Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38982
metadata.teses.dc.title: Efeitos da restrição hídrica na anatomia foliar de poáceas com metabolismos C3, C3 Proto-Kranz e C4
metadata.teses.dc.title.alternative: Effects of water restriction on the foliar anatomy of poaceae with C3, C3 Proto-Kranz and C4 metabolisms
metadata.teses.dc.creator: Arantes, Melina Karla
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9033835816518729
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Barbosa, João Paulo Rodrigues Alves Delfino
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co1: Mendonça, Ane Marcela das Chagas
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Barbosa, João Paulo Rodrigues Alves Delfino
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Viana, Pedro Lage
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Magalhães, Thiago Alves
metadata.teses.dc.subject: Ecofisiologia vegetal
Metabolismo intermediário
Estresse hídrico
Fisiologia do estresse
Metabolismo de transição
Plant ecophysiology
Intermediate metabolism
Water stress
Stress physiology
Transition metabolism
metadata.teses.dc.date.issued: 7-Feb-2020
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
metadata.teses.dc.identifier.citation: ARANTES, M. K. Efeitos da restrição hídrica na anatomia foliar de poáceas com metabolismos C3, C3 Proto-Kranz e C4. 2020. 93 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fisiologia Vegetal)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: Estudos relacionados a evolução, a distribuição de plantas e a ecologia tem como alvo compreender como as mudanças climáticas e os estresses abióticos afetam plantas de diferentes metabolismos fotossintéticos. O principal objetivo deste estudo foi determinar a influência da disponibilidade hídrica sobre as variações da anatomia foliar de poáceas C3, C3 proto-Kranz e C4. Nesta pesquisa, três espécies de plantas representantes dessas vias assimilatórias de carbono, Oryza sativa, Homolepis isocalycia e Andropogon gayanus, respectivamente, foram submetidas a três regimes hídricos. O delineamento foi inteiramente casualizado (DIC) em esquema fatorial 4x3, considerando duas variedades de arroz, uma suscetível e outra tolerante à seca – Soberana e Douradão, respectivamente. Foram determinadas as seguintes variáveis: distância e número de células entre os feixes vasculares (µm), área coberta por células da bainha do feixe vascular (BFV), área coberta por células do mesofilo (M), área total da epiderme (AEPID), espessura da epiderme superior e inferior da face adaxial (EADAX) e da face abaxial (EABAX), área coberta por células buliformes (CB), área do espaço intercelular (EI), área do xilema (X) e área do floema (F). Determinou-se o percentual de células buliformes (pBULIF), percentual de espaço intercelular (pEI), percentual de área de assimilação do carbono em células do mesofilo, percentual de área de redução do carbono na bainha do feixe vascular e razão da área de assimilação do carbono no mesofilo pela área de redução do carbono na bainha do feixe vascular (M:BFV). Os dados obtidos foram submetidos a análise de variância (ANOVA) seguido do teste de Tukey (P< 0,05) utilizando o software R Studio. Foi possível verificar que quanto mais específica for a anatomia foliar da espécie, como no caso da A. gayanus (C4), menos variações anatômicas ocorrem, independentemente da condição hídrica. O comportamento anatômico foliar da espécie intermediária H. isocalycia se assemelhou tanto às espécies C3 como às C4 em determinadas características analisadas, como área do mesofilo, número de células, densidade estomática, espessura da epiderme abaxial, área do floema e do espaço intercelular. Quando submetidas à restrição hídrica, o rearranjo anatômico foi semelhante às plantas de arroz na distância entre feixes vasculares e área de células buliformes; e semelhante às plantas C4 na relação de células do mesofilo por células da bainha do feixe vascular (M:BFV).
metadata.teses.dc.description.abstract: Studies related to evolution, plants distribution and ecology aim to understand how climatic changes and abiotic stress affect plants with different photosynthetic metabolisms. The aim objective of this study was to determine the influence of water availability on leaf anatomy variations of C3, C3 proto-Kranz and C4 poaceae. In this research, three species representatives the carbon assimilatory pathways, Oryza sativa, Homolepisisocalycia and Andropogongayanus, respectively, were submitted to three water regimes. The design was completely randomized design in a 4x3 factorial scheme, considering twoo rice varieties, susceptible and the drought tolerant – Soberana and Douradão, respectively. The following variables were determined: distance and number of cells between vascular bundles (μm), area covered by vascular bundle sheath cells (BFV), area covered by mesophyll cells (M), total epidermis area (AEPID), thickness of the upper and lower epidermis on the adaxial (EADAX) and the abaxial (EABAX) face, area covered of the buliform cells (CB), intercellular space area (EI), xylem area (X) and phloem area (F). Was determined the percentage of buliform cells (pBULIF), percentage of intercellular space (pEI), percentage of carbon assimilation area in the mesophyll cells, percentage of carbon reduction area in the vascular bundle sheath and ratio of carbon assimilation area in the mesophyll for carbon reduction area in the vascular bundle sheath (M:BFV).The data were submitted to analysis of variance (ANOVA) followed by the Tukey test (P <0.05) using R Studio software. It was possible to verify that the more specific the leaf anatomy of the species is, as in the case of A. gayanus (C4), less anatomical variations it occur, regardless of the water condition. The foliar anatomical behavior of the intermediate species H. isocalycia resembled both C3 and C4 species in certain characteristics analyzed, such as the mesophyll area, number of cells, stomatal density, abaxial epidermal thickness, phloem area and intercellular space. When subjected to water deficit, anatomical rearrangement was similar to rice plants at the distance between vascular bundles and buliform cells area; and similar to C4 plants in the ratio of mesophyll cells to vascular bundle sheath cells (M: BFV).
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38982
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.