Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5102
metadata.teses.dc.title: Perda da tolerância à dessecação em sementes de Copaifera langsdorffii Desf. de diferentes ambientes
metadata.teses.dc.creator: Pereira, Wilson Vicente Souza
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Faria, José Márcio Rocha
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: José, Anderson Cleiton
Hilhorhst, Henk W. M.
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Rosa, Sttela Dellyzete Veiga Franco Da
Alvarenga, Amauri Alves
Guimarães, Renato Mendes
metadata.teses.dc.description.concentration: Ciências Florestais
metadata.teses.dc.subject: Copaíba
Expressão gênica
Efeitos ambientais
Genes de referência
Gene expression
Environmental effects
Reference genes
metadata.teses.dc.date.issued: 2015
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: PEREIRA, W. V. S. Perda da tolerância à dessecação em sementes de Copaifera langsdorffii Desf. de diferentes ambientes. 2015. 107 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
metadata.teses.dc.description.resumo: Uma das características das sementes que representa um desafio para quem se propõe a trabalhar com conservação, é a sensibilidade à dessecação. Esta característica é encontrada em um grande número de espécies de interesse agronômico, florestal e medicinal. Sementes ortodoxas em processo germinativo têm sido utilizadas em estudos relacionados a este tema. Em geral, sementes ortodoxas apresentam perda da tolerância à dessecação após a protrusão radicular, entretanto, sementes de Copaifera langsdorffii perdem tal capacidade precocemente, se tornando sensíveis já na fase 2 da embebição. Assim, considerando a carência de estudos relacionados ao efeito do ambiente maternal sobre a tolerância à dessecação, o presente trabalho objetivou analisar aspectos moleculares e ecológicos da perda da tolerância à dessecação em sementes de C. langsdorffii em processo de germinação. As sementes foram coletadas em áreas de Cerrado Stricto Sensu em Montes Claros e Lavras, MG, e também em áreas de mata ciliar em Lavras, MG. As sementes das três procedências apresentaram perda precoce da tolerância à dessecação, contudo, sementes de Montes Claros, mantiveram a tolerância à dessecação por um período maior do que as outras duas procedências. Sementes do Cerrado de Montes Claros foram utilizadas para as análises bioquímicas e moleculares. Maiores alterações foram observadas em oligossacarídeos da família rafinósidica (rafinose, estaquiose e trealose), ao longo do processo de embebição, estando ausentes em estágios sensíveis à dessecação. Genes relacionados à germinação aumentaram sua expressão durante a germinação, enquanto aqueles ligados a tolerância à dessecação diminuíram, aumentando novamente após o tratamento de restabelecimento da tolerância à dessecação. Foi possível concluir, que há influência do ambiente materno na perda da tolerância à dessecação em sementes de C. langsdorffii, e que as concentrações, os oligossacarídeos da família rafinósidica, a síntese de proteínas resistentes ao calor e à expressão dos genes superóxido dismutase, ABA1, e proteínas de choque térmico, são correlacionadas com a perda e o restabelecimento da tolerância à dessecação de sementes desta espécie.
One of the seed characteristics that represent a challenge for those who propose to work with conservation is the desiccation sensitivity. This characteristic is found in a large number of species of agronomic, forest and medicinal interest. Orthodox seeds in germination process have been used in studies regarding this theme. In general, orthodox seeds present loss of desiccation tolerance after radicle protrusion, however, Copaifera langsdorffii seeds lose such capacity precociously, becoming sensitive in phase 2 of imbibition. Therefore, considering the need for studies related to the effect of the maternal environment over the desiccation tolerance, the present work aimed at analyzing molecular and ecological aspects of the loss of desiccation tolerance in C. langsdorffii seeds in germination process. The seeds were collected from areas of Stricto Sensu Cerrado in Montes Claros and Lavras, MG, Brazil, as well as in areas of riparian forest in Lavras, MG. The seeds from all three origins presented precocious loss of desiccation tolerance, however, seeds from Montes Claros maintained desiccation tolerance for a longer period then the remaining origins. Seeds from the Cerrado of Montes Claros were used in the biochemical and molecular analyses. Greater changes were observed in oligosaccharides of the raffinose family (raffinose, stachyose and trehalose), over the soaking process, being absent in stages desiccation sensitive. Genes related to germination had their expression increased during germination while those related to tolerance to desiccation decreased, increasing again after the treatment of reestablishment desiccation tolerance. It was possible to conclude that there is influence of the maternal environment over the loss of tolerance to desiccation in C. langsdorffii seeds and that the concentrations of oligosaccharides of the raffinose family, the synthesis of proteins resistant to heat and the expression of the genes superoxide dismutase, ABA1 and heat resistant proteins is correlated with the loss and reestablishment of desiccation tolerance of seeds from this species.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, área de concentração em Ciências Florestais, para a obtenção do título de Doutor.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5102
metadata.teses.dc.publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
metadata.teses.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.