Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/42046
metadata.teses.dc.title: Adubação foliar, etilfosfonato de cobre e fungicidas no manejo da mancha de phoma do cafeeiro
metadata.teses.dc.title.alternative: Foliar fertilization, copper ethyphosphonate and fungicides in the management of phoma spot of coffee
metadata.teses.dc.creator: Vasconcelos, Victor Augusto Maia
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/1741635506924252
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Resende, Mário Lúcio Vilela de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Resende, Mário Lúcio Vilela de
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Souza, Sara Maria Chalfoun de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Mendes, Antônio Nazareno Guimarães
metadata.teses.dc.subject: Phoma tarda
Café - Doenças e pragas
Atividade enzimática
Enzymatic activity
Coffee - Diseases and pests
metadata.teses.dc.date.issued: 20-Jul-2020
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
metadata.teses.dc.identifier.citation: VASCONCELOS, V. A. M. Adubação foliar, etilfosfonato de cobre e fungicidas no manejo da mancha de phoma do cafeeiro. 2020. 68 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitopatologia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2019.
metadata.teses.dc.description.resumo: O café é uma das culturas que mais se destaca no Brasil, em âmbito social e econômico. Vários são os entraves à produção cafeeira, destacando-se as doenças. A mancha de Phoma, doença cujo agente etiológico é o fungo Phoma tarda, causa consideráveis perdas em lavouras cafeeiras em elevadas altitudes. Os prejuízos podem ocasionar redução na produtividade de até 43%, devido à queda de folhas, seca de ramos e mumificação de frutos. A busca por produtos eficazes no controle da doença, em substituição aos fungicidas registrados para o seu manejo, e que apresentem baixo impacto ao meio ambiente, vem crescendo gradativamente. Diante disso, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de nutrientes foliares associados ao etilfosfonato de cobre e fungicidas no manejo da mancha de phoma do cafeeiro. Foram realizados 2 experimentos, sendo um em condições de campo e outro em casa de vegetação. O experimento de campo foi instalado na Fazenda Boqueirão, no município de Campos Gerais, Minas Gerais, a uma altitude de aproximadamente 1112 m. O experimento foi conduzido no período de julho de 2017 a julho de 2019, referente a duas safras (2017/2018; 2018/2019). A lavoura é formada com a cultivar Catuaí Vermelho IAC 144 (Coffea arabica L.), com 15 anos de idade. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados (DBC) com 4 blocos, 8 tratamentos associados ou não à nutrição foliar (presença e ausência) constituindo assim um esquema fatorial 8x2. Os tratamentos foram: T1 (testemunha); T2 (etilfosfonato de cobre- EFCu); T3 (fosetil-Al- FAl); T4 (boscalida- BOS); T5 (iprodiona- IPRO); T6 (EFCu + FAl); T7 (EFCu + BOS); T8 (EFCu + IPRO). Foram avaliadas a incidência da doença, a porcentagem de chumbinhos mumificados, a desfolha, a produtividade, o aspecto físico dos grãos e o teor de nutrientes foliares. A incidência da doença foi menor em todos os tratamentos associados à nutrição, com exceção do EFCu + FAl para a safra 2017/2018. Já na safra 2018/2019 não houve diferença entre os tratamentos em relação à testemunha. Para os chumbinhos mumificados, todos os tratamentos diferiram da testemunha, sendo que a aplicação de EFCu + FAl, EFCu + BOS e EFCu + IPRO resultou em menor porcentual de chumbinhos mumificados nas duas safras avaliadas. Em relação à produtividade, os tratamentos BOS, EFCu + IPRO, EFCu + BOS e EFCu + FAl proporcionaram incremento de 6, 8, 12 e 13 sacos/ha, respectivamente. Com relação ao aspecto físico dos grãos a nutrição foi eficiente no aumento da porcentagem de grãos nas maiores peneiras. Houve acréscimo nos teores de cálcio (Ca), magnésio (Mg), boro (B), ferro (Fe), manganês (Mn) e zinco (Zn) em área sob efeito da nutrição foliar. O experimento em casa de vegetação foi conduzido no período de janeiro a julho de 2019, no Departamento de Fitopatologia da Universidade Federal de Lavras, Lavras, Minas Gerais. Foram utilizadas mudas de cafeeiro da cultivar Catuaí Vermelho IAC 144, com 4 meses de idade. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados (DBC), com 4 repetições e quatro plantas por parcela. Os tratamentos foram: T1 (testemunha); T2 (etilfosfonato de cobre- EFCu); T3 (boscalida- BOS); T4 (EFCu + BOS), escolhidos por apresentarem melhores resultados de controle da mancha de phoma em condições de campo. Foram avaliados a atividade enzimática da fenilalanina amônio liase (PAL), peroxidase (POX), o teor de compostos fenólicos e lignina, o teor de clorofila a e b, bem como a altura de plantas. Não houve diferença nos teores de lignina, clorofila, compostos fenólicos e altura de plantas. O tratamento EFCu promoveu aumento na atividade da POX. Maior atividade da PAL foi quantificada no tratamento com BOS.
