Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9017
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCarrieri, Alexandre de Pádua-
dc.date2011-04-11-
dc.date.accessioned2015-05-04T13:47:44Z-
dc.date.available2015-05-04T13:47:44Z-
dc.date.issued2015-05-04-
dc.identifierhttp://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/124-
dc.identifier.citationCARRIERI, A. de P. Questão ambiental, agricultura e mudanças de paradigmas: o ecodesenvolvimento, a agricultura sustentável e a biotecnologia. Caderno de Administração Rural, Lavras, v. 9, n. 1. jan./jun. 1997.-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9017-
dc.formatapplication/pdf-
dc.languagepor-
dc.publisherOrganizações Rurais & Agroindustriais-
dc.relationhttp://revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/124/121-
dc.sourceOrganizações Rurais & Agroindustriais; v. 9, n. 1 (1997)-
dc.source2238-6890-
dc.source1517-3879-
dc.titleQuestão ambiental, agricultura e mudanças de paradigmas: o ecodesenvolvimento, a agricultura sustentável e a biotecnologia-
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/article-
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion-
dc.description.resumoEste trabalho é uma reflexão sobre a questão ambiental, a agricultura e as mudanças de paradigmas, tanto econômicos - ecodesenvolvimento -, como tecnológicos - agricultura sustentável e biotecnologia. O objetivo do trabalho é estudar, frente ao desgaste do atual padrão tecnológico no que diz respeito ao meio ambiente, as duas trajetórias tecnológicas acima mencionadas, que têm propostas diferentes para a solução da questão ambiental. Observou-se que, como toda construção social, o ecodesenvolvimento vai se definindo paulatinamente e progressivamente, contudo de uma forma desigual. O que é considerado sustentável para os países centrais não é o mesmo para os da periferia. Assim, o ecodesenvolvimento e a proposta representada pela Agricultura Sustentável procurariam manter e (re)criar formas - não artificiais - de relações homem-natureza, buscando assentar e manter o homem no campo sem perda de sua identidade como sujeito e resgatar sistemas produtivos criados através de experiências singulares (e isoladas). Enfim constata-se que uma proposta poderia resultar na redefinição das relações entre homem e natureza no sentido de romper o antropocentrismo predominante o que resultaria na implantação de um novo padrão de soluções tecnológicas a serem utilizadas na agricultura e na sociedade, resultando na implantação de um novo paradigma. Já a outra proposta, estaria atrelada ao discurso ecológico denominado de oficial, onde a previsão da catástrofe ambiental, o esgotamento dos recursos naturais, etc... revestiriam a problemática ecológica. Assim, os novos caminhos (bio)tecnológicos viriam até para oferecer mudanças no paradigma atual, mas primeiramente possibilitariam tuna recondução do capital à uma agricultura mais sustentável e conforme as expectativas do desenvolvimento industrial.-
Appears in Collections:Organizações Rurais & Agroindustriais

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.