Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4891
Título: Efeitos da terapia probiótica (Bacillus subtilis) sobre parâmetros metabólicos e inflamatórios em ratos com periodontite induzida por ligadura associada ou não ao estresse crônico
Título(s) alternativo(s): Effects of probiotic therapy (Bacillus subtilis) on metabolic and inflammatory parameters in rats with ligature-induced periodontitis associated or not with chronic stress
Autor : Foureaux, Renata de Carvalho
Primeiro orientador: Pereira, Luciano José
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Zangerônimo, Márcio Gilberto
Sousa, Raimundo Vicente de
Primeiro membro da banca: Marques, Leandro Silva
Messora, Michel Reis
Paiva, Saul Martins de
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Palavras-chave: Modelo animal
Estresse
Periodontite
Ligadura
Perda de inserção periodontal
Animal model
Stress
Periodontitis
Ligature
Periodontal attachment loss
Data da publicação: 14-Jan-2015
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: FOUREAUX, R. de C. Efeitos da terapia probiótica (Bacillus subtilis) sobre parâmetros metabólicos e inflamatórios em ratos com periodontite induzida por ligadura associada ou não ao estresse crônico. 2014. 110 p. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Periodontal disease is characterized by chronic inflammation of the tissues supporting the teeth, depending on the host response, in reaction to the presence of periodontal pathogens in sub-gingival biofilm. Local and systemic measures modulation of the immune response and of microbial environment has been investigated. In this context emerge probiotics which are live organisms that when administered in adequate amounts give beneficial health effects, arousing the interest of its application in periodontal therapy. The present study was divided in two chapters. In the first, it was made a systematic review evaluating the probiotics effect on immune response in rats submitted to different experimental challenges. The survey was using PubMed, ISI Web of Science and Scielo databases. The bacteria species most used were Lactobacillus and Bifidobacterium. Eighty-six percent of the selected articles reported a beneficial effect on the immune response associated to the probiotics use. In the second chapter it was evaluated the probiotic therapy effect in rats with periodontal disease induction associated with restriction stress. The experimental design was completely randomized factorial 2x2x2 (with and without periodontal disease (PD), with and without chronic stress (CS), with and without probiotics use) with six replicates in each group. The probiotic Bacillus subtilis was administered orally at 1.5 x 108 proportion of colony-forming units (CFU)/mL to the drinking water of the animals for 45 days. The CS was performed by immobilization daily for 2.5 hours from the 16th day during 30 days, while the PD was induced by the ligation protocol in the first right and left mandibular molars from 31st day for 14 days. Villus height and crypt depth of the duodenum, jejunum and ileum were measured. Euthanasia was performed on the 45th day of the experiment. The significance level was set at p<0.05. PD increased alveolar bone loss, levels of cyclooxygenase-2 (COX-2), carboxyterminal telopeptide of collagen type-1 (CTX), p38 mitogen-activated kinases (MAPK), ligand receptor activator of NF-κB (RANKL) and decreased levels of osteoprotegerin (OPG) (p<0.05). The stressed rats had higher levels of C-peptide, corticosterone and glucose (p<0.05). The presence of stress decreased expression of p38 and CTX (p<0.05). The probiotic reduced alveolar bone loss in the non-stressed rats, as well as decreased expression of CTX and induced the increased expression of OPG in unstressed rats with PD (p<0.05). Although the probiotic has not been effective in preventing bone loss or alteration of the expression of inflammatory markers in stressed rats, the number of inflammatory cells decreased (p<0.05). Groups with stress and PD showed decrease in villous height and depth of intestinal crypts (p<0.05). In general conclusion, probiotics were beneficial in the modulation of immune response and have a promising in the control of periodontal disease.
A doença periodontal é caracterizada por um processo inflamatório crônico dos tecidos de suporte dos dentes, dependente da resposta do hospedeiro, em reação à presença de periodontopatógenos no biofilme subgengival. Medidas locais e sistêmicas de modulação da resposta imunológica e do ambiente microbiano têm sido investigadas. Nesse contexto surgem os probióticos que são organismos vivos que quando administrados em quantidades adequadas conferem benefícios à saúde, despertando o interesse de sua aplicação na terapia periodontal. O presente estudo foi dividido em dois capítulos. No primeiro, foi feita uma revisão sistemática avaliando-se a eficácia dos probióticos na resposta imune em ratos submetidos a desafios experimentais. Os trabalhos foram pesquisados em três bases Pubmed, ISI Web of Science e Scielo. As espécies bacterianas mais empregadas foram os Lactobacillus e Bifidobacterium. Oitenta e seis porcento dos artigos selecionados mostraram efeito benéfico na resposta imune associado ao uso de probióticos. No segundo capítulo foi avaliado o efeito da terapia probiótica em ratos com indução de doença periodontal associada ao estresse de restrição. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2x2 (com e sem doença periodontal (DP), com e sem estresse crônico (EC), com e sem o uso de probióticos) com seis repetições em cada grupo. O probiótico Bacillus subtilis foi administrado oralmente na proporção de 1,5x108 unidades formadoras de colônia (UFC)/mL na água de bebida dos animais durante 45 dias. O EC foi realizado por meio de imobilização diária por 2,5 horas a partir do 16º dia durante 30 dias, enquanto que a DP foi induzida com o protocolo de ligadura nos primeiros molares mandibulares direito e esquerdo a partir do 31º dia por 14 dias. Foram medidas a altura de vilosidades e profundidade de criptas do duodeno, jejuno e íleo. A eutanásia foi feita no 45º dia do experimento. O nível de significância foi fixado em p <0,05. A DP aumentou a perda óssea alveolar, os níveis de ciclooxigenase-2 (COX-2), telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo-1 (CTX), p38 quinases ativadas por mitógeno (MAPK), ligante do receptor ativador da NF-κB (RANKL) e diminuiu os níveis de osteoprotegerina (OPG) (p <0,05). Os ratos estressados apresentaram níveis mais altos de peptídeo-C, corticosterona e glicose (p <0.05). A presença do estresse reduziu a expressão de CTX e p38 (p<0.05). O probiótico reduziu a perda óssea alveolar nos ratos não estressados, bem como diminuiu a expressão do CTX e induziu ao aumento da expressão da OPG em ratos não estressados com DP (p <0,05). Embora o probiótico não tenha sido efetivo na prevenção da perda óssea ou alteração da expressão dos marcadores inflamatórios em ratos estressados, o número de células inflamatórias diminuiu (p <0.05). Os grupos com estresse e DP apresentaram diminuição na altura das vilosidades e profundidade de criptas intestinais (p <0,05). Em conclusão geral, os probióticos foram benéficos na modulação da resposta imune e se mostraram promissores no controle da doença periodontal.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias, para obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4891
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DMV - Ciências Veterinárias - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.