Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/610
metadata.teses.dc.title: Isótopos estáveis para a discriminação da origem geográfica de cafés especiais da Serra da Mantiqueira de Minas Gerais
metadata.teses.dc.creator: Barbosa, Juliana Neves
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Borém, Flávio Meira
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Cirillo, Marcelo Ângelo
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Alves, Helena Maria Ramos
Volpato, Margarete Marin Lordelo
Chalfun Júnior, Antonio
metadata.teses.dc.description.concentration: Fisiologia Vegetal
metadata.teses.dc.subject: Coffea arabica
Carbono isotópico
Nitrogênio isotópico
Café - Qualidade
Isotope carbon
Isotope nitrogen
Coffee - Quality
metadata.teses.dc.date.issued: 2012
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
metadata.teses.dc.identifier.citation: BARBOSA, J. N. Isótopos estáveis para a discriminação da origem geográfica de cafés especiais da Serra da Mantiqueira de Minas Gerais. 2012. 82 p. Tese (Doutorado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
metadata.teses.dc.description.resumo: Dentre várias regiões com aptidão para a produção de cafés especiais no Brasil, o sul de Minas Gerais tem recebido destaque. Esse potencial foi reconhecido pela Cup of Excellence (COE) como uma das regiões mais premiadas de todos os tempos. Essa notoriedade fez com que os produtores da região solicitassem junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o reconhecimento da origem geográfica da região na modalidade Indicação de Procedência. Considerando a evidente relação entre a qualidade do produto e o ambiente, estudos científicos tornam-se necessários para dar embasamento na discriminação da origem do produto, validando novos métodos contra possíveis fraudes. Esse estudo teve como objetivo avaliar o uso dos isótopos estáveis na discriminação de ambientes de produção de cafés especiais da Serra da Mantiqueira de Minas Gerais por meio de técnicas de análise exploratória e discriminante. As amostras de café foram colhidas manualmente, sendo compostas apenas por frutos maduros em altitudes abaixo de 1.000m, de 1.000 a 1.200m e acima de 1.200m, considerando duas faces de exposição sombreada e ensolarada. Os frutos amarelos e vermelhos foram processados por via seca e úmida com cinco repetições. Análise discriminante foi utilizada para realizar uma investigação exploratória na discriminação dos ambientes por meio dos isótopos estáveis de nitrogênio, carbono e suas respectivas porcentagens. Para a discriminação dos ambientes de produção da variedade Bourbon amarelo, isótopos de oxigênio, nitrogênio e carbono e isótopos da água meteórica foram utilizados. Para a discriminação de ambientes de produção de cafés especiais por meio de isótopos estáveis e análise exploratória e discriminante foram utilizadas 119 amostras. O modelo gerado apresentou uma taxa de acerto de 89% na discriminação dos ambientes, sendo composto pelas variáveis isotópicas de δ15N, δ13C, %C, %N, δD, δ18O (água meteórica) e as notas da análise sensorial. Além disso, foi demonstrado que a análise da razão isotópica pôde produzir entendimento sobre como as plantas de café respondem aos fatores ambientais que influenciam na assimilação de C, N e o quanto o ambiente influencia na qualidade. Considerando que ao se estudar uma única variedade de elevado potencial sensorial, a relação da expressão da qualidade, ambiente e isótopos possa ser mais evidente, 24 amostras da variedade Bourbon amarelo foram usadas para composição de um novo modelo com uso de isótopos de δ18O (grão cru), δ15N, δ13C, %C, %N, δD, δ18O (água meteórica) e as notas da análise sensorial. O modelo discriminante gerado apresentou uma taxa de acerto para a classificação dos ambientes de 91,7%, comprovando a eficácia da metodologia em uma variedade de alto potencial sensorial.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-graduação em Agronomia, área de concentração Fisiologia Vegetal, para a obtenção do título de “Doutor”.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/610
metadata.teses.dc.publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
metadata.teses.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.