Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4935
Título: Características indicadoras de fertilidade em fêmeas da raça Tabapuã
Autor : Maculan, Renata
Primeiro orientador: Souza, José Camisão
Primeiro membro da banca: Gonçalves, Tarcisio de Moraes
Ferreira, Marcos Brandão Dias
Área de concentração: Produção e Nutrição de Ruminantes
Palavras-chave: Reprodução
Reserva folicular ovariana
Seleção para fertilidade
Vulva bovina
Reproduction
Ovarian follicular reserve
Selection for fertility
Bovine vulvae
Data da publicação: 2015
Referência: MACULAN, R. Características indicadoras de fertilidade em fêmeas da raça Tabapuã. 2015. 60 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: A intensa seleção para características relacionadas à produção animal pode afetar negativamente a eficiência reprodutiva de vacas de corte. Dessa forma, a busca por características indicadoras de fertilidade de fácil mensuração é prontamente justificável na seleção em fêmeas bovinas. O objetivo nesta pesquisa foi avaliar possíveis associações entre a contagem folicular antral (CFA), medidas corporais e genitais com superioridade reprodutiva em fêmeas da raça Tabapuã. Novilhas (n=162) e vacas (n=429) foram avaliadas quanto à CFA via ultrassonografia (US) e foram medidos o comprimento da rima e a largura da vulva, altura anterior (AA), altura de garupa (AG), comprimento corporal (CC), largura de garupa entre os íleos (LGIL) e ísquios (LGIS), profundidade torácica (PT) e profundidade pélvica (PP), circunferência torácica (CT) e peso corporal. Para estimativa do tamanho da fêmea, foi calculado o volume corporal. A genitália externa foi proporcionalizada através da divisão pelo peso e volume corporal. O peso e altura da garupa foram utilizados para formação de seis biótipos: alta e leve (AL), alta e média (AM), alta e pesada (AP), baixa e leve (BL), baixa e média (BM) e baixa e pesada (BP). A eficiência reprodutiva foi avaliada através da idade ao primeiro parto (IPP), intervalo de partos (IDP), habilidade materna (HM), precocidade, rusticidade e sobrevivência (PRS) e eficiência reprodutiva (ER). A CFA não diferiu entre novilhas e vacas (P=0,71) e aquelas com CFA maior tiveram IDP menor (r2=-0,17). A largura da vulva não foi influenciada pela paridade (P=0,08) e esta foi maior (P=0,05) nas fêmeas de alta (8,81±0,12) em relação às classes de baixa (8,38±0,13) e média (8,42±0,11) CFA. Vacas com largura vulvar maior tiveram IDP menor (r2=-0,21) e maior ER (r2=0,20). A profundidade torácica (r2=0,10) foi indicativa de maior CFA. Largura vulvar, CFA e profundidade torácica foram indicadores de superioridade reprodutiva em fêmeas da raça Tabapuã.
The intense selection for characteristics related to animal production may affect negatively the reproductive efficiency of beef cows. Thus, the search for indicators of easily mensuration fertility characteristics is readily justifiable in the selection of bovine females. The objective was to evaluate possible associations between the antral follicle count (AFC), body measurements and genitals with reproductive superiority in females Tabapuã. Heifers (n=162) and cows (n=429) were evaluated for AFC via ultrasonography (US) and measured the rima length and width of the vulva, height previous, height rump (HR), body length (BL), rump width between the iliac (BRBIL), and ischium (BRBIS), thoracic depth (TD), and pelvic depth (PD), thoracic circumference (TC) and body weight. To estimate the female size, it was calculated the body volume. The external genitalia were proportional by dividing the body weight and volume. The weight and height rump were used to form six biotypes: high and light (HL), high and medium (HM), high and heavy (HH), low and light (LL), low and medium (LM) and low and heavy (LH). Reproductive efficiency was assessed by age at first calving (FCA), calving interval (CI), maternal ability (MA), precocity, rusticity and survival (RS) and reproductive efficiency (RE). The AFC did not differ between heifers and cows (P=0.71) and those with higher AFC had CI lower (r2=-0.17). The width of the vulva was not affected by parity (P=0.08) and was higher (P=0.05) in the high female (8.81±0.12cm) in relation to the lower classes (8.38±0.13) and medium (8.42±0.11) AFC. Cows with larger vulvae had CI shorter (r²=-0.21) and higher RE (r2=0.20). The thoracic depth (r²=0.10) was indicative of higher AFC. The width of the vulva, AFC and TD were reproductive superiority indicators in Tabapuã females.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Curso de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em Produção e Nutrição de Ruminantes, para a obtenção do Título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4935
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_Caracteristicas indicadoras de fertilidade em femeas da raça Tabapua.pdf449,54 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.