Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/46143
metadata.teses.dc.title: Variabilidade espacial da produtividade e estrutura arbórea de castanhais nativos na Amazônia oriental
metadata.teses.dc.title.alternative: Spatial variability of the productivity and tree structure of Brazil nut stands in Eastern Amazon
metadata.teses.dc.creator: Souza, Rafael Lucas figueiredo de
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9455905195059736
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Mello, José Márcio de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Guedes, Marcelino Carneiro
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Terra, Marcela de Castro Nunes Santos
metadata.teses.dc.subject: Manejo florestal
Extrativismo
Geoestatística
Produtos florestais
Bertholletia excelsa Bonpl
Castanheira-da-amazônia
Human occupation
Extractivism
Geostatistics
Space signature
Brazil nut tree
metadata.teses.dc.date.issued: 8-Mar-2021
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
metadata.teses.dc.identifier.citation: SOUZA, R. L. F. de. Variabilidade espacial da produtividade e estrutura arbórea de castanhais nativos na Amazônia oriental. 2021. 88 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2021.
metadata.teses.dc.description.resumo: A castanheira-da-amazônia (Bertholletia excelsa Bonpl), é o produto florestal não-madeireiro (PFNM) mais importante da américa latina. A espécie possui grande relevância ecológica e socioeconômica. No sul do Amapá, a espécie pode ser encontrada em florestas densas (FD) e, principalmente, em florestas abertas (FA). As tipologias florestais de ocorrência são determinantes para o estabelecimento dos castanhais, por conta das diferentes disponibilidades de luz e do manejo voluntário realizado pelos extrativistas. Essas influências podem modificar a estrutura dos castanhais, deixando uma assinatura espacial na paisagem. A geoestatística é uma ferramenta que pode auxiliar na detecção dessa componente espacial nos castanhais, podendo expressar a relação entre as variáveis e os locais de ocorrência. O objetivo geral desta dissertação foi verificar a existência de dependência espacial de variáveis arbóreas e produtivas em castanhais nativos da Amazônia, comparando as respostas entre duas tipologias florestais. O estudo foi realizado na reserva extrativista do Rio Cajari, localizada no sudoeste do Amapá. Foram utilizados dados do inventário 100% realizado pela Embrapa. Desta base foram extraídas variáveis dendrométricas e de produtividade. Foi realizado a variografia para as variáveis e, posteriormente, o ajuste e seleção de modelos amplamente utilizados na literatura. Após a seleção dos modelos, foi utilizada a krigagem ordinária para interpolação em mapas temáticos. Para verificar a relação entre as variáveis com a produtividade, foi utilizado o coeficiente de desvio relativo (CDR). As populações de castanheiras apresentaram distribuições do tipo platicúrticas e concentração de árvores em classes intermediárias de diâmetro a 1,30 m do solo (50cm ≤ DAP ≤ 150 cm) nas tipologias. Na FA houve maior concentração na classe 50cm -100cm, enquanto na FD foi na de 100cm-150cm. Nas duas tipologias, as variáveis foram classificadas com dependência espacial moderada e forte. Entretanto, em FA houve maior alcance da variação da estrutura espacial, enquanto em FD o alcance caiu pela metade, revelando a forte presença de fatores aleatórios. Nos mapas de krigagem, a maior produtividade acompanha as áreas com castanhais mais densos em FA, enquanto o diâmetro médio é maior em áreas com menor densidade. Em FD, os mapas não apresentaram um padrão, as maiores classes parecem sempre ocorrer em locais específicos, nas bordas da mancha. O CDR indicou que tanto em FA quanto FD, a densidade e a área basal são os mapas mais semelhantes em relação à produtividade. Isso indica que a produtividade de castanhais na Amazônia oriental depende mais da densidade de castanheiras do que da sua capacidade produtiva individual. O tipo de distribuição observada é característico de castanhais com intensa coleta de sementes e atividades humanas. A dependência espacial encontrada em FA indica que o ambiente, com bastante iluminação direta e áreas abertas, favoreceu o desenvolvimento da espécie em tempos pretéritos. Em FD, a prática extrativista pode modificar a estrutura da floresta e perturbar, de forma positiva, o crescimento da castanheira. Os distúrbios humanos causados pela abertura de picadas, retirada de madeira, dispersão involuntária dos frutos, limpeza da base das árvores, podem ter beneficiado a castanheira, principalmente em ambiente de floresta densa.
metadata.teses.dc.description.abstract: The brazil nut tree (Bertholletia excelsa Bonpl) is a non-timber forest resource more relevant in the south America, the species has great ecological, economic, social and cultural relevance. In southern Amapá, the species can be found in dense forests (FD) and, mainly, in open forests (FA). The forest typologies of occurrence are determinant for the growth and establishment of the brazil nut trees, because of the different availability of light and the involuntary management carried out by extractivists. The natural and human influence can modify the brazil nut trees structure, leaving a spatial signature in the landscape. Geostatistics is a tool that can help in the detection of this spatial component in the brazil nut stands, being able to express the relationship between variables and places of occurrence. Therefore, the dissertation main point was to verify the spatial dependence existence of tree and productive variables in native Amazonian brazil nut stands, comparing the responses between two forest typologies. The study was carried out in the extractive reserve of the Cajari River, located in the southwest of Amapá. Data from the 100% inventory carried out by Embrapa were used. Dendrometric and productivity variables were extracted from this base. Variography was performed for the variables and, later, the adjustment and selection of models widely used in the literature. After the models selection, the ordinary kriging was used for interpolation in thematic maps. Verifying the relationship between the variables and productivity, the relative deviation coefficient (CDR) was used. The brazil nut populations presented platycuttic distributions and tree concentration in intermediate classes of diameter (50cm≤ DAP ≤ 150 cm) in typologies. In AF there was higher concentration in the class 50cm-100cm, while in the DF it was in the 100cm-150m class. In both typologies, the variables were classified as moderate and strong spatial dependence. However, in AF there was a greater range of spatial structure variation, while in DF the range fell in half, revealing the strong presence of random factors. In kriging maps, the highest productivity follows the areas with the densest chestnut snot in AF, while the average diameter is larger in areas with lower density. In FD, the maps did not present a pattern, the largest classes seem to always occur in specific locations, on the edges of the stain. The CDR indicated that both in AF and DF, density and basal area are the most similar maps in relation to productivity. This indicates that the productivity of brazil nut trees in the eastern Amazon depends more on the density of brazil nut trees than on their individual productive capacity. The type of distribution observed is characteristic of brazil nut trees with intense seed collection and human activities. The spatial dependence found in AF indicates that the environment, with a lot of direct lighting and open areas, favored the development of the species in times of the future. In DF, extractive practice can modify the structure of the forest and positively disturb the growth of the brazil nut tree. Human disturbances caused by the opening of bites, removal of wood, involuntary dispersion of fruits, cleaning of the base of trees, may have benefited the chestnut tree, especially in a dense forest environment.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido do autor até março 2022.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/46143
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.