Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/467
Título: Aspectos da pós-colheita de hastes florais de copo-de-leite
Autor : Castro, Maria Leandra Resende de
Primeiro orientador: Paiva, Patrícia Duarte de Oliveira
Primeiro membro da banca: Lima, Luiz Carlos de Oliveira
Almeida, Elka Fabiana Aparecida
Elias, Heloisa Helena de Siqueira
Landgraf, Paulo Roberto Corrêa
Área de concentração: Produção Vegetal
Palavras-chave: Zantedeschia aethiopica
Floricultura
Floriculture
Data da publicação: 2012
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais - FAPEMIG
Referência: RESENDE, M. L. Aspectos da pós-colheita de hastes florais de copo-de-leite. 2012. 96 p. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: A floricultura de corte é bastante promissora, no entanto, um dos maiores entraves dessa atividade é a elevada perecibilidade das flores, exigindo procedimentos adequados na pós-colheita visando aumentar a durabilidade das hastes florais. Dessa forma, objetivou-se avaliar aspectos bioquímicos das hastes florais de copo-de-leite após a colheita, o período de armazenamento, os diferentes estádios de abertura, além de determinar o efeito do pulsing na durabilidade das hastes florais. Foram realizados quatro experimentos. No primeiro, utilizaram-se hastes florais abertas e fechadas, dispostas em temperatura ambiente, sendo em esquema fatorial 6 (dias) x 2 (estádios de abertura) x 3 partes (haste, espata e espádice), com 4 repetições e 5 hastes florais por parcela em delineamento inteiramente casualizado. No segundo experimento, quatro estádios diferentes de abertura da espata foram avaliados: espata fechada, espata 1/3 aberta, espata 2/3 aberta e espata aberta, mantidas em câmara fria e em temperatura ambiente. No terceiro experimento, as hastes florais de copo-de-leite, foram acondicionadas em água e mantidas em câmara fria, por 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14 e 16 dias. Em ambos, utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições e 3 hastes florais por parcela, em parcela subdividida no tempo, totalizando 8 tratamentos. No quarto experimento, as hastes foram mantidas em diferentes concentrações de sacarose (0, 4, 8, 12 e 16%) e tempo de pulsing (30 min, 1, 4 e 8 horas), em esquema fatorial 5x4, totalizando 20 tratamentos. Foram determinadas as concentrações de amido, açúcares solúveis totais e a luminosidade das hastes florais. Hastes florais de copo-de-leite colhidas no estádio aberto tiveram redução do teor de amido com o período de armazenamento, semelhante às hastes florais fechadas. Verificou-se também que é possível colher as hastes florais nos estádios 1/3 e 2/3 abertas ou fechadas e acondicioná-las em temperatura ambiente, o armazenamento em câmara fria é mais indicado para as inflorescências colhidas abertas, as quais podem ser armazenadas por até 6 dias. Melhor qualidade das hastes florais foi observada quando submetidas a pulsing com 6,3% de sacarose por 1 hora, maior comprimento da espata foi observado com 1 hora de pulsing na concentração de 2,5% de sacarose
The cut flowers production is very promising, however, one of the biggest limitation of this activity is the low durability period of flowers, requiring appropriate procedures in post-harvest, aim to increase the durability of the floral stems. For that, this, the work had as objective to evaluate biochemical aspects of the floral stems of calla lily post-harvest, the storage period, the various stages of opening, and to determine the pulsing effect on the floral stems durability. Four experiments were conducted. At first, it was used open and closed floral stems, placed in ambient temperature, in a factorial scheme 6 (days) x 2 (opening stages) x 3 parts (stem, spathe and spadix) with four replications and five floral stems per plot in a completely randomized design. In the second experiment, four different opening stages of the spathe were evaluated: closed spathe, spathe 1/3 open, spathe 2/3 open and open spathe, kept in cold chamber and in ambient temperature. In the third experiment, the floral stems of calla lily, were placed in water and kept in a cold chamber per 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14 and 16 days. In both, the completely randomized design was used with four replications and three floral stems per plot in a split plot in time, totaling eight treatments. In the fourth experiment, the stems were kept in different concentrations of sucrose (0, 4, 8, 12 and 16%) and pulsing time (30 min, 1, 4 and 8 hours) in a 5x4 factorial scheme, totaling 20 treatments. The starch concentration was determined, total soluble sugars and brightness of the floral stems. Floral stems of calla lily harvested in opening stage had a starch content reduction with storage period, similar to the closed floral stems. It was found that it is possible to harvest the floral stems in the stages 1/3 and 2/3 opened or closed and placed them at ambient temperature, the cold chamber storage is more suited for the inflorescences harvested open, which can be stored for until 6 days. Better quality of the floral stems was observed, when subjected to pulsing with 6.3% sucrose for one hour, the greater length of the spathe was observed at 1 hour of pulsing at a concentration of 2.5% sucrose
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/ Fitotecnia, área de concentração Produção Vegetal, para a obtenção do título de Doutor
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/467
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Aspectos da pós-colheita de hastes florais de copo-de-leite.pdf
  Restricted Access
518,05 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.