Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/895
Título: Influências da conexão com fragmentos florestais, das matrizes do entorno e da estrutura vegetacional sobre as comunidades de pequenos mamíferos em corredores de vegetação
Autor : Fialho, Mariana Yankous Gonçalves
Primeiro orientador: Passamani, Marcelo
Primeiro membro da banca: Passamani, Marcelo
Louzada, Júlio Neil Cassa
Paglia, Adriano Pereira
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas
Palavras-chave: Pequenos mamíferos
Fragmentos florestais
Matriz antrópica
Estratificação vertical
Microhabitat
Small mammals
Forest fragments
Anthropogenic matrix
Vertical stratification
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de desenvolvimento científico e tecnológico (CNPq)
Referência: FIALHO, M. Y. G. Influências da conexão com fragmentos florestais, das matrizes do entorno e da estrutura vegetacional sobre as comunidades de pequenos mamíferos em corredores de vegetação. 2012. 113 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O presente trabalho é constituído de dois artigos. No primeiro artigo foram avaliadas influência da conexão com fragmentos florestais e das matrizes do entorno sobre a riqueza, composição e abundância das espécies nos corredores. No segundo artigo os objetivos foram comparar corredores e fragmentos florestais quanto às características estruturais da vegetação, verificar se existe correlação entre a densidade do sub-bosque (entre 0-1m e entre 1-2m de altura), a cobertura do dossel e a altura das árvores com a abundância das espécies de pequenos mamíferos, e verificar se existe diferença quanto à utilização vertical de corredores e fragmentos florestais por pequenos mamíferos. Os corredores se mostraram mais semelhantes aos fragmentos florestais que as matrizes, quanto à riqueza, composição e abundância de pequenos mamíferos, sendo que corredores conectados e não conectados a fragmentos florestais não diferiram entre si. A maior parte das espécies foi capaz de se deslocar pelas matrizes antrópicas, especialmente a matriz de café, mas aparentemente incapaz de se estabelecer nesses ambientes. Estes resultados demonstraram que mesmo os corredores não conectados a fragmentos florestais são importantes para conservação da fauna de pequenos mamíferos nos ambientes fragmentados, sendo o fluxo de indivíduos propiciado por essas estruturas complementar àquele propiciado pelas matrizes. Corredores e fragmentos florestais se mostraram semelhantes quanto à densidade do sub-bosque e a cobertura do dossel, porém as maiores árvores foram verificadas nos fragmentos florestais. A maioria das espécies de pequenos mamíferos não demonstrou preferência por nenhuma das características ambientais avaliadas, provavelmente em função de seus hábitos generalistas. No entanto, verificou-se que Oligoryzomys nigripes apresentou maiores abundâncias em áreas com valores intermediários ou superiores de densidade do sub-bosque entre 1 e 2m e que Rhipidomys itoan apresentou maior abundância em áreas com densidades intermediárias ou inferiores de sub-bosque entre 1 e 2m. Também foi verificado que a estratificação vertical das espécies foi similar nos dois ambientes. Embora a maioria dos pequenos mamíferos capturados seja aparentemente pouco seletiva quanto ao micro-habitat, a estrutura vegetacional semelhante dos corredores e fragmentos florestais parece permitir uma estratificação vertical semelhante nesses ambientes, condição fundamental à coexistência dessas espécies nas paisagens fragmentadas
This study is comprised of two articles. In the first paper were evaluated the influence of connection with forest fragments and the surrounding matrix on the diversity and abundance of species in corridors. In the second paper the objectives were to compare the structural characteristics of vegetation among corridors and forest fragments, check if there is a correlation between the abundance of small mammals and the density of understory (between 0-1m and 1-2m in height), canopy structure and height of trees, and to investigate the difference in vertical use of forest fragments and corridors by small mammals. Corridors were more similar to forest fragments than matrices on the richness, composition and abundance of small mammals; corridors connected and not connected to forest fragments did not differ. Most species were able to move by anthropogenic matrices (especially coffee matrix) but apparently unable to situate in these environments. These results demonstrated that even corridors not connected to forest fragments are important for small mammals conservation in fragmented environments, being the flow of individuals afforded by these structures complementary to that afforded by the matrices. Corridors and forest fragments were similar in terms of density of understory and canopy cover, but the highest trees were in forest fragments. Most species of small mammals showed no preference for any environmental characteristics assessed, probably due to their generalist habits. However, it was found that Oligoryzomys nigripes presented a great abundance in areas with more dense or intermediate values of understory density from 1 to 2m and Rhipidomys itoan showed a highest number of individuals in areas with intermediate or low understory density from 1 to 2m. It was also found a similar vertical stratification of species in both studied environments. Although most small mammals captured are apparently few selective about microhabitat, the similar vegetation structure in corridors and forest fragments seems to allow a similar vertical stratification in these environments, a fundamental condition for species coexistence in fragmented landscapes
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Ecossistemas Fragmentados e Agrossistemas para obtenção do título de Mestre
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/895
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.