Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3871
Título: Potencial da reprodução sexual na diversidade genética em populações de Glomerella cingulata f. sp. phaseoli
Título(s) alternativo(s): Potential of sexual reproduction to genetic diversity of Glomerella cingulata f. sp. phaseoli populations
Autor : Camargo Júnior, Osnil Alves
Primeiro orientador: Souza, Elaine Aparecida de
Primeiro membro da banca: Santos, João Bosco dos
Costa, Maria Cristina Mendes
Dias, Eustáquio Souza
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Feijão
Fungo fitopatogênio
Antracnose
Fase sexuada
Marcadores moleculares
Diversidade genética
Common bean
Glomerella cingulata f. sp.
Phaseoli
Anthracnose
Genetic diversity
Data da publicação: 22-Set-2014
Referência: PIERRE, P. M. O. Poliploidia em acessos de Lippia alba (Mill) NE. Br (Verbenaceae). 2008. 99 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: O fungo Glomerella cingulata f. sp. phaseoli, agente causal da antracnose do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), é um dos fitopatógenos de maior ocorrência e responsável por prejuízos expressivos à cultura. Contudo, este patógeno é comumente encontrado na natureza na fase assexuada (Colletotrichum lindemuthianum), fato que tem intrigado os pesquisadores, pois é relatado na literatura a existência de uma ampla diversidade genética e patogênica. Portanto, o objetivo do presente trabalho foi verificar o papel da reprodução sexual na ampliação da variabilidade genética em populações de G. cingulata f. sp. phaseoli. Foram utilizadas cinco populações de G. cingulata f. sp. phaseoli, obtidas pelo isolamento de lesões em caules, folhas e vagens de plantas de feijão (Phaseolus vulgaris L). As amostras foram coletadas nos estados de Minas Gerais (Lavras e Lambari) e Paraná (Guarapuava e Turvo). Posteriormente os isolados foram repicados para esporulação em placa com meio M3 e realizado o isolamento de 40 ascósporos ao acaso em cada população. Para a análise molecular foram utilizados 28 primers de RAPD, que amplificaram um total de 128 bandas polimórficas, totalizando, em média, 4,57 bandas polimórficas por primer. As estimativas de similaridades de Nei e Li foram calculadas e, a partir destas, foram feitas análises de agrupamento pelo método da média das similaridades (UPGMA), gerando um dendrograma geral envolvendo todas as populações e dendrogramas individuais para cada população isoladamente. Foi estimado o índice de Shannon para cada população amostrada e realizada uma análise de variância molecular (AMOVA), com o auxílio do programa ARLEQUIN 2.000, considerando uma estrutura hierárquica no qual cada isolado oriundo de várias plantas e de várias lesões (com 40 ascósporos cada) foi considerado como uma população. Pareamento dois a dois em placa de Petri contendo meio M3, foram realizados entre algumas linhagens destas populações, porém nenhum cruzamento fértil foi identificado. Contudo, as linhagens provenientes destas populações quando colocadas para crescer isoladamente em placas de Petri com meio M3 produziram peritécios com ascos e ascósporos, evidenciando assim, um comportamento homotálico das populações. Por meio do dendrograma geral, foi possível verificar a formação de sete grupos sendo que os grupos formados não apresentaram linhagens de populações diferentes, indicando uma tendência de adaptação local das populações avaliadas. Pela AMOVA, verificou-se que a diferenciação genética existente entre as populações amostradas é altamente significativa ( = 0,69 p < 0,000), onde 69,03% da variação genética está contida entre populações e 30,97% da variação existente encontra-se dentro das populações. Pela a analise de desequilibrio de ligação verificou-se que as populações estudadas, apresentaram um baixo a moderado índice de desequilíbrio gamético, demonstrando uma estrutura genética consistente com a reprodução sexual. Desta maneira, é possível conjecturar que em algum momento do ciclo do hospedeiro ocorra o ciclo sexual de G. cingulata f. sp. phaseoli, contribuindo para a ampliação da variabilidade genética do patógeno.
Glomerella cingulata f. sp. phaseoli is the causal agent of anthracnose in common bean (Phaseolus vulgaris L.), one of the most important pathogen responsible for expressive damages to the crop. However, this pathogen is normally found in nature in the asexual form (Colletotrichum lindemuthianum), fact that has intrigued researches, because data on the literature described a wide genetic and pathogenic diversity. The purpose of the present study was to verify the role of sexual reproduction in increasing genetic variability in G. cingulata f. sp. Phaseoli populations. Five G. cingulata f. sp. phaseoli populations obtained by isolation of infected stem, leaves and pods of common bean (Phaseolus vulgaris L) were used. Samples were collected in Minas Gerais state (Lavras and Lambari) and Paraná state (Guarapuava and Turvo). Isolates were inoculated in M3 medium plates for spore production and 40 ascospore were randomly collected from each population. Twenty-eight RAPD primers were employed and 128 polymorphic bands amplified, an average of 4.57 polymorphic bands per primer. Genetic similarities were estimated using the Nei and Li coefficient and cluster analysis was performed by UPGMA. A general dendrogram involving all populations and individual dendrogram for each population were generated. Shannon index was estimated for each population and the analysis of molecular variance (AMOVA) was performed using the Arlequin 2.000 program. A two-by-two pairing of done in M3 medium plate, but no fertile crossing was identified. However, the strains from these populations produced perithecia with ascos and ascospore when plated separately in M3 medium, showing evidence of homothallic behavior in these populations. In the general dendrogram seven groups were identified and each group did not have strains from different populations, indicating a trend of local adaptation of the populations. AMOVA data showed a highly significant ( = 0.69 p < 0,000), genetic differentiation among the populations with 69.03% of the genetic variation among populations and 30.97% within of the populations. It is possible that at some time in the host cycle G. cingulata f. sp. phaseoli sexual cycle occurs which could contribute to enhanced the genetic variability of this pathogen.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3871
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.