DSpace
Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4259

Título: Alimentos convencionais versus naturais para cães adultos
Título Alternativo: Natural versus conventional foods for adult dogs
Autor(es): França, Janine
Orientador: Saad, Flávia Maria de Oliveira Borges
Coorientador(es): Logato, Priscila Vieira Rosa
Membro da banca: Zangerônimo, Márcio Gilberto
Ribeiro, Paula Adriane Perez
Savian, Taciana Villela
Área de concentração: Nutrição de Monogástricos
Assunto: Cão - Alimentação e rações
Digestibilidade
Ração seca
Ração úmida
Food dry
Data de Defesa: 23-Out-2009
Data de publicação: 1-Out-2014
Referência: FRANÇA, J. Alimentos convencionais versus naturais para cães adultos. 2009. 93 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Com o objetivo de avaliar a digestibilidade e os efeitos de alimentos comerciais convencionais e naturais para cães adultos, foi realizado um experimento no Centro de Estudos em Animais de Companhia (CENAC), no Departamento de zootecnia da Universidade Federal de Lavras. Foram utilizados 24 cães adultos, com peso médio de 13,09(1,81) kg, em dois períodos, distribuídos em DBC, com seis tratamentos e oito repetições. Os tratamentos foram constituídos de T1: ração comercial seca; T2: ração comercial úmida; T3: mix de carne bovina cru; T4: mix de frango cru; T5: mix carne bovina cru + aquecimento térmico; T6: mix frango cru + aquecimento térmico. Foram avaliados os coeficientes de digestibilidade aparente (%) da matéria seca (CDAMS), da proteína bruta (CDAPB), do extrato etéreo (CDAEE), da energia bruta (CDAEB), da energia digestível (ED) e da energia metabolizável (EM) em kcal/kg, escore fecal, pH urinário e teor de nitrogênio amoniacal das fezes. Para as concentrações plasmáticas de ureia, creatinina, triglicerídeos, colesterol, VLDL, HDL e LDL em mg/dL, nitrogênio amoniacal das fezes (%), foram utilizadas quatro repetições/tratamento, assim como para Salmonella sp., nas seis dietas, amostras de alimentos dos comedouros e de fezes de todos os animais. Os CDAMS foram maiores para T2, T4, T5 e T6, com valores de 87,33%, 85,76%, 86,17% e 87,07%, respectivamente (P<0,05). Para o CDAPB, os alimentos naturais T3, T4, T5 e T6 apresentaram os maiores valores de 90,39%, 92,98%, 93,79%, 93,90% e 93,83%, respectivamente. Para o CDAEE, os maiores valores encontrados foram de 95,12%, 96,00% e 96,16% e do CDAEB de 93,53%, 93,13% e 93,72%, respectivamente para T4, T5 e T6 (P<0.05). O T1 apresentou os maiores valores de triglicerídeos e VLDL (P<0.05). Nenhum dos alimentos testados atendeu a todos os limites satisfatórios para os contaminantes biológicos. Para Salmonella sp., somente T1 não apresentou contaminação, tanto para a dieta como para as amostras dos comedouros e, para as fezes, todos os animais apresentaram positividade. Os animais dos T1, T3 e T5 apresentaram escore fecal médio de 3 (P<0,05). O T2 apresentou o menor pH urinário, e maior valor para o teor de nitrogênio amoniacal nas fezes (P<0,05). Os alimentos naturais são fontes de alto valor nutricional para cães adultos, porém, medidas de segurança alimentar devem ser tomadas para a ocorrência de Salmonella sp.
The aim of this research was to the digestibility and the effects of commercial foods and conventional natural for adult dogs this work was conduced in the CENAC (Center for Companion Animals), DZO UFLA. Using 24 adult dogs, with weight average 13.09  (1.81) kg in 2 periods. The animals were distributed in DBC with 6 treatments and 8 replications. The treatments were: T1: a commercial dry, T2: commercial diet canned, T3: mix of raw beef, T4: mix of raw chicken, T5: C + food thermal heating T6: D + food thermal heating. We evaluated the apparent digestibility coefficients (%) of dry matter (CDAMS), crude protein (CADCP), ether extract (CADEE), gross energy (CADGE), digestible energy (DE) and metabolizable energy (ME) kcal/kg, fecal score, urinary pH and ammonia nitrogen content of feces. For plasma concentrations of urea, creatinine, triglycerides, cholesterol, VLDL, HDL and LDL in mg/dL, ammonia nitrogen in feces (%) using 4 replicates/treatment and for Salmonella in 6 diets, food samples of feeders and feces of all animals. The CADMS were higher for T2, T4, T5 and T6 with values of 87.33, 85.76, 86.17 and 87.07 respectively (P <0.05). To CADCP natural foods (T3, T4, T5 and T6) had the highest values of 90.39, 92.98, 93.79, 93.90 and 93.83% respectively in the CADEE the highest values were found of 95.12, 96.00, 96.16% and 93.53 of CADGE, 93.13 and 93.72% respectively for T4, T5 and T6 (P <0.05). As for the blood parameters T1 presented the highest values of triglycerides and VLDL (P <0.05). None of the foods tested met all satisfactory limits for biological contaminants. For Salmonella sp. only the T1 did not show contamination for both the diet and for the samples of the feed and feces all animals were positive. Animals of T1, T3 and T5 showed average fecal score 3 (P <0.05). The T2 had the lowest urinary pH with the final value of 5.80, and the highest for the content of ammonia nitrogen in feces (P <0.05). Natural foods are sources of high nutritional value for adults, but food safety measures should be taken to the occurrence of Salmonella sp.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4259
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Alimentos convencionais versus naturais para cães adultos.pdf387,54 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback