Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38944
metadata.teses.dc.title: A construção social dos mercados sob a ótica bourdieusiana: uma meta-síntese
metadata.teses.dc.title.alternative: The social construction of markets under the bourdieusian perspective: a meta-synthesis
metadata.teses.dc.creator: Soares, Bruno Dias
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9309762366268159
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Brito, Mozar José de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Tonelli, Dany Flávio
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Pinheiro, Daniel Calbino
metadata.teses.dc.subject: Sociologia econômica
Campo econômico
Mercado
Bourdieu
Economic sociology
Economic field
Market
metadata.teses.dc.date.issued: 6-Feb-2020
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: SOARES, B. D. A construção social dos mercados sob a ótica bourdieusiana: uma meta-síntese. 2019. 114 p. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: O desenvolvimento científico ocorreu submerso na ideia de que a única maneira correta de se produzir ciência seria através da adoção de abordagens objetivistas, tais como aquelas adotadas pela epistemologia das ciências naturais, independentemente da área científica. Tal equívoco fez com que a teoria social viesse gerando, repetidamente, equívocos teóricos e interpretações artificiais e genéricas sobre a realidade, no processo de investigação de diversos objetos, comprometendo o desenvolvimento científico de campos como o da Economia. A abstração de aspectos sociais na investigação de fenômenos econômicos fez com que a teoria econômica se tornasse cada vez mais distante das Ciências Sociais e de seus objetos, sendo o mercado, um dos objetos mais negligenciados. De modo a estabelecer um contraponto à ortodoxia econômica, diversos sociólogos clássicos desenvolveram estudos voltados para os aspectos sociais dos fenômenos econômicos, tais como Marx, Émile Durkheim e Max Weber. Mais recentemente, estudos com este intuito ressurgiram no contexto da chamada Nova Sociologia Econômica, por meio outros diversos autores, entre os quais se destaca Pierre Bourdieu. Suas pesquisas possibilitaram, além de uma ferrenha crítica aos pressupostos ontológicos e epistemológicos da economia ortodoxa, a construção de um rigoroso arcabouço teórico-metodológico para a investigação de fenômenos sociais que permitem resgatar a complexidade esquecida dos fenômenos econômicos. Entretanto, apesar de todo este potencial, a abordagem segue sendo subutilizada, mesmo em uma área carente de pesquisas. Diante disto, esta pesquisa objetiva apresentar a abordagem teórico-metodológica bourdieusiana para estudos sobre o mercado, de modo a evidenciar as principais tendências e regularidades idiossincráticas do Campo Econômico. Para tal, foi realizada uma meta-síntese da produção internacional que utilizou esta abordagem. Foram identificadas oito investigações. Por meio das análises, emergiram três vias de discussão que possibilitaram a apreensão de propriedades gerais do Campo Econômico: (i) a relação entre o Campo Econômico e o Estado, (ii) a hegemonia do Capital Econômico e (iii) o poder simbólico no Campo Econômico. Em geral, o Campo Burocrático se mostrou como um dos principais influenciadores e norteadores do Campo Econômico, tanto em termos objetivos, quanto em termos simbólicos, o que gera questionamentos acerca da efetiva autonomia e independência do campo. O capital econômico se apresentou como o capital de maior poder em todos os mercados analisados, especialmente por sua capacidade de manipular os demais capitais do campo e de acessar e cooptar o Campo Burocrático em prol dos interesses de seus detentores. Em sua dimensão simbólica, o Campo Econômico se mostra como um ambiente de constante disputa por modelos de representação, classificação e divisão de mundo, seja entre seus próprios agentes, ou seja por influência do Estado, sendo estas disputas profundamente determinantes no processo de construção e reprodução dos mercados. Tanto no processo de apreensão da dinâmica e das estruturas sociais que sustentam um mercado quanto na compreensão e na análise das disputas e conflitos pelo poder que se encontram latentes nessa dinâmica, a praxiologia bourdieusiana se mostra como um promissor arcabouço teóricometodológico para estudos de mercado, quando respeitados seus pressupostos ontológicos e epistemológicos.
metadata.teses.dc.description.abstract: Scientific development occurred submerged in the idea that the only correct way to produce science would be through the adoption of objectivist approaches, such as those adopted by the epistemology of the natural sciences, regardless of the scientific field. Such misunderstanding led to social theory repeatedly generating theoretical misconceptions and artificial and generic interpretations of reality in the process of investigating various objects, compromising the scientific development of fields such as economics. The abstraction of social aspects in the investigation of economic phenomena has made economic theory increasingly distant from the social sciences and their objects, with the market being one of the most neglected objects. In order to counteract economic orthodoxy, several classical sociologists have developed studies focusing on the social aspects of economic phenomena, such as Marx, Emile Durkheim, and Max Weber. More recently, studies to this end have resurfaced in the context of the so-called New Economic Sociology, through several other authors, among which Pierre Bourdieu stands out. His research has made it possible, in addition to a fierce critique of the ontological and epistemological assumptions of orthodox economics, to construct a rigorous theoretical-methodological framework for the investigation of social phenomena that allow us to recover the forgotten complexity of economic phenomena. However, despite all this potential, the approach is still underutilized, even in an area lacking research. Given this, this research aims to present the Bourdieusian theoretical-methodological approach to market studies, in order to highlight the main idiosyncratic trends and regularities of the Economic Field. To this end, a meta-synthesis of international production using this approach was performed. Eight investigations were identified. Through the analysis, three ways of discussion emerged that allowed the apprehension of general properties of the Economic Field: (i) the relationship between the Economic Field and the State, (ii) the hegemony of Economic Capital and (iii) the symbolic power in the Economic field. In general, the Bureaucratic Field has proved to be one of the main influencers and guides of the Economic Field, both in objective and symbolic terms, which raises questions about the effective autonomy and independence of the field. Economic capital presented itself as the most powerful capital in all the analyzed markets, especially for its ability to manipulate the other capitals of the countryside and to access and co-opt the Bureaucratic Field in the interests of its holders. In its symbolic dimension, the Economic Field appears as an environment of constant dispute for models of representation, classification and division of the world, either among its own agents, or under the influence of the State, these disputes being profoundly determinant in the process of construction and reproduction of markets. Both in the process of grasping the dynamics and social structures that underpin a market, and in understanding and analyzing the disputes and conflicts for power that are latent in this dynamic, Bourdieusian praxiology is a promising theoretical-methodological framework for market studies, when respecting their ontological and epistemological assumptions.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38944
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.