Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/765
Título: Efeito do enriquecimento ambiental sobre a morfologia de peixes cultivados
Autor : Saraiva, Sarah de Oliveira
Primeiro orientador: Pompeu, Paulo dos Santos
Primeiro membro da banca: Oliveira, Edson Fontes de
Leal, Marcelo de Castro
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Palavras-chave: Piscicultura
Atributo ecomorfológico
Variabilidade morfológica
Enriquecimento estrutural
Enriquecimento social
Pisciculture
Ecomorphological attribute
Morphological variability
Structural enrichment
Social enrichment
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES
Referência: SARAIVA, S. de O. Efeito do enriquecimento ambiental sobre a morfologia de peixes cultivados. 2013. 142 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: Hatchery programs reproduces and cultivates native fishes in captivity for post release into water bodies. This management action is usually applied in Brazil to mitigate impacts caused by dams and reservoirs of hydroelectric plants on fish populations. However there are many controversies regarding the effects of release of hatchery fishes and its effectiveness has never been proven. Much of this inefficiency can be explained by low rates of post-release survival, because fish released are not adapted to the natural environment, but are adapted to captive environment. Tanks have totally different conditions from natural, with a high degree of homogeneity, which results in fish with less variability. Environmental enrichment in hatchery can be proposed as a way to minimize the effects of homogeneity, since incorporates natural designs on captive environment making it more like the natural. From this, the present study evaluated the effect of hatchery enrichment on the morphology of fish. Two types of enrichment were used: structural enrichment, which was provided by the addition of trunks submerged and artificial aquatic plants aimed at increasing environmental complexity, and social enrichment, which was incorporated by addition of a second species in order to increase the degree of ecological interactions. Two species of native and migratory fish were analyzed, Prochilodus lineatus and Brycon orbignyanus. The general aim was to make hatchery conditions closer to those found in nature in order to induce in individuals of both species a morphology more similar to the wild fishes. The results demonstrated that environmental enrichment has a strong effect on the morphology of both species. But each species was differently influenced by enrichment both in relation to morphological traits as in morphological variability. The degree of influence changed depending on the fish age and over time and also depending on the type of enrichment, so the social enrichment had a greater effect than the structural. Overall, the results suggest that environmental enrichment is an effective tool for management in hatchery fish. Regarding morphology can be applied to generate fish with different morphological patterns than conventional. However, more studies should be done to improve the enrichment techniques and better understand how this mechanism works on morphology and development of fish and on the interactions between species
A estocagem de peixes consiste na reprodução e cultivo de peixes em cativeiro para posterior soltura em corpos d’água. Esta medida de manejo geralmente é aplicada no país para mitigar os impactos causados à ictiofauna pelos reservatórios e barragens de usinas hidrelétricas. Todavia existem muitas controvérsias em relação aos efeitos da estocagem de peixes e sua eficácia nunca foi comprovada. Grande parte da ineficiência pode ser explicada pelas pequenas taxas de sobrevivência pós-soltura, pois os peixes soltos não são adaptados ao ambiente natural e sim ao ambiente de cativeiro. Tanques de cultivo apresentam condições totalmente diferentes das naturais, com alto grau de homogeneidade ambiental, o que resulta em populações menos variadas. O enriquecimento ambiental de tanques pode ser proposto, como forma de minimizar os efeitos da homogeneidade ambiental, pois incorpora designs naturais ao ambiente de cultivo tornando-o mais parecido com o natural. A partir disto, o presente trabalho avaliou o efeito do enriquecimento ambiental de tanques de piscicultura sobre a morfologia de peixes cultivados. Dois tipos de enriquecimento foram utilizados: o enriquecimento estrutural, que foi proporcionado pela adição de troncos submersos e plantas aquáticas artificiais, visando o aumento da complexidade ambiental; e o enriquecimento social, incorporado pela adição de uma segunda espécie visando o aumento do grau de interações ecológicas. Duas espécies de peixe nativas e migradoras foram analisadas, Prochilodus lineatus e Brycon orbignyanus. O objetivo geral com esta pesquisa foi tornar as condições de cultivo mais próximas daquelas encontradas na natureza, a fim de induzir nos indivíduos cultivados de ambas as espécies uma morfologia mais semelhante a dos peixes nativos. Os resultados demonstraram que o enriquecimento ambiental tem forte efeito sobre a morfologia das espécies. Mas cada espécie foi influenciada de uma maneira, tanto em relação aos atributos ecomorfológicos quanto em relação à variabilidade morfológica. O grau de influência do enriquecimento mudou conforme a idade dos peixes e ao longo do tempo e também conforme o tipo de enriquecimento, sendo que o enriquecimento social teve maior efeito que o enriquecimento estrutural. De maneira geral, os resultados sugerem que o enriquecimento ambiental é uma ferramenta eficiente para o manejo em piscicultura. Em relação à morfologia pode ser aplicado a fim de gerar peixes com padrões morfológicos diferentes do convencional. Entretanto, mais estudos devem ser realizados a fim de aperfeiçoar as técnicas de enriquecimento e entender melhor como tal mecanismo atua sobre a morfologia e desenvolvimento dos peixes e sobre as interações entre as espécies
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração em Ecologia e Conservação de Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/765
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_Efeito do enriquecimento ambiental sobre a morfologia de peixes cultivados.pdf.pdf2,04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.