Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/41914
metadata.teses.dc.title: Esterilização química e mixotrofismo na micropropagação de matrizes adultas de Corymbia maculata Hill & Johnson
metadata.teses.dc.title.alternative: Chemical sterilization and mixotrophism in the micropropagation of adult matrices of Corymbia maculata Hill & Johnson
metadata.teses.dc.creator: Molinari, Letícia Vaz
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/4442267765937846
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Brondani, Gilvano Ebling
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Carvalho, Dulcineia de
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Oliveira, Leandro Silva de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Brondani, Gilvano Ebling
metadata.teses.dc.subject: Propagação vegetativa
Cultivo in vitro
Trocas gasosas
Corymbia maculata
Vegetative propagation
In vitro cultivation
Gas exchange
metadata.teses.dc.date.issued: 14-Jul-2020
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
metadata.teses.dc.identifier.citation: MOLINARI, L. V. Esterilização química e mixotrofismo na micropropagação de matrizes adultas de Corymbia maculata Hill & Johnson. 2020. 69 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2020.
metadata.teses.dc.description.resumo: O gênero Corymbia destaca-se por ter espécies resistentes a estresses abióticos e bióticos, e densidade alta da madeira, ideal para serraria, dormentes, mourões, postes, construções pesadas, lenha e carvão. Devido à expansão dos plantios para áreas não convencionais e a busca para melhoria da matéria prima final, tem ampliado as combinações híbridas. Porém, a maioria dessas espécies apresenta dificuldade no enraizamento adventício por estaquia e/ou miniestaquia, principalmente se tratando de material vegetativo adulto. Nesse sentido, a presente proposta tem por finalidade aperfeiçoar os procedimentos da cultura de tecidos da espécie Corymbia maculata, por meio do resgate de matrizes adultas e pela definição de um protocolo de micropropagação, com potencial para aplicação em programas de melhoramento. Para a multiplicação de gemas axilares foram utilizadas brotações oriundas do estabelecimento in vitro de duas matrizes adultas, onde se avaliou concentrações de cloro ativo [0,000%; 0,001%; 0,003% e 0,005% (v/v)] e duas concentrações de BAP (0,5 mg L-1 e 1,0 mg L-1). O número de gemas emitidas, clorose, oxidação e contaminação fúngica foram avaliados no final de cada subcultivo. Para o alongamento de brotações foram testadas concentrações de cloro ativo [0,000%; 0,001%; 0,003% e 0,005% (v/v)] e duas concentrações de ANA (0,5 mg L-1 e 1,0 mg L-1), além de três trocas gasosas (mixotrofismo). Foi avaliada aos 60 dias oxidação, vigor, comprimento de brotos, número médio de brotações por explante, pigmentos fotossintéticos e anatomia foliar. No enraizamento foi realizado um pré-tratamento, utilizando meio de cultura suplementado com 5 mg L-1 de AIB, após três dias de inoculação as brotações foram transferidas para um novo tratamento. Esse novo tratamento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em arranjo fatorial (3×2×2), testando três tempos de exposição ao AIB (0, 24 e 48 horas), luminosidade (presença e ausência de luminosidade) e duas concentrações de carvão ativado (ausência e 100 mg L-1). Vinte brotações foram utilizadas por repetição. Transcorridos 45 dias de indução do enraizamento foram avaliados a porcentagem de sobrevivência e enraizamento, além do vigor, oxidação e anatomia da raiz. A multiplicação in vitro de gemas axilares foi melhor quando se utilizou concentração reduzida de cloro ativo [0,001% (v/v)] combinada com 0,50 mg L-1 de BAP e/ou 0,05 mg L-1 de ANA. O alongamento das brotações depende de ausência de cloro ativo, e suplementação do meio de cultura com 0,5 mg L-1 de ANA e 0,05 mg L-1 de BAP, e três membranas porosas. O enraizamento in vitro apresentou baixo percentual (±5,08%), sendo recomendada a ausência de luminosidade e carvão ativado. As raízes formadas foram vigorosas e apresentaram conexão com o câmbio vascular.
metadata.teses.dc.description.abstract: The Corymbia genus stands out for having species resistant to abiotic and biotic stresses, and high density of wood, ideal for sawmills, sleepers, posts, posts, heavy constructions, firewood and coal. Due to the expansion of plantations to unconventional areas and the quest to improve the final raw material, hybrid combinations have expanded. However, most of these species have difficulty in adventitious rooting by cuttings and/or mini-cuttings, mainly in the case of adult vegetative material. In this sense, the purpose of this proposal is to improve the procedures for tissue culture of Corymbia maculata, by rescuing adult matrices and by defining a micropropagation protocol, with potential for application in breeding programs. For the multiplication of axillary buds, nodal segments from the in vitro establishment of two adult matrices were used, where concentrations of active chlorine [0.000%; 0.001%; 0.003% and 0.005% (v/v)] and two concentrations of BAP (0.5 mg L-1 and 1.0 mg L-1). The number of buds emitted, chlorosis, oxidation and fungal contamination were evaluated at the end of each subculture. For Elongation phase, concentrations of active chlorine [0.000%; 0.001%; 0.003% and 0.005% (v/v)] and two concentrations of NAA (0.5 mg L-1 and 1.0 mg L-1), in addition to three gas exchanges (mixotrophism). At 60 days, oxidation, vigor, shoots length, average number of shoots per explant; photosynthetic pigments and leaf anatomy were evaluated. In rooting, a pretreatment was performed, using culture medium supplemented with 5 mg L-1 of IBA, after three days of inoculation, the shoots were transferred to a new treatment. This new treatment was conducted in a completely randomized design, in a factorial arrangement (3×2×2), testing three times of exposure to IBA (0, 24 and 48 hours), luminosity (presence and absence of light) and two concentrations of charcoal activated (absence and 100 mg L-1). Twenty shoots were used by repetition. After 45 days of adventitious rooting induction, the percentage of survival and rooting were evaluated, in addition to the vigor, oxidation and root anatomy. The in vitro multiplication of axillary buds was better when using a reduced concentration of active chlorine [0.001% (v/v)] combined with 0.50 mg L-1 of BAP and / or 0.05 mg L-1 of NAA. Elongated shoots depend on the absence of active chlorine, and supplementation of the culture medium with 0.5 mg L-1 of NAA and 0.05 mg L-1 of BAP, and three porous membranes. In vitro rooting showed a low percentage (±5.08%), with the absence of luminosity and activated carbon being recommended. The roots formed were vigorous and showed a connection with the vascular cambium.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/41914
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.