metadata.teses.dc.description.abstract: Coffee is one of the cultures that most stands out in Brazil, in social and economic scope. There are several obstacles to coffee production, especially diseases. Phoma stain, a disease whose etiological agent is the fungus Phoma tarda, causes considerable losses in coffee plantations at high altitudes. The losses can cause a reduction in productivity of up to 43%, due to the fall of leaves, dryness of branches and mummification of fruits. The search for products that are effective in controlling the disease, replacing the fungicides registered for their management, and that have a low impact on the environment, has been growing gradually. Therefore, the objective of the present work was to evaluate the effect of the application of leaf nutrients associated with copper ethylphosphonate and fungicides in the management of coffee phoma spot. Two experiments were carried out, one in field conditions and the other in a greenhouse. The field experiment was installed at Fazenda Boqueirão, in the municipality of Campos Gerais, Minas Gerais, at an altitude of approximately 1112 m. The experiment was carried out from July 2017 to July 2019, referring to two harvests (2017/2018; 2018/2019). The crop is formed with the cultivar Catuaí Vermelho IAC 144 (Coffea arabica L.), aged 15 years. The experimental design used was randomized blocks (DBC) with 4 blocks, 8 treatments associated or not with leaf nutrition (presence and absence), thus constituting an 8x2 factorial scheme. The treatments were: T1 (control); T2 (copper ethylphosphonate-EFCu); T3 (fosetyl-Al-FAl); T4 (boscalida- BOS); T5 (iprodiona- IPRO); T6 (EFCu + FAl); T7 (EFCu + BOS); T8 (EFCu + IPRO). The incidence of the disease, the percentage of mummified pellets, defoliation, productivity, the physical appearance of the grains and the leaf nutrient content were evaluated. The incidence of the disease was lower in all treatments associated with nutrition, with the exception of EFCu + FAl for the 2017/2018 crop. In the 2018/2019 harvest, there was no difference between treatments compared to the control. For mummified pellets, all treatments differed from the control, and the application of EFCu + FAl, EFCu + BOS and EFCu + IPRO resulted in a lower percentage of mummified pellets in the two evaluated harvests. Regarding productivity, the BOS, EFCu + IPRO, EFCu + BOS and EFCu + FAl treatments provided an increase of 6, 8, 12 and 13 bags / ha, respectively. Regarding the physical aspect of the grains, nutrition was efficient in increasing the percentage of grains in the largest sieves. There was an increase in the levels of calcium (Ca), magnesium (Mg), boron (B), iron (Fe), manganese (Mn) and zinc (Zn) in the area under the effect of leaf nutrition. The greenhouse experiment was conducted from January to July 2019, at the Department of Phytopathology at the Federal University of Lavras, Lavras, Minas Gerais. Coffee seedlings of the cultivar Catuaí Vermelho IAC 144, 4 months old, were used. The experimental design used was randomized blocks (DBC), with 4 replicates and 4 plants per plot. The treatments were: T1 (control); T2 (copper ethylphosphonate-EFCu); T3 (boscalida- BOS); T4 (EFCu + BOS), chosen because they present better results of phoma spot control in field conditions. The enzymatic activity of phenylalanine ammonium lyase (PAL), peroxidase (POX), the content of phenolic compounds and lignin, the content of chlorophyll a and b, and the height of plants were evaluated. There was no difference in the levels of lignin, chlorophyll, phenolic compounds and plant height. The EFCu treatment promoted an increase in POX activity. Greater PAL activity was quantified in the treatment with BOS.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/42046
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.