Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/40426
metadata.artigo.dc.title: Aproveitamento do casquilho de soja para a produção de painéis aglomerados convencionais de baixa densidade
metadata.artigo.dc.title.alternative: Use of soybean hulls for the production of conventional panels of low density agglomerates
metadata.artigo.dc.creator: Guimarães, Ingrid Luz
Veloso, Maria Cecíllia Ramos de Araújo
Lisboa, Fernando Jesus Nogara
Mendes, Rafael Farinassi
Mendes, Lourival Marin
Farrapo, Camila Laís
Guimarães Junior, José Benedito
metadata.artigo.dc.subject: Painéis aglomerados
Resíduos agroindustriais
Material lignocelulósico
Casca de soja
Soybean hulls
Agro-industrial waste
Lignocellulosic material
metadata.artigo.dc.publisher: Universidade Federal Rural de Pernambuco
metadata.artigo.dc.date.issued: 2019
metadata.artigo.dc.identifier.citation: GUIMARÃES, I. L. et al. Aproveitamento do casquilho de soja para a produção de painéis aglomerados convencionais de baixa densidade. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 14, n. 2, 2019. DOI: 10.5039/agraria.v14i2a5643.
metadata.artigo.dc.description.resumo: A madeira é responsável por mais de 40% do custo de produção de painéis aglomerados e uma das alternativas para atender a demanda da indústria e reduzir o custo de produção desses painéis é o aproveitamento dos resíduos agroindustriais. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da substituição da madeira por casquilho de soja nas propriedades físicas e mecânicas dos painéis. Os painéis foram produzidos com densidade nominal de 0,60 g cm-3. Substituiu as porcentagens de 0, 25, 50, 75 e 100% de casca de soja em relação às partículas de eucalipto. As partículas foram encoladas com 12% do adesivo uréia-formaldeído. O ciclo de prensagem compreendeu uma pressão de 4,0 MPa e temperatura de 180 °C durante 15 minutos. Os resultados encontrados mostraram que os painéis aglomerados convencionais produzidos com resíduo de casquilho de soja apresentaram aumento de suas propriedades física e diminuição das mecânicas à medida que se aumentou a substituição da madeira por resíduo. Conclui-se que, do ponto de vista técnico, as propriedades físicas e mecânicas serão atendidas com a substituição máxima da madeira por resíduo de casquilho de soja na proporção de 28,9%.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Wood accounts for more than 40% of the production cost of clad of aglomerates panels and to meet industry demand and reduces the production costs of panels, the use of agro-industrial waste is an alternative. In this sense, the objective of this work was to evaluate the effect of the substitution of wood by soybean hull on the physical and mechanical properties of the panels. The panels were produced with a nominal density of 0.60 g cm-3. It replaced the percentages of 0, 25, 50, 75 and 100% of soybean hulls in relation to the eucalyptus particles. The particles were glued with 12% of the urea-formaldehyde. The pressing cycle comprised a pressure of 4.0 MPa and a temperature of 180 ° C for 15 minutes. The results showed that the conventional agglomerated panels produced with soybean residue showed an increase in their physical properties and a reduction of the mechanics as the replacement of the wood by residue was increased. It is concluded that, from the technical point of view, the physical and mechanical properties are met with a maximum substitution of the wood per soybean residue in the proportion of 28.9%.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/40426
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Artigos publicados em periódicos
DEG - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons