Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5105
Título: Incidência e controle de fungos do gênero Aspergillus Seção Nigri em uvas viníferas cultivadas na região tropical do Brasil
Autor : Terra, Michelle Ferreira
Primeiro orientador: Batista, Luis Roberto
Primeiro membro da banca: Passamani, Fabiana Reinis Franca
Batista, Cristina Ferreira Silva e
Souza, Sara Maria Chalfoun de
Angélico, Caroline Lima
Palavras-chave: Aspergillus
Seção Nigri
Uva
Fungicidas
Brasil
Section Nigri
Grape
Fungicides
Brazil
Data da publicação: 2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: TERRA, M. F. Incidência e controle de fungos do gênero Aspergillus Seção Nigri em uvas viníferas cultivadas na região tropical do Brasil. 2015. 90 p. Tese (Doutorado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Os Aspergillus Seção Nigri têm sido considerados os principais fungos responsáveis pela contaminação de uvas com OTA. A prevenção, no campo, do crescimento desses fungos é a estratégia mais efetiva para controlar a presença desta toxina nos alimentos. Este estudo foi realizado com os objetivos de avaliar a incidência dos fungos Aspergillus Seção Nigri em diferentes cultivares de uvas viníferas da região tropical do Brasil e verificar o efeito de fungicidas sobre o crescimento de A. carbonarius e a produção de OTA. Os Aspergillus Seção Nigri foram isolados de cinco cultivares de uvas e identificados morfologicamente. A quantificação de OTA dos isolados foi realizada por HPLC. Foram isolados, no total, 272 fungos, sendo os de maior frequência nas uvas o A. niger Agregado (42%), seguido da espécie A. carbonarius (38%). A uva ‘Petit Verdot’ foi a que apresentou a maior incidência dos Aspergillus Seção Nigri. Todos os isolados de A. carbonarius (103) foram produtores de OTA, enquanto das demais espécies nenhum dos isolados foi ocratoxigênico. Os resultados demonstraram que a cultivar de uva pode influenciar a incidência dos fungos Aspergillus Seção Nigri. Além disso, para a região, o potencial risco de contaminação das uvas com OTA está relacionado com a alta frequência de A. carbonarius. Devido à elevada frequência desta espécie, também foi avaliado o efeito de diferentes fungicidas no crescimento e na produção de OTA. Para isso, foi realizado screening de cinco fungicidas comumente utilizados na cultura da uva no Brasil, em meio CYA inoculado com A. carbonarius com posterior incubação a 25 °C e avaliação diária do diâmetro da colônia, durante dez dias. A OTA foi extraída no décimo dia e quantificada por HPLC. Em seguida, determinaram-se a concentração mínima inibitória do crescimento do fungo e os efeitos dos fungicidas sobre a produção de OTA em meio semissintético à base de uva, com incubação a 15, 20 e 30 °C, durante 20 dias. O efeito dos fungicidas diretamente nas uvas também foi avaliado. Na dose comercial recomendada, a maioria dos fungicidas testados foi efetiva no controle do crescimento de A. carbonarius e na produção de OTA in vitro, sendo este efeito influenciado pelo tipo de fungicida, a dose e a temperatura. A temperatura foi considerada fator determinante que influencia a efetividade dos fungicidas sobre o crescimento de A. carbonarius e a produção de OTA, tendo a maior redução do crescimento e a maior produção de OTA sido detectados a 15 °C. As doses dos fungicidas testadas não foram efetivas no controle de A. carbonarius em uvas. Assim, o efeito direto dos fungicidas nas uvas deve ser mais estudado, a fim de se obter uma maior aproximação das condições que ocorrem no campo.
Abstract: The Aspergillus section Nigri is reported as the main contaminant species of wine grapes. The production profile of OTA can be changed under different fungus cultivation conditions, such as availability of water, nutrients, pH and temperature. Thus the prevention of growth of mycotoxin-producing fungi is the most effective strategy for controlling the presence of mycotoxins in foods. In this sense, the present study aimed to evaluate the occurrence of Aspergillus section Nigri in different grapes varieties cultivated in tropical vineyard of Brazil, and evaluate the impact of the application of several fungicides on A. carbonarius growth and OTA production. The Aspergillus Seção Nigri were isolated from five grape cultivar and moforlogical identified. OTA was quantify by HPLC. A total of 272 isolates of Aspergillus section Nigri was isolated and identified in the following species A. carbonarius, A. niger, A. niger Agregado, A. foetidus, A. aculeatus and A. japonicus. Among them, A. niger Agregado was the most common specie in all grape samplings (42%), followed by the A. carbonarius (38%). All isolates of A. carbonarius (103) were OTA producers. The other species were not ochratoxigenic. These data suggest that the potential risk of OTA contamination in grapes was associated with A. carbonarius, due to the high frequency of occurrence and the OTA levels produced in vitro. Five fungicides used in Brazilian grapes were screen in CYA media and then incubated at 25°C. The colony diameter was measured every day during ten days of incubation period. OTA was quantified after period of incubation by HPLC. Then, the minimum inhibitory concentration (MIC) of each fungicide for A. carbonarius growth on semi synthetic grape medium at 15, 20 and 30°C was found. The effect of fungicides on A. carbonarius-inoculated grapes was investigated. At the doses recommended by manufacturers the majority of fungicides tested reduced A. carbonarius growth rate and OTA production. This effect was affected by fungicide, dose and temperature. The temperature was the main factor that affected the fungicides effectiveness again A. carbonarius growth and OTA production. The reduced growth and OTA levels were higher at 15°C than 20 and 30°C. The fungicides doses tested on grapes were not effective.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5105
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.