Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3947
Título: Efeitos do manejo da palha no rendimento da soqueira e na qualidade da cana-de-açúcar
Título(s) alternativo(s): Effects of handling the straw in the yeld of ratoon and the quality of sugar cane
Autor : Pessatte, Ana Camila
Primeiro orientador: Gomes, Luiz Antônio Augusto
Primeiro membro da banca: Botrel, Élberis Pereira
Garcia, Júlio César
Área de concentração: Fitotecnia
Palavras-chave: Soqueira
Cana-de-açúcar
Manejo da palha
Managements
Quality
Ratoon
Data da publicação: 24-Set-2014
Referência: PESSATE, A. C. Efeitos do manejo da palha no rendimento da soqueira e na qualidade da cana-de-açúcar. Lavras, MG, 2009. 27 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: O palhiço resultante da colheita mecânica de cana sem a queima (13 a 15 t de matéria seca.ha-1) normalmente tem proporcionado um bom controle de plantas daninhas na área da soqueira. Já em pequenas áreas, onde as pontas de cana são aproveitadas para alimentação animal, a quantidade de palhiço restante é da ordem de apenas 6 a 8 t de matéria seca.ha-1, podendo não ser eficiente no controle do mato. O objetivo deste trabalho foi estudar, em área de colheita manual onde não se queima o canavial e as pontas são aproveitadas na alimentação animal, a influência de diferentes manejos do palhiço na incidência de plantas daninhas, no número de colmos por metro, no rendimento de primeira soca e na qualidade da matéria-prima, variedade RB72-454. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualisados, oito repetições e três tratamentos: Retirada total do palhiço da área, manutenção total do palhiço esparramado sobre a área e enleiramento do palhiço nas entrelinhas. As parcelas foram constituídas por sete linhas de cana, espaçadas de 1,40m e 10,0m de comprimento. Verificou-se que a manutenção do palhiço sobre a área da soqueira de cana-de-açúcar, esparramado ou enleirado: Não controlou as plantas daninhas; reduziu o número de colmos por metro na fase inicial da rebrota (60 dias), mas não o alterou na colheita (360 dias); não afetou o rendimento de colmos (TCH), o rendimento de açúcar (TPH) e a qualidade da matéria-prima.
The trash resulting from the cane harvest mechanically without burning (13 to 15 tonnes of dry.ha-1) normally has provided a good control of weeds in the area of stumps. Already in small areas, where the tips of cane is used for animal feed, the amount of straw remaining is the order of only 6 to 8 tonnes of dry .ha-1 and may not be effective in controlling the weeds. The purpose of this work was study in the area of harvest manual without burning the sugarcane in that the leaves are used in animal feed, in the influence of different managements of straw, in the incidence of weeds, in the number of stems per meter, in income of first ratoon and the quality of raw material, variety RB72-454. The experimental design was to randomized blocks, eight repetitions and three treatments: Withdrawal the total straw from the area, keeping the straw in total area and straw pile in-between. The plots were formed by seven lines of cane, spaced 1.40 m and 10.0 m in length. It was found that the maintenance of trash on the area of stumps of sugar cane, to bedridden, or piled: did not controled the weeds; reduced the number of stems per meter in the early stages of regrowth (60 days) but not the changed at harvest (360 days) did not affect the yield of stem (TCH), the yield of sugar (TPH) and quality of raw material.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3947
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Efeitos do manejo da palha no rendimento da soqueira e na qualidade da cana-de-açúcar.pdf118,42 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.