: Netto, Déa Alécia Martins
Magalhães, Paulo César
Matos, José Wilacildo de
Área de concentração: Genética e Melhramento de Plantas
Palavras-chave: Digestibilidade
Componentes de variância
Endosperma
Genetic components,
Degradability
Zea mays
Data da publicação: 22-Set-2014
Referência: DAVIDE, L. M. C. Controle genético de caracteres associados à dureza dos grãos e à degradabilidade ruminal de milhos tropicais. 2009. 88 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: The aims of this work were to compare the endosperm texture in grains of the maize varieties Cunha and Cristal, to verify whether there is difference between them as to vitreosity percentage compared with hybrids, and to obtain information on the genetic control of characters associated with grain format, hardness and ruminal degradability. Grains at the medial region of five ears were used to compare the endosperm texture of those two varieties by analyzing the arrangement and format of starch granules through scanning electron microscopy. Grain vitreosity for the varieties Cristal and Cunha and for three controls (AG5011, XB8010 and P30F33) presenting different grain types was assessed through manual dissection. To study the genetic control of hardness and ruminal degradability, besides the varieties Cristal and Cunha, F2 and F3 generations obtained from the breeding between these varieties were also used. Grains at the medial region of ears were collected to evaluate the following characters: length, width, thickness, dry mass, density, resistance to compression force, and in situ dry matter degradability (DISMS). The varieties Cristal and Cunha had different endosperm texture and grain vitreosity. Cristal variety has endosperm mainly formed of polygonal starch granules, compacted and covered with a continuous protein matrix. In addition, similarly to the hybrids XB8010 and P30F33, it presents high vitreosity. Cunha variety had the lowest vitreosity assessment and endosperm mainly containing spaced round starch granules. In the study of genetic control of characters associated with grain hardness and ruminal degradability, only for resistance to compression force, the predominant allelic interaction was additive and the heritability high, a favorable condition to selection. For the remaining characters, except degradability, allelic interactions of dominance and high heritability prevailed. As regards in situ dry matter degradability, there is genetic variability for this character and no association between indentation score and DISMS percentage. Thus, visual evaluation not always reflects grain hardness per se, since it indicates the pericarp aspect but not the endosperm constitution.
Os objetivos deste trabalho foram comparar a textura do endosperma das variedades de milho Cunha e Cristal, verificar se ocorre diferença entre elas na porcentagem de vitreosidade dos grãos em comparação com híbridos comerciais utilizados no Sul de Minas Gerais e obter informações a respeito do controle genético de caracteres associados ao formato e dureza dos grãos e à degradabilidade ruminal. Grãos da região mediana de cinco espigas foram utilizados para comparar a textura dos endospermas das duas variedades, analisando-se o arranjamento e o formato dos grânulos de amido com um microscópio eletrônico de varredura. A vitreosidade dos grãos das variedades Cristal e Cunha e de três testemunhas (AG5011, XB8010 e P30F33), com diferentes tipos de grãos, foi obtida pelo método de dissecação manual. Para o estudo do controle genético da dureza e da degradabilidade ruminal, além das variedades Cristal e Cunha, foram também utilizadas as gerações F2 e F3, obtidas a partir do cruzamento dessas variedades. Grãos da região mediana das espigas foram coletados para a avaliação dos seguintes caracteres: comprimento, largura, espessura, massa seca, densidade, resistência à força de compressão e degradabilidade in situ da matéria seca (DISMS). Constatou-se que a textura do endosperma das variedades tropicais Cristal e Cunha é distinta e que a vitreosidade dos grãos é uma boa alternativa para a confirmação da classificação visual da dureza dos híbridos comerciais, realizada pelas empresas. No estudo do controle genético dos caracteres associados à dureza e à degradabilidade ruminal dos grãos, pode-se verificar que apenas para a resistência à força de compressão a interação alélica predominante foi aditiva e a herdabilidade alta, condição favorável para a seleção. Para os demais caracteres, com exceção da degradabilidade, houve predomínio de interações alélicas de dominância e de baixa herdabilidade. Com relação à degradabilidade in situ da matéria seca, foi possível constatar que há variabilidade genética para esse caráter e que não há associação entre o escore de identação e a porcentagem de DISMS. Assim, a avaliação visual nem sempre reflete a dureza per se dos grãos, pois o que se vê é o aspecto do pericarpo e não a constituição do endosperma.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3851
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.