Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5119
Título: Redução de nutrientes em ração com fitase para suínos em crescimento
Autor : Rodrigues, Valéria Vânia
Primeiro orientador: Fialho, Elias Tadeu
Primeiro membro da banca: Lima, José Augusto de Freitas
Rodrigues, Paulo Borges
Zangeronimo, Márcio Gilberto
Cantarelli, Vinícius de Souza
Área de concentração: Nutrição de Monogástricos
Palavras-chave: Formulação de ração
Enzimas
Nutrição
Desempenho
Metabolismo
Feeds
Enzymes
Nutrition
Performance
Metabolism
Data da publicação: 2015
Referência: RODRIGUES, V. V. Redução de nutrientes em ração com fitase para suínos em crescimento. 2009. 52 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Dois experimentos foram conduzidos no Departamento de Zootecnia da UFLA com o objetivo de avaliar diferentes formulações de dietas contendo níveis de nutrientes e energia reduzidos de acordo com um plano nutricional de fitase a fim de estabelecer a contribuição da enzima através do desempenho, balanço de energia e nitrogênio, disponibilidade do cálcio e fósforo e viabilidade econômica de rações formuladas para suínos em crescimento. No Experimento I, 50 suínos machos castrados e 50 suínos fêmeas da genética Topigs com peso inicial de 25 ± 1,72 kg e peso final de 50 ± 2,86 kg foram alojados em delineamento em blocos casualizados (DBC), com cinco tratamentos e dez repetições, sendo dois animais por unidade experimental (um macho e uma fêmea), durante um período de 30 dias. As rações experimentais foram formuladas à base de milho e farelo de soja, suplementadas com vitaminas, minerais e aminoácidos de forma a atender às recomendações mínimas da genética. Os tratamentos ficaram assim distribuídos: T1- recomendações nutricionais da genética (controle positivo); T2- níveis nutricionais reduzidos de acordo com um plano nutricional e sem fitase (controle negativo) e T3- níveis nutricionais reduzidos de acordo com um plano nutricional e com a suplementação de fitase. As dietas (exceto o controle positivo) tiveram seus níveis de nutrientes e energia reduzidos de acordo com um plano nutricional de fitase. As variáveis analisadas foram peso final (PF), ganho de peso diário (GPD), consumo diário de ração (CDR) e conversão alimentar (CA). O CDR não diferiu (P>0,05) entre os tratamentos. Com relação ao PF, GPD e CA, houve diferença (P<0,05). Observou-se que os animais que receberam dieta com nível nutricional reduzido e suplementada com fitase tiveram um melhor desempenho, uma vez que não diferiram do tratamento controle positivo. No Experimento II, 45 suínos machos castrados da genética Topigs com peso inicial de 49 ± 3,67 kg foram alojados em (DBC), em três tempos consecutivos, totalizando cinco tratamentos e nove repetições com parcela experimental representada por um animal (gaiola metabólica) e com duração de nove dias. As variáveis analisadas foram matéria-seca digestível (MSD), coeficiente de digestibilidade de energia bruta (CDEB), energia digestível (ED), energia metabolizável (EM), nitrogênio absorvido (%NABS), nitrogênio retido (%NRET), nitrogênio retido e absorvido (%NRETABS), digestibilidade do cálcio (DCa), digestibilidade do fósforo (DP) e viabilidade econômica das rações. Não foi verificada diferença (P>0,05) para a MSD, CDEB, ED e EM. Da mesma forma, a %NABS, %NRET e %NRET ABS não mostraram diferenças (P>0,05) entre os tratamentos. Com relação à DCa e a DP houve efeito (P<0,05), sendo que a suplementação de fitase na dieta melhorou (P<0,05) o aproveitamento do fósforo. Quanto à DCa, a dieta contendo enzima apresentou valores superiores ao controle positivo e semelhante ao controle negativo. Com relação à análise de viabilidade econômica das rações, houve diferença (P<0,05). A dieta contendo níveis nutricionais reduzidos e suplementada com fitase apresentou um menor custo total (P<0,05), não diferindo da dieta controle negativo. Além disso, apresentou uma maior receita líquida quando comparada às demais dietas. Dessa forma, conclui-se que a suplementação de fitase em dietas com níveis de energia e nutrientes reduzidos de acordo com plano nutricional apresenta-se como uma alternativa economicamente viável para suínos em crescimento, uma vez que os animais apresentam o mesmo desempenho quando comparados a suínos recebendo dietas contendo níveis nutricionais recomendados.
Two experiments were conducted in the Animal Science Department at the Federal University of Lavras to evaluate different formulations of diets containing levels of nutrients and energy reduced in accordance to a nutritional plan of phytase, in order to establish the contribution of the enzyme through performance, energy and nitrogen balance, availability of calcium and phosphorus and economic viability of diets formulated for growing pigs. In Experiment I, 50 barrows pigs and 50 gilts pigs of the Topigs genetics with initial weight of 25 ± 1.72 kg and final weight of 50 ± 2.86 kg were housed in a randomized block design (RBD), with five treatments and ten replicates, namely, two animals per experimental unit (one male and one female) during a 30-day period. The experimental diets were formulated on the basis of corn and soybean meal, supplemented with vitamins, minerals and aminoacids in order to meet the minimum recommendations of genetics. The treatments were distributed as follows: T1-nutrient recommendations of genetics (positive control), T2- reduced nutrient levels according to a nutritional plan and without phytase (negative control) and T3- reduced nutrient levels according to a nutritional plan and with the phytase supplementation. The diets (except the positive control) had their levels of nutrients and energy reduced according to a nutritional plan of phytase. The variables analyzed were final weight (FW), daily gain (DG), daily feed intake (DFI) and feed conversion (FC). DFI did not differ (P> 0.05) among the treatments. With regard to FW, DFI and FC, there was difference (P <0.05). It was found that animals fed diets with reduced nutritional levels and supplemented with phytase had better performance since they did not differ from the positive control treatment. In Exp II, 45 barrows pigs of the Topigs genetics, with initial weight of 49 ± 3.67 kg, were housed in (RBD), in three consecutive times, amounting to nine treatments and five replicates, the experimental plot being represented by one animal (metabolism cage) and nine-day duration.The analyzed variables were; digestibility dry matter (DDM), digestibility of gross energy (DCE), digestible energy (DE), metabolizable energy (ME), absorbed nitrogen (%NABS), nitrogen retention (%NRET), retained and absorbed nitrogen (%NRETABS), digestibility of calcium (CaD), digestibility of phosphorus (DP) and economic viability of the diets. No difference was found (P> 0.05) for DDM, DCE, DE and ME. Likewise, the %NABS, %NRET, %NRET ABS showed no differences (P> 0.05) among the treatments. With relation to both CaD and DP there was effect (P <0.05) and phytase supplementation in the diet improved (P <0.05) phosphorus utilization. As for DCA, the diet containing enzyme showed higher values than the positive control and similar to the negative control. With respect to the economic viability analysis of the diets, there was difference (P <0.05). The diet containing reduced nutrient levels and supplemented with phytase presented a lower total cost (P <0.05), not differing from the negative control diet, in addition, it showed a higher net income when compared to other diets. Thus, it follows that phytase supplementation in diets with reduced levels of energy and nutrients according to the nutritional plan, presents itself as an economically viable alternative to growing pigs, since that the animals show the same performance when compared to pigs fed diets containing the recommended nutritional levels.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação Zootecnia, área de concentração em Nutrição de Monogástricos, para a obtenção do título de “Mestre”.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5119
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_Redução de nutrientes em ração com fitase para suínos em crescimento.pdf279,41 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.