Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/675
Título: Transferência de imunidade passiva e desempenho de cordeiros Santa Inês em diferentes regimes de amamentação
Autor : Alves, Ana Carolina
Primeiro orientador: Alves, Nadja Gomes
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Pérez, Juan Ramón Olalquiaga
Coutinho, Adriana de Souza
Primeiro membro da banca: Lima, Renato Ribeiro de
Paula, Sérgio Oliveira de
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Palavras-chave: IgG
Proteína total
Gamaglobulinas
Aleitamento artificial
Amamentação controlada
Total protein
Gammaglobulin
Artificial suckling
Controlled suckling
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG
Referência: ALVES, A. C. Transferência de imunidade passiva e desempenho de cordeiros Santa Inês em diferentes regimes de amamentação. 2012. 135 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: In the first experiment the objective was to analyze the chemical composition and IgG concentration in colostrum, transition milk and Santa Ines ewes’ milk, and the passive transfer of immunity to the lambs. A total of 32 sheep and lambs 38 were used. The ewes were milked immediately after parturition, at 12, 24, 36 hours, and in the 10th day after parturition. The colostrum and transition milk were supplied ad libitum after birth. Blood samples were collected from the lambs at 36 hours after birth. Lambs with failure of passive transfer of immunity were considered to have serum IgG inferior to 15 mg/mL and total protein concentration inferior to 45mg/mL. The percentage of fat and the concentration of IgG decreased linearly (P<0,05), the percentages of protein, total solids and solids non fat showed a quadratic behavior (P<0,05) and lactose concentration increased linearly (P<0,05 ) over time. The order of birth, body condition score, the type of gestation and the sex of the lambs did not influence (P>0,05) serum IgG, total protein, albumin and gamma globulin of the lambs. The lambs which ingested above 30 grams of IgG presented practically nil probability of having failure of passive transfer of immunity. When considering serum IgG, 39.5% of lambs presented failure of passive transfer of immunity and 21%, when considering the serum total protein. Serum IgG was correlated to total protein by the biuret technique (r = 0,44, P<0,05), to gamma globulins (r = 0,51, P<0,05). In the second experiment, the objective was to analyze the effects of suckling regimen (continuous, controlled and total separation) and of the type of gestation (singleton and twin) over the performance and serum cortisol of the lambs. A total of 29 Santa Ines sheep and 40 lambs were used. A randomized block design in a split plot scheme was used, with a 3x2 factorial in the plot (three suckling regimen and two types of gestation) and time in the subplot. Total and average daily concentrate intake of the lambs submitted to total separation were higher (P<0.05) than those of the lambs submitted to continuous suckling. Lambs submitted to total separation presented higher (P<0,05) concentrate intake/weight gain ratio, lower (P<0,05) total weight gain, lower (P<0,05) average daily weight gain and lower (P<0,05) weaning weight than those submitted to continuous and controlled suckling. Lambs derived from singleton gestations presented higher (P = 0,05), weight gain and greater (P<0,05) weaning weight. Serum cortisol concentration was lower (P<0,05) at day 20 compared to day 10.
No primeiro experimento objetivou-se analisar a composição e a concentração de IgG do colostro, leite de transição e leite de ovelhas Santa Inês e a transferência de imunidade passiva aos cordeiros. Foram utilizadas 32 ovelhas e 38 cordeiros. As ovelhas foram ordenhadas imediatamente após o parto, às 12, 24, 36 horas e no 10o dia pós-parto. O colostro e o leite de transição foram fornecidos ad libitum após o nascimento. Amostra de sangue dos cordeiros foi coletada às 36 horas após o nascimento. Considerou-se que cordeiros com falha na transferência de imunidade passiva tiveram concentração sérica de IgG inferior a 15 mg/mL e de proteína total inferior a 45mg/mL. A porcentagem de gordura e a concentração de IgG diminuíram linearmente (P<0,05), as porcentagens de proteína, sólidos totais e extrato seco desengordurado apresentaram comportamento quadrático (P<0,05) e a de lactose aumentou linearmente (P<0,05) com o tempo. A ordem de parto, o escore de condição corporal, o tipo de gestação e o sexo dos cordeiros não influenciaram (P>0,05) a concentração sérica de IgG, proteína total, albumina e gamaglobulinas dos cordeiros. Cordeiros que ingeriram acima de 30 gramas de IgG tiveram probabilidade praticamente nula de falha na transferência de imunidade passiva. 39,5% e 21% dos cordeiros tiveram falha na transferência de imunidade passiva ao considerar a concentração sérica de IgG e proteína total, respectivamente. A concentração sérica de IgG foi correlacionada à de proteína total pela técnica do biureto (r=0,44, P<0,05) e à de gamaglobulinas (r=0,51, P<0,05). No segundo experimento, objetivou-se analisar os efeitos do regime de amamentação (contínua, controlada e separação total) e do tipo de gestação (simples e gemelar) sobre o desempenho e a concentração sérica de cortisol dos cordeiros. Foram utilizadas 29 ovelhas e 40 cordeiros Santa Inês. Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso num esquema em parcela subdividida, com fatorial 3x2 na parcela (três regimes de amamentação e dois tipos de gestação) e tempo na subparcela. O consumo total e médio diário de concentrado dos cordeiros submetidos à separação total foram maiores (P<0,05) do que os submetidos à amamentação contínua. Cordeiros submetidos à separação total apresentaram maior (P<0,05) relação consumo de concentrado/ganho de peso, menor (P<0,05) ganho total de peso, menor (P<0,05) ganho médio de peso diário e menor (P<0,05) peso a desmama do que os submetidos à amamentação contínua e à controlada. Cordeiros de gestações simples tiveram maior (P=0,05) ganho de peso e obtiveram maior peso (P<0,05) a desmama. A concentração sérica de cortisol foi menor (P<0,05) no dia 20 em comparação ao dia 10.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/675
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.