Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4355
Título: Adaptabilidade e estabilidade de progênies de cafeeiro Icatu
Título(s) alternativo(s): Adaptability and stability of coffee progenies from Icatu.
Autor : Correa, Luiza Vasconcelos Tavares
Primeiro orientador: Mendes, Antônio Nazareno Guimarães
Primeiro membro da banca: Ramalho, Magno Antonio Patto
Carvalho, Samuel Pereira de
Barttolo, Gabriel Ferreira
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Café
Adaptabilidade
Estabilidade
Café Icatu
Coffe
Adaptability
Stability
Icatu Coffe
Data da publicação: 7-Out-2014
Referência: CORREA, L. V. T. Adaptabilidade e estabilidade de progênies de cafeeiro Icatu. 2004. 55 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2004.
Resumo: Avaliar a adaptabilidade e estabilidade de progênies de cafeeiro (Coffea arabica L.) é uma etapa importante anterior à recomendação das mesmas aos cafeicultores. Com este intuito, realizou-se este trabalho, para progênies da cultivar Icatu no sul de Minas Gerais, sendo avaliada a produtividade de grãos em sacas de 60 kg/ha/biênio. Os experimentos foram instalados em Machado e São Sebastião do Paraíso, em estações experimentais da EPAMIG. A interação progênies x biênios x locais teve efeito significativo, justificando a utilização de metodologias de estabilidade fenotípica para classificar as progênies. Foram utilizados dados de 14 progênies de cafeeiro em 12 ambientes, considerando-se cada biênio em cada local como um ambiente. As metodologias utilizadas foram: Eberhart & Russel (1966), que utiliza o coeficiente de regressão e o desvio de regressão como parâmetros para avaliação da adaptabilidade e estabilidade das progênies; Lin & Binns (1988), que avalia o desempenho de cada progênie em relação à resposta máxima em cada ambiente; Annicchiarico (1992), que estima o risco de adoção de determinada progênie e AMMI, que analisa os efeitos aditivos de progênies e ambientes na análise de variância e o efeito multiplicativo da interação na análise de componentes principais. Houve coerência de resultados entre as metodologias. As progênies Icatu IAC-4040-181, Icatu IAC-4040-315, Icatu IAC-4042-114, Icatu IAC-4042-222 e Icatu IAC-4045-47 se destacaram como as mais promissoras em termos de adaptabilidade e estabilidade, assim como em potencial produtivo (produtividades entre 53,68 e 59,35 sacas de 60 kg/ha/biênio). Por outro lado, as progênies Catuaí IAC-44 e Mundo Novo IAC-379-19, dentro do grupo em estudo, foram classificadas como as mais instáveis.
Adaptability and stability evaluations of coffee (Coffea arabica L.) progenies are an important stage prior to the recommendation of new lines. The objective this study was to evaluate bean productivity per biennium in 14 progenies from Icatu cultivar in 12 environments in southern Minas Gerais State, Brazil. The experiments were carried out in the counties of Machado and São Sebastião do Paraíso, in the experimental stations of EPAMIG. The progenies x biennium x locations interaction was significant, justifying the use of phenotypic stability methodologies for classification of progenies. Stability analyses were performed according to Eberhart & Russel (1966), using the regression coefficient and deviations from regression as parameters for adaptability and stability evaluation of the progenies; Lin & Binns (1988), which evaluates the performance of each progeny in relation to the maximum response in each environment; Annicchiarico (1992), which estimates the adoption risk of each progeny, and AMMI, which takes into account the addictive effects of progenies and environments in the variance analysis and the multiplicative interaction effect in the principal components analysis. There were coherent results among all methodologies. Progenies Icatu IAC-4040-181, Icatu IAC-4040-315, Icatu IAC-4042-114, Icatu IAC-4042-222 and Icatu IAC-4045-47 stood out as the most promising concerning adaptability and stability, as well in yield potential (productivities between 53.68 and 59.35 bags of 60 kg/ha /biennium). On the other hand, Catuaí IAC-44 and Mundo Novo IAC-379-19, included within the progenies evaluated in this study, were classified as unstable progenies.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4355
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Adaptabilidade e estabilidade de progênies de cafeeiro Icatu.PDF262,71 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.